Copa SP – São Paulo 1×1 Kashiwa Reysol

spo kas

Rubens Chiri / Site Oficial

O São Paulo empatou com o Kashiwa Reysol, do Japão, no primeiro jogo da Copinha 2014, disputado na noite desta sexta-feira, na Arena Barueri. O Tricolor saiu na frente com um lindo gol de falta feito por Gabriel Boschilia, mas sofreu o empate no segundo tempo e ainda teve um pênalti no atacante Ewandro não marcado.

Na próxima rodada, marcada para às 19h de segunda-feira (06), os são-paulinos voltam a campo para enfrentar o Auto Esporte, da Paraíba, equipe que venceu o Grêmio Barueri na primeira rodada.

> VEJA A FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

O jogo

Como esperado pelos tricolores, os japoneses dificultaram bastante o jogo para o Tricolor. Foi difícil conseguir espaço para chegar à área adversaria, e os rivais, em alguns momentos, assustaram o goleiro Jairo.

Após os 20 minutos, os são-paulinos se soltaram mais. Ewandro quase marcou do meio da área, como fez nesse mesmo campo, contra o Fluminense, pela Copa do Brasil Sub-17. Aos 29, o lateral-direito Auro encheu o pé de longe e obrigou o goleiro a espalmar em escanteio.

Amadurecido, o gol saiu aos 40 minutos. Gabriel Boschilia cobrou falta com perfeição no canto alto esquerdo, e abriu o marcador para o Tricolor na Copinha.

No intervalo, Menta fez a primeira mudança: saiu Adelino, entrou Joanderson. Mas no segundo tempo, a tendência do início do jogo se repetiu, os rivais complicaram a partida. A segunda substituição foi a entrada de Matheus Queiroz no lugar de Pedrinho, mas logo depois o Kashiwa empatou, aos 13 minutos. Foi aí que os são-paulinos melhoraram no jogo e tiveram mais calma para ter a posse de bola.

Os lances de maior perigo vieram da parceria entre Auro e Ewandro. No primeiro, o atacante aproveitou cruzamento do lateral e cabeceou muito bem, mas o goleiro espalmou. Depois, recebeu um lindo passe em profundidade, invadiu a área e iria finalizar, mas foi chutado em lance claro de pênalti, não marcado pelo árbitro e que gerou muita reclamação dos tricolores, que têm dois dias para se preparar para a próxima partida.

Via Site Oficial

Melhores Momentos

Relacionados

Bastidores de São Paulo x Kashiwa Reysol

Menta: ”Dificuldades são um aprendizado para o grupo”

***(*) ******(*)

4 Respostas to “Copa SP – São Paulo 1×1 Kashiwa Reysol”

  1. Alex Says:

    oq os clubes brasileiros tem de habilidade individual, falta disciplina tática.
    Estamos ficando pra trás em relação a maioria dos países que investem pesado em futebol, até os japoneses são mais aplicados q os brasileiros, nada pra se preocupar, mas para ficarmos atentos.

    Ou o futebol brasileiro se recicla e mude alguns hábitos q está fazendo mal aos jogadores e aos clubes ou iremos cada vez mais revelar menos grandes jogadores para o futebol mundial.

    De clubes já acabou faz tempo, o ultimo grande time brasileiro q encantou o mundo com um futebol vistoso foi o SPFC de Telê.
    futebol brasileiro está morrendo aos poucos, pq os clubes, comissões técnicas e treinadores são arrogantes e acham q só o talento do brasileiro e o nome já ganha, tsc, tsc, tsc…

    Enquanto isso os nomes melhores jogadores são Neymar, Oscar, Lucas, Paulinho, Hulk…. parece piada isso.

    Lina: Verdade. Talvez por isso os treinadores da seleção preferem os jogadores atuando na europa, porque lá tem que aprender a jogar taticamente…

    • Marcelo Abdul Says:

      Habilidade individual? Tem certeza? Eu acho que acontece o contrário. Os treinadores abusam das táticas e não ensinam um moleque a bater um escanteio como se deve. Resultado. Um time de perebas corredores exatamente como o time principal. Me desculpem, mas as categorias de base do Brasil são uma bosta fumada. A única que se destaca é a do Santos. Talvez por lá ensinem a dar um passe correto, chutar com precisão ou pode ser sorte. Sei lá. Mas que falta excelência nas categorias de base isso falta. Moleque não saber dar a porra de um passe é o fim da picada. Moleque não saber cabecear é o fim do mundo. Tudo é treino, treino e treino. O talento aflora. Agora os clubes só pensam em ganhar torneio sub-10, sub 17 e sub 20 e abusam das táticas e esquecem o jogador. Vemos o exemplo claro. A garotada do Santos tomou de oito do Barcelona. Os caras lá na Catalunha treinam passe há 20 anos. Aqui se treina há 20 dias e querem que o cara seja campeão do mundo. Fala sério.

      Lina: Verdade, teve um momento do jogo em que o São Paulo teve um contra-ataque, 4×3, aconteceu igualzinho acontecia com o principal. Perderam a velocidade, se enrolaram com a bola e o time japonês tirou da sua área. Não têm padrão de jogo nem no principal e nem na base. Não teve alguém que disse que iria implantar a filosofia do Barcelona no São Paulo ? Renê Simões ? Pra rir…

  2. Alex Says:

    Ae Lina, mal começou 2014 e a Pluri já tá toda assanhada fazendo propaganda do time do governo kkkkkk..
    eles não perdem tempo.

    http://esporte.ig.com.br/futebol/2014-01-03/estudo-coloca-corinthians-como-melhor-time-do-pais-nos-ultimos-seis-anos.html

    Lina: Devia modar o nome pra Prucurica Consultoria… kkkkkk

  3. Everaldo Says:

    Mano, feliz ano novo.
    Começar sendo roubado na copinha é foda.
    Teve penal não marcado, vc viu ?

    Lina: Pra vc tbm Everaldo. Vi sim, triste porque se tivesse a ajuda eletrônica, a gente não precisaria nem discutir o assunto e nem se aborrecer com lances como aquele. Penalti claro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: