Archive for the ‘Eleição 2014’ Category

Jogo Limpo Com Plihal: Carlos Miguel Aidar

16/05/2014

***(*) ******(*)

Bola da Vez com Juvenal Juvêncio

17/04/2014

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

25/03/2014

Aidar – Vou confessar. Se eu fosse conselheiro eu votaria no Carlos Miguel Aidar. Já não tenho mais dúvidas. Sei que ele é candidato do Juvenal, que por sua vez colecionou tantos desafetos no clube que fortaleceu a oposição. Mas entre Kalil e Aidar não há como não notar a diferença de gabarito, basta assistir a entrevista com os dois candidatos que o UOL publicou em seu site. Também gosto do MAC ( é do ramo ) e espero que se o Aidar vencer, ele seja convidado para participar da gestão do futebol, o clube ficaria fortíssimo fora das quatro linhas.

Efeito Juvenal – Falando em Aidar, muita gente criticou o fato do candidato à presidência do clube ter se envolvido na questão CBF e Portuguesa, atuando como advogado para a confederação. O problema é que já sofremos muito com a maldade do cartola exilado em Miami quando este era presidente, pelos confrontos que tivemos com ele e outros desafetos. Brigas justas aliás, mas que nos trouxeram prejuízos. Os que se alinharam àquela gente durante a eleição do C13, ainda colhem frutos dos seus servicinhos. Não precisamos lamber a bota de ninguém, mas para o bem do clube, o dialogo deve ser mantido. Esta talvez tenha sido a grande lição da gestão Juvenal. Assim, não vejo nada demais em prestar auxílio profissional a entidade. Não se trata de toma lá, dá cá como já vimos por ai. É trabalho e é honesto.

Aliciamento – A gritaria contra o Tricolor deu uma trégua. O São Paulo se comprometeu na FPF a não aceitar mais jogadores de outros clubes em Cotia, o clube oficializou a promessa em carta enviada a entidade. Mas já fizeram a mesma coisa com o São Paulo diversas vezes como já falamos antes. O Gabigol, atacante do santos, foi revelado no São Paulo e foi levado para a Vila Belmiro antes de completar 16 anos conforme você pode ler aqui. Você viu o São Paulo gritar a respeito ?

Ganso e Jadson – A dupla que poderia ter formado o melhor meio de campo do país não funcionou. Desde que PH Ganso foi contratado, o torcedor Tricolor sonhou alto, chegando a vislumbrar a dupla Palhinha e Raí revisitada, guardadas as devidas proporções, lógico. Ganso e Jadson não conseguiram agradar nenhum treinador desde Ney Franco. A culpa foi dos treinadores ? Não. A culpa foi dos jogadores ? Não. De quem foi a culpa da dupla não ter funcionado como deveria ? Da falta de planejamento da diretoria. Futebol é simples amigos. Se um time tem dois meias, o meio de campo precisa de um outro extremo também importante: o volante de retenção, o marcador, o cão de guarda. Este jogador não existe e até hoje não temos um volante com esta pegada. O Jadson foi embora, se cansou de ser reserva porque sabe que tem bola pra ser titular. Fez o certo. Agora começa a jogar bem no arquirrival e pode ser mais um que entra na lista dos que saíram do Morumbi pelas portas dos fundos pra ser feliz em outras bandas. O engraçado da história fica apenas no fato do ex-meia Tricolor ter sido tratado como mediano quando estava por aqui, pra ser elevado a categoria de gênio na marginal. Coisas da imprensinha…

O 1 e o 9 – Eu não ligo mais pra seleção brasileira, me preocupa apenas quem do São Paulo vai vestir a camiseta amarela e só. Torço pelos representantes do maior clube do país, o resto não interessa. O que chama a atenção entretanto, é a falta de critério do Felipão em relação a velha máxima “futebol é momento”, em prol de um suposto grupo fechado de jogadores. O problema é que seu goleiro titular Júlio César está exilado no Canadá, país sem nenhuma representatividade no futebol, enquanto o Rogério anda jogando demais, sempre mantendo a regularidade desde que voltou da contusão no tornozelo. Se houver justiça, ele deve ser convocado. Na frente o seu escolhido vive sofrendo lesões. Fred tem 3 gols na temporada e está em fase descendente. Por aqui o Luis Fabiano já marcou 9, está querendo jogo e deseja ser convocado. Também deveria ser chamado na minha opinião. Bom lembrar que nenhuma seleção brasileira foi campeã do mundo sem jogadores do São Paulo.

Mudança de personalidade – Vocês notaram que o São Paulo não é mais um time que se abate quando sofre gols ? Não faz muito tempo, bastava levar um gol que batia o nervosismo. Agora não, os caras colocam a bola no chão e vão pro jogo. Foi o que aconteceu contra o time.gov e depois contra o Ituano. Não fosse a chuva, o time do governo ainda estaria no paulistinha. Mas fazer o quê se até a natureza é anti ?

Quando uma marca vira sinônimo – Marqueteiros sonham fazer uma marca virar sinônimo de um produto. Quando você deseja “Cotonete” por exemplo, você quer na verdade uma haste flexível com ponta de algodão. Quando você quer um “Band-Aid”, na verdade você deseja uma atadura colante com gaze. Poucas marcas conseguiram tal façanha. Pesquise. Em um passado recente, muito se falou que o São Paulo havia se corintianizado e que o corinthians havia se sãopaulinizado. Diziam que houve uma mudança de cadeiras no futebol paulista em relação a organização e conquistas.  Não tem preço ver seu clube do coração ser sinônimo de gestão competente e vitoriosa enquanto o outro é o oposto disso.

Quando uma marca vira sinônimo 2 – Poucas vezes eu vi na imprensa esportiva, tamanho escracho em relação as declarações de um treinador. A ampla maioria dos comentaristas nos programas que eu assisti, disseram que o São Paulo não entregou o jogo contra o Ituano e de quebra ainda detonaram o ex-treinador da seleção nacional, até os corintianos. Na ESPN,  o ex-jogador Ricardinho convidado de um dos programas chegou a dizer que duvidava que o São Paulo tivesse entregado, disse: “não tem esse perfil”. Foi então que eu me dei conta que não era uma questão de torcedor, mas da instituição. Não que eu não soubesse, mas a ira e a vontade de vingar 2009 falavam mais alto. Depois disso tudo eu entendi que nosso clube tem que continuar a ser o que é: ilibado, sinônimo de seriedade e competência. Não há troféu maior pra isso que ouvir da boca das pessoas o quanto nós somos honrados, ouvir alguém espontaneamente testemunhar da nossa honestidade. Não tem preço. Nunca mais vou desejar que meu time perca um jogo pra prejudicar quem quer que seja. Lição aprendida.

Padrão FIFA no Brasil – Vocês já viram aquelas pessoas que andam de terno e gravata em dias de verão ? Seja por questões profissionais ou por questões religiosas, usam uma vestimenta originalmente criada para o clima europeu em um país tropical. Estupidez sem tamanho não se adaptar. Muito se fala do padrão FIFA nos estádios em construção no Brasil. Por padrão FIFA subentenda-se modelo europeu: estádios verticais, arquibancadas com inclinação maior em relação ao campo de jogo e próximas ao gramado. Em muitos casos, o torcedor ficará distante de 2 a 3 metros da linha lateral. Será que o país que tem vivido episódios de violência entre torcidas nos últimos anos está preparado para tal padrão ? Não é um passo muito largo para um povo que não tem o mesmo nível cultural, intelectual e principalmente educacional dos europeus ? Quer um exemplo ? Vila Belmiro. O estádio que fica em uma das cidades com maior IDH do país já presenciou diversas vezes cusparadas, arremesso de moedas em atletas e já viu até chinelos voarem para dentro do campo de jogo. Isso sem contar privadas arremessadas em torcedores rivais durante a partida. Nós ainda testemunharemos problemas sérios em muitos estádios pelo Brasil por nos rendermos aos caprichos da FIFA. Quem viver, verá.

O impasse no Itaquerão e a pressão das ruas – A receita é conhecida: deixe atrasar até que venha o socorro. Em São Paulo falta dinheiro para fazer as tais estruturas temporárias no Privadão do Lula e do Kassab. Impasse criado, espera-se a injeção de recurso público no problema. Só que depois da demonstração de insatisfação popular nas ruas com o mal uso do erário, não há mais quem se arrisque a bancar o sonho de centenária incompetência sem medo de ter sua imagem arranhada às vésperas das próximas eleições. Pra quem acha que de nada serviu ir pra rua, eis a resposta. Se vira ai cara de areia !

***(*) ******(*)

Entrevista Aidar e Kalil

20/03/2014

Via UOL

***(*) ******(*)

Que Venha o Pato

06/02/2014

Esquadrao Tricolor 2014Salve Soberania !

Teoricamente pode vir a ser um esquadrão. Me arrisco a dizer que será o maior time das américas, caso o talento que o time tem no papel se transforme em gols, vitórias e títulos.

Sonhar é saudável, criar expectativas não é, porque existe um abismo entre a teoria e a prática chamado decepção.

A troca entre Jadson e Ganso tem prós e contras. O que mais me incomoda é que ao final do empréstimo, o São Paulo pode ter recuperado o jogador do arquirrival e este poderá vendê-lo, enquanto o Jádson assina um novo vínculo com eles, se vingar do lado de lá.

Sobre os prós e contras eu falo depois, se rolar de fato o negócio. Porque apesar de todas as confirmações da imprensa, o Pato ainda não foi apresentado e pelo que me consta, não assinou nada.

Por enquanto eu fico tentando fazer o papel do Muriçoca, que neste momento deve estar bem contente, bolando seus esquemas de jogo com os reforços que estão a caminho.

Eu no lugar dele faria mais ou menos desse jeito, com Luis Ricardo na lateral direita, assim me xingam menos por ai.

***(*) ******(*)

Dois Toques

02/02/2014

Meu time – Infelizmente como já tinha revelado nosso próprio treinador: ainda não somos um time. Um meio de campo que tem Wellington, Maicon e Ganso não pode ir muito longe. O time da série b é medíocre, fez o gol e se fechou, esperando o contra-ataque. Só que não havia ataque do lado de cá, porque o meio de campo Tricolor não criava. Luis Ricardo e Ademilson apagados, Ganso jogou mal. E Osvaldo deixou a desejar. Você pode não gostar, mas o Douglas hoje é melhor que o Luis Ricardo. O Rodrigo Caio não pode ser melhor que o Roger Carvalho, me desculpem, mas acho fraco demais. Fez um penalti infantil hoje. Não sei o que foi aquilo, parecia um golpe de capoeira em slow motion. Acho o Rhodolfo muito melhor que ele. Assim como acho o Souza melhor que todos os nossos volantes. E o Pabon vai ser titular neste time porque ele é melhor que o Ademilson. Se chegasse o Rafael Sóbis o time melhoraria bem no ataque. Gostei da entrada do Ewandro. Moleque novo mas tem personalidade. Meu time com todos os reforços é este: Rogério Ceni, Douglas, Antônio Carlos e/ou Breno, Edson Silva e/ou Roger Carvalho, Pereira. Souza, Maicon e/ou Jadson e Ganso. Osvaldo, Luis Fabiano e Pabon.

O reforço da impunidade – Não bastou incendiar carros alegóricos no carnaval de 2011. Não foi suficiente rasgar as cédulas com os votos dos jurados naquele ano. Não bastou matar torcedores adversários, como o que ocorreu com o palmeirense na Inajar de Souza em 2012. Nada fizeram quando o aeroporto de Cumbica foi depredado no embarque do time turbinado com dinheiro estatal para o mundial de clubes. Assim como houve quem se indignasse, imaginem, com a prisão na Bolívia dos 12 bons meninos que estavam direta ou indiretamente, envolvidos na primeira morte na história da Libertadores no decorrer de uma partida em 2013. Não, ninguém foi preso quando retornaram, ninguém foi punido. Ao contrário, foram defendidos. Os torcedores do time do governo receberam assistência federal, enquanto lá estavam. Foram enviados para socorrê-los: o embaixador do Brasil na Bolívia, advogados locais pagos com dinheiro dos nossos impostos, políticos e até o ministério da justiça deu apoio aos “cidadãos brasileiros” presos em território estrangeiro. Quando retornaram, a TV do monopólio deu grande atenção ao seu desembarque e mostraram como suas famílias estavam emocionadas com o retorno de pessoas tão especiais para a nossa sociedade. Se você contar isso para um estrangeiro, ele ri com sarcasmo e pergunta se é verdade. Mas esta vergonha dentre tantas outras não é nada. O pior está por vir. Estão criando monstros, parafraseando Renê Simões. Existe uma ciência chamada ciência comportamental. Um dos seus maiores ícones é o psicólogo BF Skinner, ex-professor da conceituada universidade de Harvard nos EUA. Dentro da ciência que ele estudou, ele inventou uma técnica chamada “condicionamento operante”, que era nada mais nada menos, que premiar o bom comportamento dos animais que ele estudava com um reforço. Um exemplo simples pode ser visto quando um cachorro adestrado recebe um biscoito do seu adestrador ao acertar o truque que a ele foi ordenado. Existe vários vídeos de Skinner no You Tube, o mais famoso se refere aos experimentos que ele fazia com pombos. Percebem onde isto está chegando ? Um torcedor mata, apedreja, agride jogadores do seu time, põe fogo em carros alegóricos e nada acontece. Não vão parar de cometer crimes e cometerão ainda piores, enquanto seu comportamento for reforçado com impunidade. E isto não é profecia, é ciência. Tomara que não tenha rodada no meio da semana.

***(*) ******(*)

Veja Gols de Pabón, Novo Atacante do São Paulo

28/01/2014

***(*) ******(*)

El Palito

21/01/2014
palito

Rubens Chiri / Site Oficial

Salve Soberania.

Quando eu li sobre esta contratação, eu não entendi nada, porque pra mim do lado esquerdo tem o Carleto que na minha opinião, desempenha.

Então fui procurar vídeos do uruguaio na internet.

Se este cara jogar como ele jogou no Porto, vai fazer história.

De surpresa, fizeram uma grande contratação.

Bola dentro da diretoria, mas o time ainda precisa de mais.

Relacionados

Alvaro Pereira: livro infantil e cotovelada cruel

Colecionador de títulos

Alvaro Pereira é o novo reforço do São Paulo

***(*) ******(*)

Dois Toques

19/01/2014

DesculpasFaltou tempo para treinamentos. A temperatura estava muito alta, os jogadores sentiram. O adversário foi superior fisicamente. Faltou profundidade. É só o começo, vamos melhorar. Perdemos muitas oportunidades de gol. Precisamos honrar a camisa do São Paulo. Jogadores projetam melhora no campeonato. Falta de reforços é por dificuldade do mercado.  O São Paulo busca negócio de oportunidade. O salário pedido está além do teto do clube. Era uma proposta irrecusável, não tinha como segurar. Não vamos fazer loucuras, é preciso ter austeridade. Aqui tem gestor. Sim amigo, o gosto e o cheiro são de 2013, mas você já está em 2014…

Os alquimistas  – Me explica uma coisa que eu preciso entender. Como transformar um time que esteve grande parte do campeonato brasileiro passado na zona de rebaixamento, em um time campeão em 2014 com dois reforços: Luis Ricardo e Alvaro Pereira ? Qual vai ser a mágica pra fazer o time que foi eliminado na semi-final da copa sul-americana pela rebaixada Ponte Preta, se tornar digno de vestir a camisa mais vencedora e pesada do Brasil sem contratar ? Mal comparando, fazer estes caras virarem um time, é mais ou menos como pegar óleo de soja e transformar em petróleo. Como transformar pedra em diamante, seria como transformar água em vinho ! Este último milagre aliás já foi realizado uma vez, mas Quem fez, era mais que um “simples gestor“. Devem estar inventando alguma fórmula pra fazer perna de pau virar craque. “Estão chegando os alquimistas, os alquimistas estão chegando…”

***(*) ******(*)

Entrevista de Aidar e Kalil Para a Jovem Pan

15/01/2014

.

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

07/01/2014

Interditado – Todo mundo se lembra que o São Paulo exigiu que o regulamento da copa sul-americana fosse cumprido à risca na semi-final do torneio no ano passado, lembram ? Então, uma das preocupações da diretoria Tricolor era com a segurança. A parte podre das redações, claro, se levantou contra a “manobra de bastidores” do São Paulo. É amigo, no Brasil cumprir regulamento é manobra. O paladino da moral e da ética relembrou 2005 e a Arena da Baixada com capacidade comprovadamente inferior ao regulamento (mínimo de 40 mil) na época, para despejar todo seu carinho contra o rival. Agora, o que ninguém disse e que não fizeram questão de ligar ao caso do ano anterior, foi a notícia que a FPF interditou o estádio campineiro para o paulista deste ano, imaginem, “por questões de segurança”. Puxa vida,  quer dizer então que o São Paulo tinha razão ?

Eleições de abril – O conselho do São Paulo já deve estar vivendo momentos de reflexão, já que faltam pouco mais de três meses para um dos pleitos mais importantes da história. Eu no lugar deles estaria em dúvida. Acho que o Aidar é mais preparado que o Kalil, até por já ter sido presidente do clube e por estar à frente de vários movimentos do futebol nacional. C13, plano de criar uma liga de clubes, projeto sócio torcedor e etc. Pesa contra, ao meu ver, o fato de ser candidato de um presidente com extrema rejeição entre a torcida e a ampla maioria quer mudança. Já o Kalil tem experiência em administração de hospitais, obviamente administrar a Santa Casa é bem diferente, mas ele tem na sua chapa, o nome de consenso entre a maioria da torcida: MAC. Além disso diz ter investidores para montar uma máquina de futebol, um fundo de R$ 100 mi, ele diz. Bom lembrar que consenso e simpatia não são necessariamente competência. Em resumo, o que temos é o risco da experiência, que pode levar a soberba – como no caso do Juvenal e o quase rebaixamento, contra o risco da inexperiência do Kalil ( em futebol ) mas com um humanismo latente e carisma. Se você fosse conselheiro, qual seria sua escolha ?

Ou vai ou racha – Com a saída do Aloísio Boi Bandido (lamentável), a tarefa de marcar gols ficou toda com o Fabuloso que tem contrato até dezembro de 2015. Esta é a temporada do vai ou racha. Se não rolar, vai rodar. Qualquer presidente eleito vai querer se livrar desta despesa mensal, de custo-benefício até agora questionável, apesar de todo seu talento. Hora de reagir, eu boto fé no cara.

A base – O São Paulo tem uma safra boa de jogadores. Este time da copinha táticamente deixa a desejar, como se viu no primeiro jogo do torneio contra os japoneses, mas individualmente têm alguns nomes interessantes. Gostei do Lucas Silva, do Ewandro, do Boschilla, do Adelino e de outros. Do meio pra frente o time é show. Se o Muricy quiser, gente vai subir para o principal. A julgar pelas contratações até agora, este deve ser um dos caminhos para formar elenco.

Lista de dispensas – Decidiram não fazer lista de dispensas como fizeram ano passado após a eliminação da Libertadores. No final do mandato, o JJ aprendeu que isso desvaloriza os jogadores. Geshitorra (gestor em carioquês).

Clube gigante não cai – Viram o China ( Juarez Soares ) falando bobagem na TV ? Disse que “vamo ver se o Muricy é bom na segundona”. Agora chupa que a manga é tua. Aliás, têm vários ai que vão chupar essa manga.

O espanto de Blatter – O atraso nas obras da copa chamaram a atenção do cartola da FIFA: “É o maior atraso que já vi” – falando a respeito das copas que organizou – e completa dizendo que “apenas agora faltando seis meses para o início do evento, o país acelerou as obras”. Por quê será que isso acontece, você sabe ? Eu também não sei, mas eu desconfio.

Procurica ConsultoriaNão te parece um tanto ridículo, uma empresa de consultoria que pega um determinado período de tempo pra criar um ranking ? Não está escrito em nenhum lugar que não se pode pegar um período e dele extrair uma lista. Mas será que é justo escolher a partir de quando medir ? O certo não é fazer sempre um ranking histórico ? Toda hora estes caras vêm com estas notinhas medíocres. Eu acho graça, sério. Quem deveria ter vergonha é quem aceita este tipo absurdo de marketing forçado. Mas tudo bem, vamos relevar. Quem gosta de ranking histórico é quem tem história pra contar e bom lembrar, sem asteriscos…

A imagem do Brasil no exterior – Outro dia disseram que a imagem do país tinha mudado lá fora.

***(*) ******(*)