Archive for the ‘Libertadores 2010’ Category

Nunca Antes Na História do Maior Clube do Brasil

27/11/2013

JJUm presidente perdeu tanto em torneios mata-mata:

01)   2006 – Eliminado da Libertadores (Inter-RS)
02)   2007 – Eliminado do Paulista (São Caetano)
03)   2007 – Eliminado Copa Sul-Americana (Milionários-COL)
04)   2007 – Eliminado da Libertadores (Grêmio-RS)
05)   2008 – Eliminado do Paulista (Palmeiras)
06)   2008 – Eliminado da Libertadores (Fluminense)
07)   2009 – Eliminado do Paulista (Corinthians)
08)   2009 – Eliminado da Libertadores (Cruzeiro)
09)   2010 – Eliminado do Paulista (Santos)
10)   2010 – Eliminado da Libertadores (Inter-RS)
11)   2011 – Eliminado do Paulista (Santos)
12)   2011 – Eliminado da Copa do Brasil (Avaí-SC)
13)   2011 – Eliminado da Copa Sul-Americana (Libertad-PAR)
14)   2012 – Eliminado do Paulista (Santos)
15)   2012 – Eliminado da Copa do Brasil (Coritiba)
16)   2013 – Eliminado do Paulista (Corinthians)
17)   2013 – Eliminado da Libertadores (Atlético-MG)
18)   2013 – Vice da recopa Sul-Americana (Corinthians)
19)   2013 – Eliminado da Copa Sul-Americana (Ponte Preta)
 
Via Roberto Dias 1935
 
***(*) ******(*)

Tricolor: Top 20 Mundial da IFFHS

12/01/2011

Tricolor entre os melhores do mundo na última temporada

Segundo o ranking do IFFHS, equipe são-paulina figura entre as grandes potências do mundo inteiro

O São Paulo pode não ter conquistado títulos em 2010, mas ainda sim está entre os melhores clubes da última temporada. Segundo o ranking da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) nesta quarta-feira, o Tricolor Paulista está entre os 20 times do mundo inteiro.

A equipe paulista ficou na 16ª colocação com 199 pontos. O líder foi a Inter de Milão, que conquistou o Campeonato Italiano, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes no ano passado. Em 2010, o São Paulo chegou às semifinais do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores.

Já no Campeonato Brasileiro, o Tricolor terminou na nona colocação com 55 pontos. Entre os clubes brasileiros, apenas duas equipes ficaram melhores colocadas que o São Paulo. O  Cruzeiro, vice-campeão brasileiro, ocupou a 14ª colocação com 203 pontos. Já o Internacional, campeão da Libertadores, foi o sétimo.

Via Site Oficial

Relacionados

Club World Ranking

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

16/12/2010

Aparecido – O Morumbi, que serve para receber jogos de campeonato brasileiro, copa Libertadores e shows internacionais de artistas renomados, foi interditado pela FPF por causa do seu maravilhoso campeonato Paulistinha. Quanta vontade de aparecer. Não seria mais fácil pendurar uma melância no pescoço ?

Trocando as bolas – O presidente do museu disse que o São Paulo travou a negociação do Ricardo Oliveira, na lata o JPJL mandou essa: “Pensei que o programa do Bozo, no SBT, tinha acabado faz tempo. Quer dizer que o São Paulo é culpado por travar a negociação de seu atleta com outro clube?”. Chupa Bozo safenado !

Guiñazu – Eu sempre falei que o time precisava de um primeiro volante. Aquele cara que fica lá atrás ajudando a defesa. O argentino é o cara. Acho dificílimo contratar, mas se o São Paulo conseguir, aquele paredão do Tri-Brasileiro voltará ainda melhor.

Soberano Sem Asterisco – Na canetada, a Confederação Varzeana de Futebol agraciou seus queridinhos com canecos a granel. Tudo bem vai, estamos em dezembro, vamos deixar o espírito natalino invadir nossos corações. De qualquer maneira o São Paulo é Tri da Libertadores e Mundial. Quero saber como vão fazer pra tirar isso aqui na canetada… 

16 de dezembro – Sempre que o São Paulo comemora aniversário, o bloco da inveja vem com aquela chatice que a gente não sabe a data da fundação, dãhn ! Não conhecem a história do nosso clube e querem bancar os espertalhões. A data é 16.12.1935 e ponto final.

16 de dezembro 2 – Coincidentemente 16.12 é aniversário da minha velha. Não por acaso eu amo o São Paulo tanto quanto ela. Parabéns dona Vera !

Copa do Brasil – O São Paulo começa a disputa do torneio contra o Treze-PB jogando fora. Os paraibanos estão tratando o jogo como “o jogo do ano”. Ainda está bom, nem dá para reclamar. Logo vamos jogar contra algum time do Acre, afinal a CVF adora dar presentinhos para o São Paulo.

Caminhos – “Nunca dê a mão para o diabo, porque ele vai te puxar para o inferno.” Quando o Internacional pleiteou aquela inscrição de jogadores fora da janela – pedido que foi deferido pela CBF e Conmebol – eles não sabiam, mas tinham perdido o ano. Ali o clube arrogante do estado separatista acendeu a ira dos deuses do futebol, e eles não dormem. O Guarani da Turiassú que o diga…

Wikileaks – Cada dia que passa descubro como o tal “american way of life” é uma fraude. O discurso é de liberdade, direitos civis e democracia, mas “armam” com os governos internacionais uma cilada para prender um blogueiro que recebeu documentos e os publicou. Qual foi o crime do cara ? De qualquer forma o que fizeram foi um tiro no pé, segundo o Wikileaks foram publicados apenas 0,6% dos documentos em posse da organização. Vem mais por ai…

***(*) ******(*)

O Profeta do Centenada

06/12/2010

***(*) ******(*)

O Chão Não é o Limite

06/12/2010

Elas querem descer ainda mais.

***(*) ******(*)

29.09.2010 – Um Ano no Ar !

29/09/2010

Salve Soberania !

Hoje o blog faz aniversário.

Um ano de defesa das três cores mais lindas, dignas e invejadas do futebol brasileiro.

O São Paulo não precisa de defesa, mas esse amor não me deixa ficar calado.

O número de desafetos e a quantidade da rejeição entre as torcidas rivais trazem uma certeza: a gente incomoda. Não que eu procure o combate, mas a contundência sempre vai existir por aqui. Esse negócio de que sãopaulino tem que ser superior e deixar pra lá o monte de balelas que falam é uma teoria que não ajuda, aliena.

Sãopaulino tem que conhecer a sua história para rebater certas inverdades, para não ouvir calado as mentiras que tentam denegrir a imagem deste clube.  Me sinto no dever de contar o que eu ouço, o que eu leio e pesquiso. Compartilhar. E não faço isso pra preencher um nicho, faço isso porque sou assim, porque eu luto pelo que eu amo.

Agradeço  a todos que estiveram aqui comigo desde o início, aos que se juntaram depois e hoje participam através de comentários, mensagens com idéias de posts, dicas e links. Aos que criticam e elogiam: obrigado.

Um agradecimento especial ao Daniel Perrone que um dia enviou um link do blog via twitter e então a coletividade Tricolor ( nem toda ) me encontrou na blogosfera, ao Marcelo Abdul pelos toques e amizade, ao William ( sumido ), ao Denilson Martins, ao José Roberto e ao Fernando Tajinaruto colunistas.

Acima de tudo, obrigado São Paulo: certo ou errado, foi por amor.

Saudações Tricolores.

***(*) ******(*)

Os Erros de Arbitragem Contra o SP em 2010

21/09/2010

Salve Soberania !

Fiz no início do ano uma geral a respeito da arbitragem do campeonato paulista desde 2003, motivado pelas expulsões do São Paulo em todos os clássicos no paulistinha em 2010. Claro, encontrei várias “coincidências”.

Por conta do que aconteceu este ano no torneio regional, resolvi guardar todos os “erros” contra o nosso Tricolor no brasileiro e senhores, pelas minhas contas  foram tomados 12 pontos do São Paulo.

De acordo com a tabela de classificação  de hoje, o São Paulo tem neste momento 31 pontos ganhos, não fossem os tais “erros”, o Tricolor seria o segundo colocado com 43 pontos na frente do Fluminense com 42. O objetivo agora é o G4 mas o time poderia estar brigando pelo título se o futebol neste paisinho não estivesse em mãos tão erradas.

Sou capaz de dizer que a campanha ruim que nos providenciaram no brasileiro, nos prejudicou na Libertadores. Como ? Simples, os péssimos resultados do time no campeonato nacional derrubaram  a auto-estima do time.

A primeira partida de ida contra o Internacional aconteceu em 29.07. Depois da volta do campeonato após a pausa na copa do mundo, nas três rodadas seguintes: rodadas 8,9 e 10, erros ocorreram contra o São Paulo.  5 pontos nos foram tirados nestes jogos. Isto as vésperas de um jogo importantíssimo.

O resultado é que o time se acovardou no jogo em Porto Alegre, e lá deixou a classificação, porque não foi o São Paulo. Jogamos contra Avai, Vitória e Grêmio Prudente. Perdemos 2 jogos e empatamos 1. Todos com erros de arbitragem.

Como comparativo, nas mesmas rodadas:8,9 e 10, o Internacional teve os seguintes resultados: Guarani 0x3 Inter, Inter 2×1 Ceará e Atlético-MG 1×2 Inter.

Isso deve fazer alguma diferença, você não acha ?

Segue a lista de erros, com todos os detalhes, inclusive imagens e vídeos.

Saudações Tricolores

***

Rod Partida Data Erro / Clique Para Detalhes Pts 
2 SPO 1 X 2 BOT 16/5/10 Penalty Não Marcado 1
4 SPO 1 X 0 PAL 26/5/10 Penalty Inexistente Marcado 0
6 GOI 2 X 1 SPO 2/6/10 Penalty Inexistente Marcado 1
8 SPO 1 X 2 AVA 14/7/10 Penalty Não Marcado 1
9 VIT 3 X 2 SPO 17/7/10 Penalty Não Marcado 1
10 SPO 1 X 1 GPR 21/7/10 Penalty Não Marcado, Expulsão Injusta 3
16 SPO 0 X 0 VAS 25/8/10 Dois Penalties Não Marcados 3
17 FLU 2 X 2 SPO 29/8/10 Penalty Inexistente Marcado 2
19 ATM 2 X 3 SPO 5/9/10 Penalty Não Marcado 0
22 SPO 1 X 3 INT 16/9/10 Penalty Não Marcado 0
24 SPO 2 X 1 GUA  22/9/10 Penalty Inexistente Marcado 0

Atualizado em 24.09.2010 às 01h05

***(*) ******(*)

Merece Nosso Respeito

27/08/2010

Ele não tem MEDO

Reservado, Juvenal Juvêncio defende o São Paulo com vitalidade e não se intimida frente aos desafetos que ousam prejudicar o clube de coração

Marcius Azevedo

Juvenal Juvêncio é um senhor de poucas palavras. É definido como reservado e até tímido por pessoas próximas. Ele prefere muito mais ouvir do que falar, mas quando solta a voz o efeito é tão devastador quanto de um Tsunami. O presidente do São Paulo não tem papas na língua, defende o clube que comanda há quatro anos baseado em suas convicções, nem que para isso crie inimizades ou, em casos extremos, inimigos declarados.

Todos os seus movimentos são calculados com muita calma antes de serem executados. Advogado de formação, Juvenal aplica no futebol o que aprendeu ao longo dos seus 75 anos de vida.

Natural de Santa Rosa do Viterbo, cidade a 310 quilômetros de São Paulo, ele também sabe fazer política. Foi deputado estadual e presidente do Cecap (Companhia Estadual de Casas Populares), atual CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), no governo de Laudo Natel, que também foi presidente do Tricolor entre 1956 e 1972.

“Ele usa uma citação que nós aprendemos com o ex-governador Laudo Natel: você é senhor do que ouve e escravo do que fala”, conta o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes, que conhece Juvenal há 40 anos. “Não que ele conheça futebol mais do que os outros dirigentes. Mas o Juvenal é um homem de gestão, ele sabe administrar como poucos”, elogia Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol e ex-genro de Juvenal.

O maior defeito é ser teimoso. Por isso, quando julga ter razão em um assunto, bate o pé. Só reconhece que está errado depois de ouvir argumentos convincentes. Juvenal dificilmente esquece quem lhe faz mal, costuma ser rancoroso. “Mas nunca leva para o lado pessoal. Ele é sempre cordial”, defende João Paulo.

A briga com o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, é um exemplo claro. Eles estão rompidos desde dezembro de 2008, quando o dirigente enviou à CBF denúncia de um suposto esquema de favorecimento ao São Paulo contra o Goiás, pela última rodada do Brasileirão. O árbitro Vagner Tardelli foi afastado do jogo na véspera do confronto em Brasília em um episódio que ficou conhecido como “caso Madonna”, porque, segundo Del Nero, Juvenal teria enviado ao árbitro ingressos do show da cantora no Morumbi. Os dois até conversam em eventos em que se encontram, como recentemente no lançamento do livro de Aldo Rabello, “Palmeiras x Corinthians 1945”, no Museu do Futebol, mas há poucas chances de reconciliação.

A relação também não é muito amistosa com o presidente do Corinthians, Andres Sanches, com quem já bateu boca publicamente em algumas oportunidades, nem com o do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo. Há ainda a polêmica interminável com o Flamengo pela Taça das Bolinhas. Os opositores acusam Juvenal de ser arrogante. Dizem que ele só prejudica o São Paulo ao brigar com todo mundo. O prejuízo, defendem, é do clube, que não é dele e sim dos são-paulinos.

Juvenal não liga. Alega estar defendendo os interesses do São Paulo, mesmo que, para isso, sofra retaliações. Recentemente, o dirigente comprou briga com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, ao apoiar Fábio Koff contra Kléber Leite, candidato de Teixeira, na eleição do Clube dos 13. Ao ver Leite derrotado, o mandatário da CBF golpeou o ponto fraco de Juvenal: o Morumbi. Ninguém tira da cabeça de Juvenal que a notícia do veto da Fifa ao estádio para a Copa de 2014 foi arquitetada por Teixeira, que é também presidente do Comitê Organizador.

Ele bateu de frente com a Fifa pelo mesmo motivo. Juvenal custou a aceitar todas as exigências do secretário-geral da entidade, Jérome Valcke, para o Morumbi ter condições de abrigar o jogo de abertura. E não deu o braço a torcer até ser convencido de que precisava contratar uma empresa especializada no assunto (GMP) para cuidar do projeto, sem que tivesse falhas. Agora, dentro do clube, já há pessoas duvidando de que o estádio será escolhido para o jogo inaugural – o Maracanã abrigaria abertura e final -, mas ninguém tem dúvida de que o Morumbi vai ser o estádio da cidade de São Paulo na Copa de 2014. Tudo por causa da dedicação de Juvenal.

Hoje, afastado há algum tempo do seu escritório de advocacia, Juvenal respira o clube praticamente 24 horas por dia. “A disposição dele impressiona”, comenta João Paulo. “É capaz de ficar despachando coisas até tarde no Morumbi e, no dia seguinte bem cedo, já está de pé indo para Cotia (no Centro de Formação de Atletas), ou ao CT (na Barra Funda)”, completa o diretor, acrescentando que ninguém acompanha o pique do presidente.

Ele cuida do patrimônio do clube com o mesmo apreço que tem com sua fazenda em Santa Rosa do Viterbo. “É quase uma obsessão. Você não vê uma lâmpada queimada. Tudo é um brinco”, brinca João Paulo. A fazenda é também o recanto de reflexão. Sempre que precisa tomar uma decisão importante, viaja para sua cidade natal. “Fica lá dois, três dias e aí volta com tudo definido”, comenta Marco Aurélio Cunha.

Na fazenda, onde tem até uma criação de javalis, Juvenal aproveita para cuidar dos seus cavalos manga-larga marchador. Os animais, que podem custar mais de R$ 5 mil cada um, são seus xodós. “Ele era frequentador assíduo de exposições de animais, participava ativamente da Associação de Criadores”, revela Marco Aurélio. “Hoje, o Juvenal deixou essa paixão um pouco de lado por causa do São Paulo”, completa. Ele chegou a presentear alguns jogadores com cavalos na campanha vitoriosa da Libertadores de 2005. “Eu vi o Cicinho ganhando e pedi um também. Demorou tanto que achei que o Juvenal me daria um jegue”, brincou Souza, na época. Além do meia atualmente no Grêmio e do lateral que voltou este ano ao São Paulo, Fabão e Júnior também foram agraciados com o mimo.

Em episódios como esse é que aparece o lado excêntrico de Juvenal. Alguns jogadores que passaram pelo clube contam, pedindo obviamente que seus nomes sejam preservados, que muitas vezes o dirigente, depois de uma vitória em jogo importante, entrava no vestiário com dinheiro vivo para dar ao grupo, o chamado bicho.

Juvenal também tem outras passagens que o transformam em um personagem caricato. A começar pelo sotaque carregado, “como se Santa Rosa do Viterbo fosse no Rio de Janeiro”, brinca João Paulo. Uma vez, em meados da década de 1980, quando era diretor de futebol do presidente Carlos Miguel Aidar, depois de mais um pedido de demissão do então técnico Cilinho, Juvenal fez o treinador entrar em seu Chevrolet Caravan ouro e ficou dando voltas nos arredores do estádio do Morumbi até convencê-lo de que não deveria deixar o clube. E conseguiu segurar Cilinho.

A relação com os treinadores sempre foi um capítulo à parte na gestão de Juvenal. E isso antes mesmo de ele se tornar presidente em 2006. Dois anos antes, ao assumir o comando do Tricolor, Emerson Leão exigiu dos seguranças do clube que ele fosse avisado sempre que alguém entrasse no CT da Barra Funda.

Ao saber disso, Juvenal, na época diretor de futebol de Marcelo Portugal Gouvêa, desfez a ordem e pediu ainda que fosse avisado de todos os convidados que o técnico levava ao CT. Leão deixou o São Paulo reclamando que “era impossível mandar alguma coisa” com Juvenal Juvêncio por lá.

E o presidente é assim mesmo. Não permite muita interferência em seu trabalho. Claro que escuta, e muito, os conselhos de seus pares, mas, quando precisa tomar uma decisão, o faz sozinho. Com mão de ferro, é hoje um dos dirigentes mais respeitados do futebol brasileiro.

Via JT

***(*) ******(*)

Nota: Outro dia via twitter eu pedia a saida do presidente, estava de cabeça quente por causa do jeito que o time jogou contra a galinhada, mas quando a gente lê um texto como este,  mostrando tamanha dedicação, tamanho amor, só resta pedir desculpas mesmo sabendo que o JJ não vai ler. Fica o registro e o agradecimento apesar da fase. Eu tenho certeza que vamos superar este momento, e a luz já surgiu no jogo contra o Vasco. Vai São Paulo !

Coluna do Denilson – O São Paulo e a Mídia

26/08/2010

SPFC E A MÍDIA – 25.05.2010 

Caros amigos tricolores, é realmente triste escrever algo depois de tão acachapante derrota. O torcedor tricolor não merecia a falta de empenho vergonhosa desse time. O torcedor tricolor sempre merece que os jogadores que envergam sua camisa, suem sangue se preciso para buscar as vitórias.

Mas revendo coisas que escrevi nesse espaço ao longo desse ano, e claro, sem querer bancar o dono da verdade, notei que sempre batia na tecla da renovação. Me lembro que certa vez questionei se nossas revelações são piores do que nossas contratações.  Acho que o SPFC não vai resolver sua situação mudando de técnico, a coisa é mais preta do que se pensa, precisamos na verdade de uma nova abordagem do futebol.  Vimos nossos dirigentes sempre tratando nosso torcedor na base do “bico da botina”, é preciso mudança de postura, precisamos de sintonia entre torcida e time porque nas horas difíceis, só o torcedor é quem fica ao lado do time.

A reformulação deveria ter ocorrido no início de 2009, quando o título absolutamente fortuito de 2008, demonstrou que alguns jogadores não podiam mais vestir nossa camisa. Juvenal falhou, não fez o que prometera em reportagem a Revista Placar: renovar nosso elenco e montar um time baseado no que se produzia em Cotia. Juvenal errou, e errou feio. É preciso que ele venha a público e assuma seus erros, porque ele adora dizer que entende de futebol quando o time ganha, então agora, precisa ter humildade para assumir seus erros.

Apesar de tudo isso tenho fé, muita fé mesmo, que o time se recupere no campeonato e faça uma campanha honrosa no segundo turno. Não há mal que dure para sempre e no SPFC essa máxima também vale.  Só que uma vez salvo o time no Brasileiro de 2010, é a senha para que Juvenal e sua trupe levantem seu acampamento e deixem o SPFC em paz. Já dizia um sábio: o poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente! Juvenal se tornou um coronel e isso o corrompeu, abraçou seus erros como o Gargamel, o Camisa 20, o Carlinhos Neves, o Morumbi 2014, enfim, em meio a diversos acertos, nosso comandante teve mais apreço pelos erros. Por isso, é melhor que largue o osso e deixe os ventos de uma nova administração renovar os ares do SPFC, esse amado clube brasileiro, que entres os grandes deve sempre lutar para ser o primeiro.

***

Falando de mídia que é a proposta dessa coluna.

Fiquei profundamente irritado com as ofensas dirigidas ao Tricolor por “pseudo-craques” e outros boqueteiros das Galinhas. Não que eu tenha assistido o circo das penosas, porque isso eu não faço. Mas sabe como é, frequentando os fóruns do Tricolor na rede, acabamos sabendo dessas coisas.  O que me deixa mais triste porém, é saber que ainda existem tricolores otários o suficiente para assistir esse circo com seus palhaços  e depois ficar postando o que esses lixos defecaram pela boca nos fóruns tricolores.  Eu penso que se o cara é burro para dar audiência e ajudar a enriquecer quem o xinga o tempo todo e quem não para de ofender o torcedor do clube, deve ao menos ter a hombridade de não emporcalhar os espaços tricolores na web com as merdas que ele assiste e escuta. Quer ser imbecil ? Então que seja imbecil sozinho, não contamine ninguém.

Repito o que sempre digo: a torcida tricolor é gigante mas ainda não sabe a força que tem. Cito o episódio do gerente da Locaweb. Naquele momento, a torcida  deu uma demonstração de força que mudou a postura da mídia. Somos uma nação de quase 17 milhões de pessoas, se conseguissemos nos unir, seriamos ouvidos no mundo inteiro. Uma forma bem eficiente de calar a boca da mídia é colocar uns 20 mil no Morumbi hoje (ontem) e incentivar o tempo todo, contagiando o time a buscar a vitória.

Se fizermos isso sempre calaremos as Frangas e as Periquetes da mídia. 

Saudações Tricolores!

***(*) ******(*)

Denilson Martins é sãopaulino e parceiro deste blog

Parabéns Internacional

19/08/2010

Só um clube no planeta continuará sendo ridículo o bastante para dizer que é campeão do mundo sem ter um torneio continental.

***(*) ******(*)

“Para conquistar o mundo é preciso atravessá-lo”

Sobre Ontem E Amanhã

07/08/2010

Por Michel Toniato

Disposto a jogar bola, se comportando como um time grande que é, o São Paulo conquistou a vitória contra a equipe do Internacional, contudo o placar foi insuficiente para fazer do nosso time, adversário do Chivas na final da Libertadores. Foi uma vitória para não se comemorar, com um gosto tão amargo que parecia que tinhamos acabado de levar uma goleada do Palmeiras ou do Corinthians, tamanha era, e ainda é minha frustração com mais uma eliminação são paulina.

Não lamento tanto pelo jogo de ontem, pois ele apenas foi a constatação de que por mais vontade e empenho que nosso time possa mostrar em algumas partidas, nossas limitações táticas e técnicas são tão latentes, que acabam por anular e tornar em vão todo esse esforço. Lamento de verdade pelo jogo de ida, lá no Rio Grande do Sul, onde nossa dignidade e nossa classificação foi perdida, a partir do momento em que abdicamos do direito de jogar futebol e fazer um gol, não tentando sair de lá com um resultado mais favorável.

Acredito que para nossa tristeza, aquele ciclo de vitórias que começou com a conquista do Campeonato Paulista de 2005, passando por títulos como o Mundial, a Libertadores, e o Campeonato Brasileiro, tenha chegado ao fim. Na verdade acho que este ciclo chegou ao fim ano passado, porém só agora é que isto se faz notar, talvez devido nossa esperança de pensar que este ano ganharíamos algum título, não ganhamos e duvido que ganharemos enquanto mudanças não forem postas em prática.

Não me refiro apenas a negociação, demissão, doação ou expulsão imediata de trolhas como Hernanes, Dagoberto, Miranda, Richarlyson, Junior César, Cléber Santana, Marcelinho Paraíba, Ricardo Gomes…; falo de algo mais profundo e substancial, que é a mudança de comportamento por parte de nossa diretoria.

Não é de hoje que nossos dirigentes agem com uma soberba irritante, usando nossas recentes conquistas como um escudo para se esquivarem dos erros e equívocos que os mesmos vem cometendo já faz um bom tempo, e que não por acaso culminou em nossa mais nova eliminação, fruto direto do pífeo planejamento adotado por Juvenal Juvêncio e sua turma.

O ideal seria que dentro do São Paulo houvesse uma oposição mais forte, articulada e organizada, contudo o que vemos é um movimento oposicionista estéril, quase que inexistente, o que facilita e muito a continuidade de um mesmo grupo no poder, e por consequência seu acomodamento. Algo que se torna ainda mais perigoso, quando parte da torcida adere as babaquices vendidas por essa diretoria, falo de conceitos e idéias furadas como soberania, 6-3-3, clube diferenciado, Morumbi na Copa, maior patrocínio do Brasil, e mais um monte de blah blah blah que não está nos levando a lugar nenhum.

Via Sãopaulinismo

***

Leituras relacionadas

Imprensa Sãopaulina: Melancolia de um gigante em queda livre

Blog do Birner: Juvenal precisa renovar o São Paulo

Blog do Abdul: Recomeçar

Blog do Daniel Perrone: Tabelinha entre TRI Mundiais!

***(*) ******(*)

Nota: Eu fiz uma alteração dos nomes de Galinhas e Putas no texto do Toniato sem a sua aprovação. Desculpe Michel, é um sarro que a gente tira por aqui que talvez você não acompanhe, mas por favor, não pense que por essa falha eu sou da turma dos 171 de duplo cpf beleza ? Seu texto está, agora, original novamente. Abraços.