Archive for the ‘Títulos’ Category

Papo de Boleiro Com Kaká

24/08/2014

***(*) ******(*)

Papo de Boleiro Com Dario Pereyra

17/08/2014

***(*) ******(*)

Em Breve, No Sacrossanto Arena…

06/07/2014

o melhor ataque do mundo

***(*) ******(*)

Encontros Mundiais: Rogério Ceni e Zé Roberto Guimarães

04/06/2014

***(*) ******(*)

Três Toques

30/05/2014

Reforços – Não acho que a vinda do Lugano seria benéfica para o clube. Eu entendia que sim, mas mudei de idéia. Pensa comigo. O São Paulo de hoje tem no ataque a sua vocação. Não joga mais no 3-5-2 com uma defesa bem protegida. O Lugano que é lento, pode ficar muitas vezes no mano a mano com os atacantes adversários e convenhamos, raça não ajuda ninguém na corrida. A prioridade do São Paulo deveria ser a contratação de um primeiro-volante. Felipe Melo, Cambiasso ou alguém neste nível resolveria parte do problema do sistema defensivo.

Reforços 2Ventilou-se na mída que o São Paulo teria até salários acertados com o zagueiro Manoel do Patético Paranaense. Mais tarde, foi dito que o São Paulo desistira do negócio para evitar problemas com choradeiras, como a que aconteceu depois do negócio com o Kardec. Mas agora eu pergunto, depois da nota oficial no site do clube paranaense, qual a razão que o São Paulo tem pra se preocupar com o que vão dizer ? Não existe santos no futebol, no futebol brasileiro então ser honesto é como ser a virgem na casa de tolerância. Se o zagueiro conseguir sua rescisão com os patéticos, o Tricolor deveria entrar com tudo e contratar o jogador. Não tem nada de ilegal. Não foi isso que o Inter de Porto Alegre fez com o Oscar ? Qual é a diferença ?

O regulamento das finais da Libertadores em 2005As invencionices sobre a negativa do São Paulo em jogar no meio estádio dos patéticos no ano do TRI, será em 20/30 anos ou talvez antes, o novo capítulo das mitologias do bloco da inveja. Mas pra que conste nos registros a informação honesta e verdadeira, vamos aos fatos. A choradeira poodle se baseia em um suposto laudo do corpo de bombeiros que atestaria a capacidade de 40 mil lugares no meio estádio da Arena da Baixada, capacidade mínima para finais da competição de acordo com o regulamento da Conmebol. Não sei como o corpo de bombeiros fez este laudo – se é que foi feito, ninguém nunca viu – se no próprio site oficial do clube do Paraná a capacidade nominal do estádio é de 28.756 assentos em 2010 e o recorde de público é 31.700 torcedores no jogo entre Patéticos x São Caetano em 12/06/2001. Hoje, depois das reformas, o estádio terá 41 mil lugares, mas a reforma veio com 9 anos de atraso. Podem chorar, foi 4×0 mas poderia ter sido mais…

Capacidade Arena da Baixada

Fonte: Site Oficial Atético Paranaense.

***(*) ******(*)

Memória: São Paulo FC 4×0 Atlético-PR

29/05/2014

Eis a razão de tanta mágoa: a maior goleada em uma final na história da Libertadores.

***(*) ******(*)

Jogo Limpo Com Plihal: Carlos Miguel Aidar

16/05/2014

***(*) ******(*)

Papo de Boleiro Com Waldir Peres

16/05/2014

***(*) ******(*)

Ética versus Falta de Educação

19/04/2014

Salve Soberania.

Não deveria, mas eu ainda me surpreendo.

Mudou o presidente, mas o tratamento reservado ao nosso clube continua o mesmo. Se vislumbrarem um pequeno traço de vantagem política ao São Paulo FC nos bastidores, os hipócritas esquecidos (?) clamarão pela ética.

Museu pelé e fasci-me-rir receberam títulos brasileiros à granel há poucos anos atrás, não importando se entre estas conquistas , estão torneios onde foram disputados QUATRO jogos até chegar ao título. O campeonato brasileiro atual tem 38 rodadas e um clube para ter o direito de levantar a taça, tem que cruzar o país de norte a sul. Não importa. A CBF ratificou.

Vale pra eles, pra nós não vale: vide o Roberto Gomes Pedrosa vencido pelo São Paulo FC em 1956. Não ratificaram, não pedimos, pouco importa. Não faremos dossiês por asteriscos. Eles não cabem na nossa história.

O museu pelé contratou o Gabigol quando este era menor de 16 anos e o levou para o litoral. Não levantamos a voz por ética, afinal, deram casa e arrumaram emprego para o pai do menino, além de um robusto salário. Como não tinha contrato, ele foi ser feliz. Sem gritarias.

Vale pra eles, pra nós não vale: a base do São Paulo FC esteve próxima a um boicote nacional, porque clubes mal estruturados perderam seus atletas menores de 16 anos para Cotia. Pais preocupados com o futuro dos seus filhos procuram nosso CT de base, interessados em levar seus projetos de craque para a formação Tricolor. Não é pra menos: oferecem escola, reforço, médicos, dentistas e tratamento psicológico, além dos fundamentos do futebol.

Flalido e time.gov alinhados com globo e CBF em 2011, destruiram o C13 e por isso recebem o dobro em cotas de TV em comparação ao que recebe o São Paulo FC. Pagamento pelos préstimos ao monopólio do futebol na TV. Antes deste episódio, as cotas eram praticamente iguais entre os três maiores clubes do país. Rebaixaram o Tricolor e nenhum jornalista levantou a voz para reclamar sobre esta diferença de tratamento. Você leu/viu algum falar a respeito ? Chegaram a tratar um cidadão semi-analfabeto como cartola exemplar, não importando como ele levou seu clube a alçar vôos mais altos, nacional e internacionalmente.

Vale pra eles, pra nós não vale: o lusitano Flávio Gomes e o santista Fábio Sormani entrevistaram na FOX Sports por telefone o novo presidente Tricolor: Carlos Miguel Aidar. O assunto era o trabalho do novo presidente como advogado para a CBF no caso rebaixamento da Portuguesa.

Para eles faltou ética ao presidente porque o São Paulo pode supostamente ser beneficiado no campeonato brasileiro por estar alinhado a entidade. Se esquecendo (?) de todos os casos citados acima e principalmente a relação espúria entre time.gov, cbf e globo. Trataram expertise profissional de forma desonrosa, como se advogar fosse tão rasteiro quanto se prestar a rachar entidades esportivas pelo toma-lá, dá-cá das vantagens prometidas e bem conhecidas de bastidores.

O Fábio Sormani, mais exaltado depois de tomar uma invertida do Aidar: -“Você acha errado, eu não acho”, disse que o presidente deveria pensar na sua consciência e no seu escritório de advocacia.

Mas isso não vale pra ninguém.

Porque uma pessoa pode até não gostar de uma instituição e lutar contra ela, mas não pode transformar uma discussão institucional em algo pessoal.

Isto é extrapolar o jornalismo, está em um patamar muito abaixo de qualquer discussão sobre ética.

É falta de educação.

***(*) ******(*)

Bola da Vez com Juvenal Juvêncio

17/04/2014

***(*) ******(*)

M1TO 4.1 – 41 Anos em 41 Gols

22/01/2014

***(*) ******(*)