São Paulo FC 3×1 Vitória

Rubens Chiri/Site Oficial

Rubens Chiri/Site Oficial

Foi uma festa completa na noite deste domingo (10), Dia dos Pais, no reencontro de Kaká com a torcida tricolor. Grande atrativo no duelo contra o Vitória, válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2014, o camisa 8 ajudou a equipe a bater os baianos por 3 a 1, que recolocou o clube no caminho dos triunfos após três partidas na competição.

Inspirado, o atacante Alexandre Pato balançou as redes duas vezes e deixou o gramado como um dos melhores atletas em campo. Seu companheiro de ataque, Alan Kardec, também bateu a defesa adversária e mostrou que o sistema ofensivo são-paulino está bem servido.

Com o resultado, os donos da casa assumiram a quinta colocação no torneio nacional, agora com 23 pontos, e colaram na briga por uma vaga no G-4, que garante uma vaga na Libertadores da América de 2015. Na próxima quarta-feira (13), novamente no Morumbi, o São Paulo entrará em campo. Desta vez, porém, o embate será pela Copa do Brasil, contra o Bragantino. Na ida, o time são-paulino venceu por 2 a 1.

Podendo contar novamente com o camisa 8, além das voltas de Antonio Carlos e Osvaldo, recuperados de lesão, o técnico Muricy Ramalho montou a equipe com Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Antonio Carlos e Reinaldo; Denilson, Souza, Paulo Henrique Ganso e Kaká; Alexandre Pato e Alan Kardec.

O lateral-esquerdo Alvaro Pereira, mesmo tendo treinado com algumas restrições durante a semana, foi submetido a testes para a avaliação do período depois do trauma seguindo o protocolo pós concussão (FIFA), e apesar de o atleta estar muito bem clinicamente e sem queixas, a evolução dos testes não apresentaram resultados que permitissem sua participação no jogo sem riscos (como um novo trauma, por exemplo).

Com a bola rolando, empurrado pela torcida e motivado pela reestreia de Kaká no Morumbi, o Tricolor partiu para cima do adversário e tratou de construir o resultado positivo logo na primeira etapa. Os visitantes até assustaram logo após o apito inicial, mas o sistema ofensivo são-paulino foi eficiente e devolveu o susto com gols.

Alternando a movimentação no meio de campo e, assim, buscando acionar Pato e Kardec no ataque, Ganso e Kaká eram os responsáveis por organizar as jogadas. Em noite inspirada, Douglas também era uma das alternativas para encurralar os baianos na defesa. Dessa forma, as redes logo balançaram na capital paulista.

Aos 16 minutos, o zagueiro Alemão falhou na linha de fundo, Ganso roubou a bola e deixou na medida para Alexandre Pato só empurrar para o gol: 1 a 0 e São Paulo na frente. Envolvente, o Tricolor continuou buscando os gols e conseguiu ampliar a vantagem. Kardec, aos 31, aproveitou grande assistência de Douglas para fintar o goleiro Wilson e levantar a torcida nas arquibancadas: 2 a 0.

Pouco depois, porém, o camisa 14 sentiu dores no tornozelo e acabou substituído por Osvaldo, que entrou com a missão de manter a pegada são-paulina na frente com Pato. Superior e sem deixar o ritmo cair, os donos da casa logo anotaram o terceiro. Aos 38, Pato começou a jogada pela direita, tabelou com Osvaldo e chutou de fora da área. A bola morreu no fundo da rede e tirou mais um grito de gol da garganta dos torcedores: 3 a 0.

Apesar de controlar as ações da partida, os anfitriões permitiram que o Vitória marcasse. Kadú, já nos acréscimos do primeiro tempo, bateu Rogério e descontou: 3 a 1. O placar se manteve até o intervalo e os times foram para os vestiários com o Tricolor na frente.

Na volta para o segundo tempo, ciente de que não poderá contar com o suspenso pelo terceiro cartão amarelo no próximo final de semana, Antonio Carlos, no clássico contra o Palmeiras, Muricy promoveu a entrada de Paulo Miranda e ordenou que a sua equipe mantivesse a pressão no jogo. Mais aberto, o confronto ficou ainda mais agitado, mas sem os gols dos primeiros 45 minutos.

Kaká, aos 5, passou perto de deixar a sua marca. Pouco depois, aos 11, quase um golaço: após boa troca de passes do ataque do São Paulo, Pato recebeu de Ganso na esquerda, foi até a entrada da área e arriscou para o gol. A bola passou à direita de Wilson e saiu pela linha de fundo. Mais tarde, aos 16, o atacante tentou aproveitar cruzamento de Douglas da direita, mas bateu para fora.

Satisfeito com o resultado, o Tricolor tratou de cadenciar o embate e administrou a vantagem. Para não correr riscos de ser surpreendido nos contragolpes, o time de Muricy compactou o meio de campo e tratou de conter as investidas do Vitória. Assim, o marcador não foi alterado novamente e a torcida pôde festejar o retorno de Kaká ao Morumbi com um grande jogo: 3 a 1.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3X1 VITÓRIA

Local:  Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 10 de agosto de 2014 (domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes:  Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Público: 29.202 pessoas (total)
Renda: R$ 869.534,00
Cartões amarelos: Antônio Carlos, Kaká, Douglas, Osvaldo e Denilson (São Paulo); Euller e José Welison (Vitória)

Gols: SÃO PAULO: Alexandre Pato, aos 17 e aos 38 minutos do primeiro tempo; Alan Kardec, aos 31 minutos do primeiro tempo – VITÓRIA: Kadu, aos 47 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Antônio Carlos (Paulo Miranda) e Reinaldo; Souza, Denilson, Ganso (Ademilson) e Kaká; Pato e Alan Kardec (Osvaldo) Técnico: Muricy Ramalho

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller (Mansur); Adriano, Richarlyson (Willie), Luis Aguiar, Marcinho (José Welison) e Caio; Dinei Técnico: Jorginho

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Eu no Morumbi: São Paulo x Vitória

Craques da Arquibancada 2014: São Paulo x Vitória

Assistência e atuação que dão moral

Bastidores: São Paulo 3 x 1 Vitória

Autêntico Dia dos Pais!

Bastidores de São Paulo x Vitória

Muricy exalta empenho dos atletas: “Estavam com vontade”

Capitão com a confiança do M1TO

“Foi muito boa essa minha reestreia, principalmente pela vitória”

Destaque da noite, Pato quer evoluir ainda mais

AACD no manto são-paulino deste domingo

Vetado, Alvaro Pereira não enfrenta o Vitória

Baixe o e-book #Trikolor, com a trajetória de KakáFaça o download!

No reencontro de Kaká com o Morumbi, Tricolor recebe o Vitória

Relacionados para São Paulo x Vitória

Muricy encerra preparação para o duelo contra o Vitória

‘Meu primeiro Dia dos Pais’

Espelho para garotos, Kaká inspira jovens do Tricolor

Em busca do G-4, Muricy quer ‘erro zero’

Muricy repete formação e aprimora bola parada

Tonhão na ‘área’

Recorde os números de Kaká diante de sua torcida

“Vivo a expectativa de jogar no Morumbi. Não vejo a hora”

Com Antonio Carlos e Kaká, Muricy esboça escalação

Passaporte FC fará final de semana especial em homenagem aos pais

Com ‘fome de bola’, Osvaldo mira nova oportunidade

Físico-técnico fecha treino em dois períodos

Toloi aposta no trabalho de Muricy para corrigir os erros

Aniversariante, Douglas recebe ‘trote’ dos companheiros

Com Alvaro, elenco aprimora a pontaria

‘Perda importante’, diz Muricy sobre Rodrigo Caio

Treino da tarde é na academia

Kardec: ‘Nos cobramos em primeiro lugar’

Em recuperação, Luis Fabiano corre no gramado

Com Kaká, Osvaldo e Antonio Carlos, Tricolor se reapresenta

Kaká e Osvaldo trabalham nesta segunda-feira

***(*) ******(*)

8 Respostas to “São Paulo FC 3×1 Vitória”

  1. luchetta Says:

    Tudo bem que tomamos mais um gol bisonho. mas estou colocando muita fé neste time.
    A bem da verdade, sempre coloco muita fé.
    Acho que dá para chegar. Ainda faltam 5 rodadas para terminar o 1º turno.
    Se o ataque começar a fazer gols, a defesa vai ficar menos pressionada e, aí, pode se acertar.
    Abraço,

    Lina: Vamos melhorar, certeza. São nos clássicos onde vamos ver onde este time quer chegar.

    • luchetta Says:

      Mas, se você ver, os jogos antes da Copa foram de todos os clássicos do futebol brasileiro. Com um time ainda em formação, ficamos a 3 pontos do líder.
      Nas minhas contas, faríamos 12 pontos ( ou 10, ou 9, no minimo) nestes 4 jogos. Ganhamos 4.
      Se tivesse correspondido, estaríamos muito perto do 1º.
      É por isso que acho que dá. O time, espero, vai se acertar e o Cruzeiro está longe de ser o quê os “especialistas” dizem.

      Lina: Se não tivessemos perdidos os jogos em casa, contra Chapecoense e etc, já estariamos colados ou até em primeiro. Hoje deu gosto, se não é um time de tirar os olhos, mostrou talento. Mas como eu sempre fico contente quando ganha (rs), preciso ver o time agora, com os reforços em clássicos. Contra a porcada não vale, porque já não é mais grande. Só vive de passado. rs

      • luchetta Says:

        Rapaz, o jogo dos caras foi horrível. Assisti um pouco. A ruindade, dos dois lados, é grande. Para se ter uma ideia, o esquisito que foi no treino do São Paulo de helicóptero, foi o único que se salvou no jogo.
        Tudo bem que clássico é clássico, mas os caras são muito ruim.
        Tem que vencer. Sem desculpas.

        Lina: Luchetta, tô por fora. Quem foi no treino de helicóptero ? Que moral hein ? rs

      • luchetta Says:

        Tardeli. Parece que ele estava no Guarujá e para não chegar atrasado foi de helicóptero. Acho que o técnico era o Muricy, ou o Leão, por causa da dura que tomou.

        Lina: Ahhh, me lembro disso. rsrsrs Achei que você estava falando de alguma coisa recente.

  2. Edu Tricolor Says:

    Será que o Muricy encontrou o time ideal Lina ?
    Pena que o Kardec machucou e não joga contra o Palmeiras.

    Lina: Espero que sim. o Denilson não comprometeu e um ataque com Kaká, Ganso, Kardec e Pato é respeitável. Acho que o Fabuloso volta contra as porcas. Além deles, Douglas, Tonhão e Osvaldo receberam o terceiro amarelo e não jogam. Mas dá pra arrumar a casa sem eles.

  3. Barman Says:

    E o lance que um vagabundo do vitória chuta a bola no Muricy ?
    Fiquei imaginando se fosse um desses porra loucas tipo Leão.
    Até estranhei que o Muricy deu abraço no cara.

    Lina: Cara, tudo que os jornaleiros queriam, era ver o Muricy perder a cabeça. Ele foi bem frio e segurou a onda, porque tenho certeza que a vontade dele era arrepiar aquele lixo. Nem sei se rolou amarelo, se não rolou, erro do juiz.

  4. Guedes Says:

    Joguinho fraco.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: