Archive for the ‘Copa do Brasil 2012’ Category

Nunca Antes Na História do Maior Clube do Brasil

27/11/2013

JJUm presidente perdeu tanto em torneios mata-mata:

01)   2006 – Eliminado da Libertadores (Inter-RS)
02)   2007 – Eliminado do Paulista (São Caetano)
03)   2007 – Eliminado Copa Sul-Americana (Milionários-COL)
04)   2007 – Eliminado da Libertadores (Grêmio-RS)
05)   2008 – Eliminado do Paulista (Palmeiras)
06)   2008 – Eliminado da Libertadores (Fluminense)
07)   2009 – Eliminado do Paulista (Corinthians)
08)   2009 – Eliminado da Libertadores (Cruzeiro)
09)   2010 – Eliminado do Paulista (Santos)
10)   2010 – Eliminado da Libertadores (Inter-RS)
11)   2011 – Eliminado do Paulista (Santos)
12)   2011 – Eliminado da Copa do Brasil (Avaí-SC)
13)   2011 – Eliminado da Copa Sul-Americana (Libertad-PAR)
14)   2012 – Eliminado do Paulista (Santos)
15)   2012 – Eliminado da Copa do Brasil (Coritiba)
16)   2013 – Eliminado do Paulista (Corinthians)
17)   2013 – Eliminado da Libertadores (Atlético-MG)
18)   2013 – Vice da recopa Sul-Americana (Corinthians)
19)   2013 – Eliminado da Copa Sul-Americana (Ponte Preta)
 
Via Roberto Dias 1935
 
***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

19/08/2012

Ganso – Já ouvi por ai que entre o jogador, empresário e Tricolor já está tudo certo, falta convencer o LAOR a aceitar a proposta do São Paulo. Ele ganha por volta de R$ 130 mil no litoral – muito pouco pela sua importância – e por isso sempre está em rota de colisão com o clube que o revelou, se sente desvalorizado. Guardadas as devidas proporções, lembra um pouco o caso do Judas que foi vendido pelo escóriacional ao Chelsea e que já tinha deixado o Morumbi pelas portas da ingratidão. Pode ser a solução para o meio campo Tricolor que não cria, por outro lado pode ser mais um problema, porque quem trai uma vez sempre repete a dose…

Ou Conca ou Montillo ? – Se não der negócio com o Ganso, o Tricolor tem que fazer um esforço e trazer um dos dois argentinos. Uma coisa é certa, em breve teremos um meia esquerda depois de tantos anos sem um pensador no meio campo.

Acordo, não negócio – Existe uma diferença enorme entre vender um jogador e fazer um acordo judicial por ele. Acho que o colunista do Estadão não refletiu corretamente sobre a questão. O São Paulo foi pressionado pela justiça – que tinha vínculos com o clube gaúcho – para resolver a questão rapidamente. Pelo que eu me lembre, o São Paulo só vendeu mal uma vez quando negociou o Kaká por menos de US$ 8 mi, negócio aliás até hoje mal explicado.

Ingratidão – Não tem jeito, no São Paulo hoje em dia ganhou é gênio, perdeu é burro. Indistintamente os comentaristas de resultados agem assim. A coisa é tão estúpida que até aquele que tem crédito eterno não é poupado. Nem o fato do manto ter uma estrela vermelha costurada pelas suas próprias mãos, o livra dos torcedores imbecis. Lavem sua boca pra falar do Rogério Ceni !

Rafael Toloi – Eu tenho um amigo que costuma dizer o seguinte: ”quem não tem grana pra comprar um quilo, compra cem gramas”. O São Paulo andou comprando cem gramas em algumas posições e pagou um preço caro por isso no paulistinha e na copa do Brasil. A tal economia sempre custa mais se a equação custo-benefício não for bem resolvida. Se é assim quando se vai ao supermercado, que dirá no futebol. O Tolói é a prova definitiva que gastar um pouco a mais faz muita diferença. Jogou demais contra a Ponte Preta e é regular, o que é mais importante.

Ney Franco, Paulo Miranda e Assunção – Contra a macaca, o Tricolor começou o jogo no 3-5-2 pra dar uma segurança maior ao sistema defensivo com o Paulo Assunção jogando na lateral direita, assim como o Muricy fazia com o Jean. Funcionou. Na sequência da partida, já a frente no placar, o Ney mudou para o 4-4-2. Colocou o Paulo Miranda para jogar por ali enquanto o Paulo Assunção voltou para sua posição no meio protegendo a defesa. Deu certo a tal ponto que o Toloi jogou uma das melhores partidas pelo clube.

Desfalque ou reforço ? – Pelo que vem jogando depois de ter começado o ano ganhando troféu como melhor lateral-esquerdo do campeonato paulista, acho que o Cortez sai em boa hora suspenso automáticamente pelo terceiro cartão amarelo no campeonato brasileiro. Contra as transformistas, coloca o Henrique Miranda que ele resolve.

Profissionalização do marketing – Outro dia me disseram que departamentos importantes do Tricolor estão entregues a pessoas que usam apenas seu tempo livre para tocar assuntos relacionados a eles. Acho louvável que um profissional gaste seu período de descanso para cuidar do clube, mas será que isso é razoável ? Acredito que não. O São Paulo é muito gigante para não ter ainda uma gestão profissional. Departamentos como o marketing por exemplo, tão sensível para as finanças do clube, era administrado desta maneira. Há a promessa de uma gestão profissional de agora em diante depois da saída do conselheiro Rogê David. Bem provável que um patrocínio master já estivesse no manto caso alguém cuidasse deste assunto com afinco em horário comercial.

Travessia a nado – Segundo o blog do Menon, o Juvenal teria prometido um supertime ao Ney Franco para a temporada 2013 caso o treinador conquiste a copa Sul-americana este ano. É mais ou menos como o papai do céu dizer a Moisés para se livrar dos egípicios no encalço sem antes abrir o mar vermelho. Vai ter que ser nadando amigo, haja coração…

Frase – “Se a bola naum bate na mão do Rafael Toloi é gol. Penalti bem marcado” – Neto ao comentar pela Band, penalti inexistente marcado a favor do Náutico na derrota Tricolor por 3×0 no meio da semana…

Frase 2 – “Não estamos fazendo nada de errado, não estamos no Mensalão, não estamos roubando ninguém”, Ney Franco, técnico do São Paulo, após ser questionado se a derrota por 3 a 0 para o Náutico havia sido vergonhosa.

Justa e coerente indignação – Rá ! Ainda dá pra desistir da Copa???

***(*) ******(*)

Apito Amigo Campeão da Copa do Brasil 2012

12/07/2012

Relacionados

Presidente do Coritiba: ‘O Palmeiras deveria se envergonhar deste título’

Meia do Coritiba rebate Marcos Assunção e contesta título palmeirense

Lincoln rebate Marcos Assunção: ‘Ele chamou o Coritiba de timinho’

Apito Amigo Ataca na Copa do Brasil !

***(*) ******(*)

Apito Amigo Ataca na Copa do Brasil !

06/07/2012

E ainda dizem que não querem a ajuda eletrônica…

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

29/06/2012

Novo técnico – Entre os nomes que estão surgindo, gostei do Dunga e do Ney Franco. Acho que faz um bom trabalho na seleção de base. Silas, Vadão, Cuca, Muricy ( com problemas no museu ), Dorival ( questionado no Inter ), Marcelo Oliveira e outros não servem. O ideal mesmo seria o Felipão, este faz brotar água de pedra.

Leão – Até ler artigos de alguns comentaristas com detalhes de bastidores, eu achava que a sua demissão tinha sido injusta. Não se pode culpar um técnico por frustrações no paulistinha e na copa do Brasil se ele não tinha boas peças a disposição. O cara não teve uma zaga decente e um primeiro-volante disponíveis para trabalhar. Esta é a visão superficial da coisa. A verdade é que havia desgaste com todos os departamentos do clube, desde comissão técnica, diretoria e outros funcionários. Além disso tudo, ele ignorava completamente a rotina de trabalho planejada pelo pessoal da preparação física, o que  atrapalhou a melhora de condicionamento, bem como o trabalho de prevenção de lesões. Diferente do que ele fez em 2005, em 2011/2012 ele não deixou nenhum legado…

Era pós tri-brasileiro – Gosta de números ? Então veja o aproveitamento de todos os treinadores que passaram pelo clube depois da saída do Muricy Ramalho: ‘Muricy’: 257 jogos, 140 vitórias, 70 empates, 47 derrotas e 68% de aproveitamento; Ricardo Gomes: 73 jogos, 38 vitórias, 15 empates, 20 derrotas e 58,9%; Baresi: 11 jogos, quatro vitórias, um empate, seis derrotas e 39,3%; Carpegiani: 47 jogos, 30 vitórias, quatro empates, 13 derrotas e 66,6%; Adilson Batista: 22 jogos, sete vitórias, nove empates, seis derrotas e 45,4%; Leão: 44 jogos, 26 vitórias, seis empates, 12 derrotas e 63,3%.

Fabuloso – Só para ilustrar a fase, no dia da demissão do Leão o Luis Fabiano reuniu o elenco e cobrou mudança de comportamento do time. Logo ele que é totalmente destemperado. O maluco virou chefe do hospício e sugeriu até perfil de treinador. Rá ! Volta M1TO !

M1TO, Wellington e Cañete – Falando em volta M1TO, ele pode pintar em breve no time assim como o Wellington, ambos se contundiram este ano. O argentino que teve problema no ligamento cruzado posterior do joelho direito em setembro do ano passado, deveria ter voltado em maio, já que a previsão de retorno era de 6 meses da data da operação que foi em novembro. Se há atraso na recuperação do Cañete, será que vai acontecer a  mesma coisa com o capitão e o Wellington ? Tomara que não. Sai Zica !

Cotia – O bloco da inveja adora meter o pau em Cotia. Mas vocês já viram quantos caras saíram de lá pra fazer sucesso pelo mundo ? Hulk, David Luiz, Oscar, Hernanes, Breno, Leandro Damião, Romarinho ( que não gostava de estudar ), Piazon, e outros. No jogo contra a Argentina que perdemos de 4×3 jogaram nada mais, nada menos que 6 jogadores da base: Bruno Uvini, Casemiro, Oscar, Hulk, Lucas e Leandro Damião. Realmente, Cotia é uma porcaria…

Alvará de reforma do templo – A prefeitura de São Paulo deve estar infestada de gambá, tá loco ! Não dá pra entender o porquê não liberam logo este tal alvará ! Deixa o São Paulo cuidar da vida bando de invejosos !

Kassab – Este cara é uma desgraça, tudo que não presta é aprovado ontem. Imaginem que em 30 dias, o trabalho voluntário de distribuição de sopa para moradores de rua na capital paulista estará proibido, ou seja, proibiram o amor ao próximo. Se você que lê este post por acaso estiver envolvido em um trabalho voluntário lindo como este, saiba que não poderá mais fazê-lo. A idéia é que as ONGs dirijam-se aos abrigos da prefeitura e ao invés de ficar nas ruas, sugerem que façam o trabalho em locais préviamente estabelecidos. Esta prefeitura não leu a poesia que fala sobre “ir aonde o povo está”. Será que não tinha nada mais importante pra se preocupar ? Cadê o alvará do Morumbi porra ?!?

Mudanças nas regras do futebol – A partir de primeiro de julho o futebol terá novas regras. No banco de reservas poderão ficar de 3 a 12 substitutos, no brasileirão 2012 continuará a ter 7 no banco e 12 em 2013. O esparadrapo que alguns atletas usam pra prender a caneleira, deverá ser da mesma cor do meião. Gol direto de bola ao chão não será mais validado. E esta última promete altas polêmicas. O clube poderá modificar a relação de atletas que entrarão em campo antes do início da partida “sem avisar previamente a arbitragem”. Ou seja, ninguém mais terá a convicção de qual será o time adversário já que surpresas poderão aparecer.

Morumbi zero – Ridículo, vergonhoso, patético, covarde, medíocre este tipo de protesto que não sei qual torcida do São Paulo inventou. É tão estúpido quanto protestar quebrando CT e estádio ou carros de jogadores quando o time perde. É coisa de gente que não tem neurônio, coisa de quem não faz a mínima reflexão. Quer dizer, os caras querem que o clube visitante venha ao Morumbi  e jogue sem pressão. Esse protesto ajuda quem ? O São Paulo que não é. A renda do jogo serve para pagar várias despesas do clube, inclusive contratações, salarios e etc. ! Sem contar que sem a renda do jogo, o clube terá que arcar com as despesas do estádio que obrigatóriamente será aberto ao público e disponibilizado para o jogo, transformando o que deveria ser ganho financeiro em perda. Não é uma maravilha ? Ainda bem que esta  palhaçada não vai pegar, quem ama este clube vai apoiar sempre. Muito mais agora.

***(*) ******(*)

Coritiba 2×0 São Paulo

21/06/2012

A vitória de 1 a 0 conquistada no Morumbi não foi suficiente para o São Paulo passar à final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, no Couto Pereira, o Tricolor Paulista perdeu de 2 a 0 para o Coritiba e deu adeus ao sonho do primeiro título da Copa do Brasil.

Com a eliminação, o São Paulo terá de buscar uma vaga na Copa Libertadores da próxima temporada através do Campeonato Brasileiro e Sul-Americano. Na competição nacional, o Tricolor tem nove pontos em cinco rodadas – são três vitórias e duas derrotas até agora.

FALTOU O GOL

O técnico Emerson Leão entrou em campo com uma surpresa na escalação. O garoto Rodrigo Caio foi escalado na lateral direita no lugar de Douglas. Apesar de atuar fora de casa, o Tricolor começou melhor a partida e não sentiu a pressão da torcida paranaense em campo.

O primeiro grande lance de perigo, por exemplo, foi do São Paulo. Aos 24 minutos, em lance individual pela direita, Lucas invadiu a área e chutou de esquerda, mas a bola passou muito próxima da trave. Mas, em um descuido da zaga tricolor. Aos 28, Emerson subiu mais que todos e abriu o placar para o Coritiba.

Mesmo com o gol, o São Paulo continuou com o domínio do jogo e merecia ir para o vestiário com um gol. Aos 38, Jadson roubou a bola no meio de campo e lançou Luis Fabiano. O camisa 9 foi travado pela zaga adversária. No rebote, Lucas arriscou um bom chute e quase empatou o jogo.

ELIMINAÇÃO

Logo no início da etapa final, o São Paulo teve uma grande chance de empatar. Aos quatro, Cícero lançou Luis Fabiano, que deu um toque por cima do goleiro, mas a bola subiu muito. Aos 14 minutos, Jadson bateu falta com perigo e Vanderlei afastou o perigo par ao Coritiba.

No entanto, assim como no primeiro tempo, os anfitriões marcaram. Aos 17, Everton Ribeiro subiu sozinho dentro da área e fez o segundo. Na sequência, Casemiro e Jadson saíram para as entradas de Maicon e Fernandinho, respectivamente. Aos 26, Luis Fabiano bateu falta com perigo e obrigou Vanderlei a se esticar todo.

O Tricolor seguiu pressionando em busca do gol. Aos 29 foi vez de Lucas ter a sua chance. Na última tentativa de conseguir o gol da classificação, Emerson Leão colocou Willian José na vaga de Cortez. Aos 36, o camisa 19 apareceu bem dentro da área, mas foi assinalado impedimento. O último lance, aos 42 minutos, Fabuloso soltou a bomba de fora da área e, por muito pouco, não marcou.

REAPRESENTAÇÃO

A delegação são-paulina retorna para a capital na tarde desta quinta-feira. Às 15h30, o técnico Emerson Leão comandará uma atividade no CT da Barra Funda. No sábado, o São Paulo voltará a jogar pelo Campeonato Brasileiro. No Estádio do Canindé, a equipe enfrentará a Portuguesa.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 20 de junho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)
Cartões amarelos: Lucas Mendes, Sérgio Manoel e Emerson (Coritiba); Rhodolfo, Casemiro, Lucas, Denilson e Fernandinho (São Paulo)

Gols: CORITIBA: Émerson, aos 28 minutos do primeiro tempo; Éverton Ribeiro, aos 16 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; William, Sergio Manoel, Rafinha (Lincoln) e Everton Ribeiro (Rafael Silva); Roberto (Gil) e Everton Costa Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO PAULO: Denis; Rodrigo Caio, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez (Willian José); Denilson, Casemiro (Maicon), Cícero e Jadson (Fernandinho); Lucas e Luis Fabiano Técnico: Emerson Leão

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Leão admite frustração, mas pede inteligência para reagir

Adalberto Baptista: “O sofrimento vai se transformar em alegria”

Chateado, elenco deixa o Couto Pereira com poucas palavras

Com lágrimas nos olhos, Denilson: “O coração está partido”

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Portuguesa x São Paulo,  Brasileirão 2012,  Canindé, São Paulo, sábado, 23.06 às 18h30.

São Paulo 1×0 Atlético-MG

17/06/2012

Antes do jogo, um momento nostálgico aos são-paulinos. Em campo, Raí, Zetti, Ronaldão e companhia foram homenageados pelo título da Libertadores de 92. Para a festa ficar completa faltava uma vitória sobre o Atlético-MG, na tarde deste domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.

Apesar da expulsão no segundo tempo, Luis Fabiano fez o gol da vitória sobre os mineiros por 1 a 0 e completou o dia de celebrações do Tricolor. Com o triunfo, a equipe paulista chegou a nove pontos no Brasileiro, próximo dos líderes da competição.

Dentro da área, Fabuloso fez o que dele se espera. Ainda no primeiro tempo, o camisa 9 aproveitou passe de Jadson e, com um toque de categoria, deixou sua marca. Na temporada, este foi o 16⁰ gol do atacante em 20 jogos. Em uma tarde de ídolos, Luis Fabiano deixou sua marca, mas acabou expulso de campo na etapa final.

GOL DO ARTILHEIRO

Sem Denilson, pendurado, Fabrício foi a principal novidade na equipe titular diante do Atlético-MG. Mas o camisa 8, que retorna ao time após estiramento na panturrilha esquerda, ficou em campo apenas 22 minutos. Em um lance isolado, o volante pisou em falso e lesionou o joelho esquerdo.

Com a saída de Fabrício, Emerson Leão colocou Maicon, que fez um bom primeiro tempo. Seguro no sistema defensivo, o Tricolor pouco foi exigido pelos mineiros. No ataque, Jadson e Luis Fabiano chegaram com perigo e assustaram o goleiro Giovanni.

E foi dos pés da dupla que saiu o primeiro gol. Aos 41, Jadson lançou Luis Fabiano pela direita e, com um leve toque por cima do goleiro, o camisa 9 abriu o placar no Morumbi. Um resultado justo na primeira etapa, já que o São Paulo teve mais posse de bola que o rival.

EXPULSÃO E VITÓRIA

O jogo no segundo tempo foi mais movimentando. As duas equipes se lançaram ao ataque. Pelo lado são-paulino, boas chances com o trio Lucas, Jadson e Luis Fabiano. Em um dos lances, o camisa 10 lançou Fabuloso, que por pouco não chegou antes do goleiro na jogada.

Aos 22, o Atlético-MG deu o troco e levou perigo. Bernard chutou de dentro da área e Denis fez excelente defesa. Com um cartão amarelo, Leão tirou Douglas e colocou Rodrigo Caio, aos 24. Aplaudido pela torcida, Lucas deixou o campo aos 36 do segundo tempo para a entrada do atacante Osvaldo.

No fim da partida, após receber o cartão amarelo, Luis Fabiano levou o segundo e foi expulso. Lance causou muita revolta do atacante, que saiu de campo criticando muito a arbitragem. Mesmo com um a menos, o Tricolor segurou o resultado até o fim e conquistou a terceira vitória seguida no Morumbi – também venceu Bahia e Santos.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino voltará aos treinos nesta segunda-feira, às 15h30, no CT da Barra Funda. Na próxima quarta-feira, o São Paulo enfrentará o Coritiba, no Couto Pereira, pela segunda partida das semifinais da Copa do Brasil. No jogo de ida, o Tricolor venceu por 1 a 0, com gol de Lucas.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Local:   estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 17 de junho de 2012, domingo
Horário:   16 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Renda: R$ 304.052,00
Público: 10.981 pagantes
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Assistentes adicionais:   Fabio Filipus (PR) e Antonio Frederico de Carvalho Schneider (RJ)
Cartões amarelos: Douglas e Lucas (São Paulo); Pierre (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Luis Fabiano (São Paulo)
Gols: SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 40 minutos do primeiro tempo.

SÃO PAULO: Denis; Douglas (Rodrigo Caio), Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Fabrício (Maicon), Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas (Osvaldo) e Luis Fabiano Técnico: Emerson Leão

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Carlos César (André), Réver, Rafael Marques e Júnior César; Pierre (Leandro Donizete), Richarlyson, Danilinho (Juninho) e Ronaldinho; Bernard e Jô Técnico: Cuca

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Eu no Morumbi: São Paulo x Atlético-MG

Tricolor revive decisão de 1992 nas redes e emociona a torcida

EXCLUSIVO: Bastidores da homenagem aos Campeões de 1992

Bastidores de São Paulo 1 x 0 Atlético-MG

Elenco enaltece terceira vitória seguida no Morumbi

Casemiro para Ronaldinho e recebe elogios de Leão: “Excelente”

Com entorse no joelho, Fabrício preocupa médicos do Tricolor

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Coritiba x São Paulo,  Copa do Brasil 2012,  Couto Pereira, Curitiba, quarta-feira, 20.06 às 21h50.

Rapidinhas do Lina

16/06/2012

Lucas – Vou confessar. Eu já estava xingando mais de meio time quando esse muleque tem este repente mágico ao driblar a defesa do Coritiba e marcar o gol salvador. Que momento maravilhoso. E meu grito veio do fundo da alma. Que sofrimento e que alívio.

Paulo Miranda – Mas que trapalhão ! Como que um jogador do São Paulo FC, faz um movimento tão bizonho quanto aquele ? Chegou atrasado no lance e ao levantar demais a perna, acertou a orelha do adversário. Não tem nem do que reclamar, foi bem expulso. Nem acho o PM mal jogador, mas ele é muito azarado, tá louco.

Leão – O treinador do São Paulo esté sob pressão, nem mesmo o empresário Abilio Diniz, seu padrinho no clube, tem poupado críticas ao técnico.

Leão 2 – Não existe profissional perfeito. As vezes um cara é bom em uma área e deixa a desejar em outra. O Leão é bom como incentivador, como liderança. Sabe tirar o melhor dos caras. Não deixa criar chinelinhos no elenco. Com ele não tem zona de conforto. Há quem diga que ele é antiquado taticamente. Pode ser, mas se ele for pra final da Copa do Brasil, será a primeira final desde a Libertadores 2006 com o Muricy. Bem melhor que os outros que estiveram no clube antes dele…

Cortez – Vocês notaram que o futebol do lateral-esquerdo caiu um pouco ? Apesar dele ter feito uma boa partida contra o Coxa e ter feito uma jogada linda de linha de fundo no segundo-tempo do jogo, ele não está mais com aquele gás do início do ano. Não vou criticar porque não se sabe se o Leão pediu pra ele fazer alguma outra função tática…

Porquinhas – Bem provável que as porcas sejam o próximo adversário na final da copa do Brasil. Assisti os melhores momentos entre o fasci me rir e o Grêmio e não vi nada demais. A defesa do Grêmio falhou nos dois gols, principalmente no segundo. O Tricolor tem grandes chances de ganhar o inédito caneco se passar pelo Coritiba. O jogo no Couto Pereira vai ser pedreira, já que 1×0 aqui foi pouco. Vamos ter que ir pra cima e fazer um gol logo no começo do jogo.

Transmissão de jogos pela TV – Sinceramente não escuto mais os narradores e comentaristas dos jogos do São Paulo. Estão dando show de horrores nas transmissões. A quantidade de absurdos é tão grande que eu ligo música e apenas assisto o jogo com o volume no mínimo. O Muller chegou a dizer em determinado momento do último jogo que “a única jogada de perigo do São Paulo foi duas”, entre outras bobagens. Pra mim foi a gota d´água. Não acredito que seja perseguição pura e simples as coisas que ele diz, acho que é pura incompetência mesmo.

17/06/1992 – Amanhã é dia de festa. São 20 anos da nossa primeira conquista continental. O objeto de desejo de todos os clubes do país começou com esta conquista. Até então o principal torneio das Américas era desejado mas não com tanto ardor. O São Paulo Futebol Clube conquistou por três vezes o torneio sem ajuda de arbitragens, sem jogo de bastidores e sem padrinhos poderosos. Nós temos três e com muitos méritos. Comemore.

Cansou – Falando em Libertadores, papelão do time sensação do Brasil. Um time realmente sensação não pode tomar de 4 em uma final de campeonato mundial interclubes, assim como não pode perder em casa do arqui-rival na primeira partida de um mata-mata. Me irritou a patética cena da calopsita deitada no gramado ao cair das luzes no acanhado estádio do time santista. Ele quis dar a entender que estava exausto de jogar futebol. Ridículo.

Morumbi – O que diz a lógica ? Se você vai jogar contra um time que tem no sistema defensivo uma das suas principais qualidades, se não for a principal, não é melhor jogar em um campo com dimensões maiores, ajudando seus jogadores a fugir da marcação adversária ? Isto é óbvio não é ? Então. Por politicagem, o “diferenciado” presidente do Santos, escolheu o acanhado estádio santista, onde perdeu a vaga para a final, perdeu dinheiro de renda ( cálculos de conselheiros do Santos dizem que o prejuízo de bilheteria gira em torno de R$ 700 mil ), e arranhou a sua imagem, afinal as confusões, o apagão e tudo o mais foram transmitidos para vários países. Eu torci para o time da baixada, mas olhando por este ângulo, gostei do resultado. Mais pela lição do que pela vitória dos travecos, é bom que se diga. O Boca vem ai pra acabar com essa alegria.

Brasileirão – Não seria melhor escalar um mistão contra o Galo ? Pra quê colocar força máxima ? E se alguém se machuca ? Se eu fosse da comissão técnica aproveitava pra testar a molecada. Coloca o Ademilson, Uvini, Dener, e etc. Já vai dando cancha pros caras. Em todo caso, eles devem saber o que estão fazendo.

Aurélio Miguel, Brookfield  e SAVIAH – Eu não costumo trocar figurinhas com jornalistas, mas desta vez eu procurei saber mais a respeito da informação veículada no blog do Paulinho sobre a ligação entre o vereador e o movimento de moradores que tanto perturba o São Paulo FC. A informação dá conta que pessoas do clube querem abrir procedimento interno para apurar os fatos e em caso de confirmação desta relação, o conselheiro será expulso do clube. É o mínimo que deve ser feito. Agora eu começo a  entender porque estes caras não fazem o mínimo esforço pra cuidar da imagem do clube na mídia…

***(*) ******(*)

São Paulo 1×0 Coritiba

14/06/2012

Na última quarta-feira, Lucas admitiu: “Sei do patamar que alcancei no clube. Sei da minha responsabilidade”. E o camisa 7 mostrou que sabe do que fala, que é consciente na escolha das palavras. Em um jogo que parecia “perdido” para o São Paulo, o craque tricolor entrou em ação e fez a festa para os mais de 40 mil torcedores no Morumbi.

Com um golaço, Lucas garantiu a vitória sobre o Coritiba por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, pela primeira partida das semifinais da Copa do Brasil. Na próxima semana, no Couto Pereira, o Tricolor se classificará com um empate ou uma derrota marcando gols fora de casa, como 2 a 1, 3 a 2, 4 a 3, e por aí vai.

O triunfo foi sofrido. Ainda mais depois da expulsão de Paulo Miranda e as chances perdidas por Luis Fabiano. Foi então que, aos 43 minutos, Lucas pediu a bola, arrancou como de habitual e soltou o petardo para explodir o Morumbi. Se Lucas sabe da responsabilidade que carregava, a torcida é grata a cada minuto por ele vestir a camisa do São Paulo.

SEM GOLS

O técnico Emerson Leão iniciou a partida com a escalação já esperada por todos. Mesmo atuando em casa, com o apoio da torcida, o São Paulo teve dificuldades no começo e viu o Coritiba criar chances. Aos poucos, a equipe foi equilibrando a partida.

Ao mesmo passo que tinha uma chance, o Tricolor sofria com as investidas da equipe paranaense. No ataque são-paulino, Lucas e Luis Fabiano foram os mais acionados. O camisa 7 teve boa chance pela direita, mas Vanderlei fez boa defesa e jogou a bola para escanteio.

Minutos depois, Fabuloso aproveitou vacilo da zaga adversária e ficou com a bola. Na conclusão do lance, Vanderlei fez nova defesa. Um primeiro tempo com oportunidades para ambas as equipes, apesar do placar sem gols na ida para o intervalo.

GOL DE CRAQUE

No retorno para a etapa final, Emerson Leão colocou Maicon no lugar de Casemiro. Aos 14 minutos, Paulo Miranda recebeu o terceiro cartão amarelo e foi expulso de campo. Com uma a menos, Leão colocou o zagueiro Edson Silva na vaga de Jadson. Minutos depois, o Coritiba acertou o travessão de Denis.

Aos 22 minutos, Luis Fabiano teve a chance mais clara do jogo. Após bola tabela com Lucas, Fabuloso ficou frente a frente com Vanderlei, que com um esticou a perna direita para evitar o gol são-paulino. Aos 29, Lucas apareceu de surpresa dentro da área e levou perigo ao gol adversário.

O grito ficou preso na garganta mais uma vez aos 37 minutos, quando Luis Fabiano acertou o travessão. Na última tentativa, Ademilson foi a campo no lugar de Cortez. Foi então que aos 43 minutos, o gol salvador saiu. Lucas chamou a responsabilidade, partiu para cima dos adversários e só parou dentro da rede. Vitória tricolor na raça e no coração.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino voltará a treinar nesta sexsta-feira, às 15h30, no CT da Barra Funda. No próximo domingo, a equipe enfrentará o Atlético-MG, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Pelo Nacional, o Tricolor soma seis pontos em quatro partidas – duas vitórias e duas derrotas.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X CORITIBA

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 14 de junho de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Renda: R$ 1.535.589,00
Público: 40.448 pagantes
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Altemir Hausmann e Márcio Eustáquio Santiago
Cartões amarelos: Sérgio Manoel, Roberto e Ayrton (Coritiba)
Cartões vermelhos: Paulo Miranda (São Paulo)
Gols: SÃO PAULO: Lucas, aos 44 minutos do segundo tempo.

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez (Ademilson); Denílson, Casemiro (Maicon), Cícero e Jadson (Edson Silva); Lucas e Luís Fabiano Técnico: Emerson Leão

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; William, Sergio Manoel, Gil (Tcheco) e Everton Ribeiro (Lincoln); Roberto (Anderson Aquino) e Everton Costa Técnico: Marcelo Oliveira

Via Gazeta Esportiva

Gol

Relacionados

Bastidores de São Paulo 1 x 0 Coritiba

Eu no Morumbi: São Paulo FC x Coritiba

Após decidir para 40 mil, Lucas mantém a humildade

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Atlético-MG,  Brasileirão 2012,  Morumbi, São Paulo, domingo, 17.06 às 16h00.

Oposição do São Paulo Mostra Despreparo

11/06/2012

Salve Soberania !

Semana passada o ex-judoca, vereador e conselheiro do São Paulo Aurélio Miguel foi entrevistado pelo blog do Menon, link abaixo.

Entre as várias questões levantadas na entrevista, chamou a atenção a crítica do campeão olímpico no que diz respeito a questão do patrocínio, o São Paulo ainda não conseguiu fechar um parceiro master para a camisa. Veja trecho da entrevista e o que ele diz em relação ao assunto:

“(…) Faça um esforço e analise a gestão.

Eu acho fraca. O time de futebol não tem patrocínio e já estamos em junho

Eles dizem que não aceitaram as ofertas existentes porque estão abaixo do valor da marca.

Ah, tá. Olha, quando eu era campeão olímpico, ganhava uma certa quantia para defender cidades nos Jogos Abertos. Hoje, se eu quiser lutar, vou ter de cobrar bem menos. Se o São Paulo está fora da Libertadores, muito por culpa deles, fica difícil exigir o mesmo que antes.”

Entendo que para refletir sobre a questão do patrocínio, é preciso ter uma visão geral de mercado e não apenas do clube.

Corinthians e Flamengo por exemplo se classificaram para a Libertadores/2012 e não conseguiram parceiros, os clubes mais populares do país pedem 30 e 27 milhões de reais/ano respectivamente, para expor a marca de possíveis interessados em suas camisas.

Do outro lado da balança o Palmeiras, que não está no torneio continental assim como o Tricolor, tem o patrocínio de uma montadora de carros no surpreendente valor de R$ 25 mi/ano em um contrato de 3 temporadas.

O São Paulo portanto não pode e não deve aceitar nada que não esteja na faixa entre R$ 30 e 25 mi/ano sob pena de desvalorizar sim sua marca.

Gerir futebol é um pouco diferente dos jogos abertos do interior…

Relacionados

Aurélio Miguel: “A situação do São Paulo é vergonhosa. Houve um golpe”

São Paulo 1×0 Museu

10/06/2012

Depois de uma atuação diante deste mesmo Santos, Paulo Miranda, em mau momento no São Paulo, ficou fora das partidas contra a Ponte Preta, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Sem entrar em polêmica, o zagueiro se calou, trabalhou forte e agora colhe os frutos de sua dedicação.

E quis o destino que este bom momento se confirmasse justamente contra a equipe santista. Na noite deste domingo, no Morumbi, Paulo Miranda fez o gol que garantiu a vitória no San-São por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Foi o primeiro gol do zagueiro pelo Tricolor Paulista.

Além da boa apresentação no ataque, Paulo Miranda também se destacou no sistema defensivo. Firme na marcação, o zagueiro levou a melhor na maioria dos lances. Seja pelo chão ou pelo alto, o são-paulino teve uma boa atuação e mostrou que deu a volta por cima no clube.

Com o triunfo, o São Paulo chegou a seis pontos em quatro rodadas – são duas vitórias e duas derrotas. Desempenho que deixa o Tricolor na parte de cima da tabela de classificação do Brasileiro. Na próxima rodada, o adversário será o Atlético-MG, também no Morumbi.

GOL DO “ESTREANTE”

O técnico Emerson Leão teve um reforço de última hora neste domingo. Após desembarcar na capital pela manhã, o meia Lucas, que estava com a Seleção Brasileira, foi para o CT, pediu para jogar e foi a campo diante do Santos. Com isso, Osvaldo ficou como opção no banco de reservas.

Depois do apito inicial, o Tricolor controlou o início da partida. Tanto que não demorou para abrir o placar no Morumbi. Aos sete minutos, Jadson deu um belo cruzamento na área, Rhodolfo tocou para trás de cabeça e Paulo Miranda completou com precisão no gol santista.

Mesmo com a vantagem, o São Paulo seguiu em cima do rival para ampliar o placar. Mas, ao mesmo tempo, deu espaço para o Santos atacar e perder algumas chances. A primeira etapa, se não foi das melhores, deixou a equipe são-paulina em vantagem na ida para o intervalo.

VITÓRIA NO SAN-SÃO

Na volta do intervalo, Emerson Leão fez as primeiras mudanças. Com uma indisposição estomacal, Cortez deixou o jogo para a entrada de Piris. Douglas foi para a lateral esquerda. Enquanto isso, Fernandinho deu lugar a Maicon, avançando Cícero no meio de campo.

O ritmo da partida caiu no segundo tempo. O Tricolor não conseguiu encaixar um ataque de perito, enquanto o Santos também fez pouco para assustar o Santos. Pela direita do ataque, Lucas continuou muito acionado pelos companheiros, no entanto, a equipe não conseguia marcar o segundo.

Aos 31 minutos, o camisa 7 lançou Jadson, que bateu forte para dentro da área. Antes de Willian José colocar para o fundo da rede, Henrique afastou o perigo. Aos 40 minutos foi a vez de Denis mostrar eficiência. O goleiro defendeu um chute de dentro da grande área e evitou o empate santista. Ademilson entrou no fim no lugar de Willian José. E ficou nisso. Vitória tricolor no Morumbi.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino voltará aos treinamentos nesta segunda-feira, às 15h30. Agora, a equipe mudará o foco para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira, no Morumbi, o Tricolor receberá o Coritiba, pela primeira partida das semifinais. O duelo decisivo acontecerá no Couto Pereira.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Data: 10 de junho de 2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 6.327 pagantes
Renda: R$ 185.950,00
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani e João Nobre Chaves (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Marcelo Aparecido de Souza e Antonio Rogério Batista do Prado (ambos de SP)
Cartões amarelos: Denilson (São Paulo); Felipe Anderson e Durval (Santos)

Gol: SÃO PAULO: Paulo Miranda, aos sete minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez (Piris); Denilson, Cícero e Jadson; Lucas, Fernandinho (Maicon) e Willian José (Ademilson) Técnico: Emerson Leão

SANTOS:
Aranha; Maranhão, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Éwerthon Páscoa, Henrique, Felipe Anderson (Alan Santos) e Gérson Magrão (Victor Andrade); Alan Kardec e Renteria (Dimba) Técnico: Muricy Ramalho

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Eu no Morumbi: São Paulo FC x Santos

Bastidores de São Paulo 1 x 0 Santos

Elenco enaltece triunfo: “Não foi um espetáculo, mas vencemos”

Do aeroporto para o clássico, Lucas diz: “A equipe precisava de mim”

No reencontro com o Santos, Paulo Miranda vibra com 1⁰ gol

Denilson leva terceiro amarelo e não enfrenta o Atlético-MG

Sobre o escudo do São Paulo, grande vitória em 2002

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Coritiba,  Copa do Brasil 2012,  Morumbi, São Paulo, quinta-feira, 14.06 às 21h00.