palmeiras 1×2 São Paulo FC

Rubens Chiri/Site Oficial

Rubens Chiri/Site Oficial

O Tricolor conseguiu retomar a confiança após se despedir da Copa do Brasil. Na tarde deste domingo (17), no Pacaembu, o São Paulo bateu o Palmeiras por 2 a 1 e mostrou que segue firme em busca de uma vaga na Libertadores da América de 2015. Mais envolvente após o intervalo, a equipe são-paulina contou com os gols de Pato e Kardec – este já nos instantes finais -, para conquistar a vitória.

Com o resultado, o Tricolor manteve a quinta colocação no Campeonato Brasileiro de 2014, mas agora detém 26 pontos, em 15 rodadas, e está na cola do G-4. Na próxima quarta-feira (20), no Rio Grande do Sul, o São Paulo entrará em campo. Desta vez, porém, o adversário será o Internacional.

Curiosamente, os dois gols da equipe são-paulina no Choque-Rei foram marcados por estreantes em clássico pelo clube. Diante dos palmeirenses, Pato e Kardec disputaram o primeiro grande duelo defendendo as cores do São Paulo.

Com uma série de desfalques, como os casos de Luis Fabiano, Rodrigo Caio, Antonio Carlos e Osvaldo, mas podendo contar com as voltas de Toloi, Kaká e Kardec, o técnico Muricy Ramalho montou o time com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Alvaro Pereira; Denilson, Souza, Kaká e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato e Alan Kardec.

Quando a bola rolou na capital paulista, os mandantes foram superiores no início do embate, mas logo foram perdendo terreno para o Tricolor. Nos primeiros 20 minutos, principalmente com Valdivia, os palmeirenses buscavam mais o gol e davam trabalho ao sistema defensivo são-paulino.

No entanto, a lesão do chileno diminuiu o ímpeto dos anfitriões e, assim, o São Paulo conseguiu equilibrar as ações do jogo. Apesar de ficar mais tempo com a bola, o Tricolor tinha dificuldades para chegar ao gol e finalizar. Ganso e Kaká, bem marcados, não tinham espaço para acionar os atacantes Pato e Kardec, que acabaram ficando isolados na frente a maior parte do tempo.

Somente aos 31 minutos, após cobrança de falta, o time de Muricy conseguiu levar algum perigo. Kaká bateu falta cruzada na área, o goleiro Fábio afastou mal e Ganso chutou. A defesa do Palmeiras, porém, formou uma verdadeira parede e impediu que as redes balançassem antes do intervalo, no Pacaembu.

Na volta para o segundo tempo, com a mesma formação, mas outra postura, o Tricolor tratou de encurralar o rival e criar boas jogadas para tirar o zero do placar. Assim, o torcedor são-paulino logo pôde festejar. Aos 8 minutos, Fábio saiu jogando errado com os pés, Ganso abriu para Pato na esquerda e, com categoria na saída do goleiro, o camisa 11 estufou a redes adversárias: 1 a 0.

Melhor na partida e motivado pelo gol, o São Paulo manteve a pressão e seguiu assustando. Kaká, aos 11, foi lançado na esquerda e bateu cruzado. Fábio caiu e fez a defesa. No minuto seguinte, Ganso tocou para Kardec na direita, que invadiu a área e deu um toquinho à direita do gol. A bola passou perto e mostrou que a equipe de Muricy era outra após o intervalo.

No entanto, quando os visitantes ditavam o ritmo do confronto, os palmeirenses empataram o Choque-Rei. Aos 15, em cobrança de pênalti, Henrique deixou tudo igual na capital paulista. Para ficar novamente no marcador, o Tricolor conseguiu duas boas investidas, mas a arbitragem invalidou incorretamente os ataques são-paulinos, que eram legais e perigosos.

E quando a partida parecia definida, o São Paulo conseguiu arrancar os três pontos no Pacaembu e se reerguer na temporada. Já nos instantes finais, após cruzamento de Alvaro Pereira da esquerda, Kardec subiu mais que Victor Luis e cabeceou no canto esquerdo de Fábio. A bola ainda tocou a trave e as costas do goleiro, que não conseguiu impedir o triunfo são-paulino: 2 a 1.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 17 de agosto de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols (Fifa-RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ)
Assistentes adicionais: Luiz Flavio de Oliveira e Flavio Rodrigues de Souza (ambos de SP)
Cartões amarelos: Lúcio (Palmeiras). Souza, Edson Silva, Rafael Toloi, Álvaro Pereira (São Paulo)
Gols: PALMEIRAS: Henrique, aos 15 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Alexandre Pato, aos 8, e Alan Kardec, aos 43 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Lúcio, Tobio e Victor Luis; Renato, Marcelo Oliveira, Allione e Valdivia (Felipe Menezes) (Leandro); Mouche (Cristaldo) e Henrique Técnico: Ricardo Gareca

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Álvaro Pereira; Souza, Denilson, Ganso (Hudson) e Kaká; Alexandre Pato (Ademilson) e Alan Kardec Técnico: Muricy Ramalho

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Bastidores de Palmeiras x São Paulo

No ritmo do G-4

Muricy elogia equipe: “Os jogadores reagiram bem”

“Precisávamos da vitória para dar confiança a nós mesmos”

Ganso exalta Kardec: “Ele tem muita estrela”

Tricolor deslancha no segundo tempo e bate o Palmeiras

Tentando se reerguer, Tricolor encara o Palmeiras no Pacaembu

Relacionados para Palmeiras x São Paulo

Time treina à exaustão para o clássico

Aniversariante, Paulo Miranda mira vaga no Pacaembu

Desempenhos animadores para o clássico

Choque-Rei especial

“Clássico é importante em qualquer época”

Com Kardec e Michel Bastos, elenco faz atividade técnica

Toloi, Kardec e Kaká treinam de olho no Choque-Rei

***(*) ******(*)

5 Respostas to “palmeiras 1×2 São Paulo FC”

  1. Alex Says:

    roic, roic, roic… leitoas levando no rabo do SPFC pra variar
    não vamos perder 2 vezes seguidas pra time pequeno numa mesma semana, ae seria demais, kkkkkkkkkkk
    chupa leitoas
    chupa paulo pequeno nobre
    alan Kardec mandou um abraço por trás no CENTERNADA de vcs.

    Lina: kkkkkkkk

  2. Roberto Dias 1930 Says:

    Deveria nos empolgar com um jogo deste?Se este fosse o SPFC de outros tempos teríamos uma sonora goleada e uma aula de futebol, no entanto o time continua sem apresentar algo coeso em campo no âmbito tático e técnico, no primeiro tempo vimos dois aglomerados de jogadores ou melhor dois grupos de filhos da puta que fazem os clubes de palhaços e as torcidas de otários, para mim com 52 anos é inconcebível assistir atletas que se dizem profissionais, ganhando em média 250 mil reais mês (3milhões por ano) em clubes estruturados e vencedores apresentarem algo tão deprimente e ridículo em termos de futebol da serie A.
    A culpa dos técnicos é mínima, o material humano é ridículo , vi no pacaembú ontem jogadores erram passes de 5 metros, erram domínio de bola , erram o básico da armação tática que é tomar a bola na marcação de meio campo um a um , vi um filho da puta de verde errar um lateral com mão e outro filho da puta com a camisa do SPFC não dominar a bola que outro filho da puta de verde deixou quicar e bateu de canela…,Vi o Muricy gritar, berrar e encher a cara de água como se fosse veneno para aliviar algo tão medíocre , o futebol do SPFC É MEDÍOCRE, RIDÍCULO, AMADOR! e o PIOR de tudo é que não mudará nos próximos meses.
    Minha analise final é a seguinte, hoje o titulo importante para os dirigentes dos clubes(QUADRILHA DE EMPRESÁRIOS!) é vender uma jovem promessa ao exterior POR MILHÕES antes mesmo deste saber o básico na escola e do futebol (Passar,dominar, chutar, cabecear, bater lateral, escanteio e faltas), do outro lado os jogadores (MORTOS DE FOME AMANTES DO ESTILO OSTENTAÇÃO)querem ganhar dinheiro, comprar a casa mais bonita do bairro, ter carros, estar na mídia sem saber falar duas frases completas sem errar o português, ter dinheiro para comer mal , ir para Europa e comer a puta da vez da rede globo(Canal gambá filho da puta!).É claro que existem exceções, ontem existia o Káka em campo , que mesmo não precisando de mais nada disto descrito nas linhas anteriores correu por estes filhos da puta com a Camisa do SPFC e atraz do filhos da puta de verde e por uma jogada de empresários está nosso serviço até dezembro.Qual é a saída? Vou escrever em outro post um outro dia, mas ontem no Choque Rei vi a pior partida dos últimos vinte anos das equipes , os 2×1 para nós valeram a vitoria e mostraram a morte do futebol, nossa realidade é menos pior que a dos facistinhas que merecem ser rebaixados mais uma vez, para nós o oitavo lugar no brasileiro é mais que digno e fruto de uma diretoria e presidência amadora, jogadores limitados e talvez um técnico acomodado.Mas achar normal este futebol MEDÍOCRE de um Clube Tricampeão da libertadores e TRI do Mundo que seguidamente é eliminado por PONTE PRETAS, PENAPOLENSES E BRANGANTINOS e não pedir por mudanças reais é se encaminhar para um rebaixamento moral que é preparatório para o físico. Hoje nosso planejamento é para ser rebaixado, se não agora para daqui alguns anos.Deixamos de ser vencedores e nos tornamos participantes, o fracasso se repete a cada ano e já é maior que os anos Vencedores.Mas o que importa mesmo é vender os DOUGLAS da vida por boladas…Títulos para que?Futebol bonito para que?

    Lina: Ganhar é sempre bom, mesmo se for de time pequeno.

  3. Guedes Says:

    Chupa porcada !Freguesia eterna.

    Lina: Não é ?

  4. Barman Says:

    Eu não gostei do jogo e nem vou me iludir com esta vitória.
    O time continua mal.
    Vem duas pedreiras pela frente agora: Inter e Santos, se ganhar os jogos ai começo a acreditar.

    Lina: É porque o time não se arrumou defensivamente, ainda não tem equilibrio.

  5. Everaldo Says:

    Obrigado porcada, agora o tricolor vai engrenar.

    Lina: Tomara.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: