Universidad Católica 3×4 São Paulo FC

M1TO UniversidadQue noite! Que jogo! A noite desta quarta-feira (23), em Santiago, garantiu a classificação do Tricolor nas quartas de final da Copa Sul-Americana de 2013. Por algumas horas, o São Paulo esqueceu a luta para fugir de uma vez por todas da briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e sonhou um pouco mais alto. Com grandes atuações de Rogério Ceni e Aloísio, o time são-paulino bateu a Universidad Católica por 4 a 3 e, assim, avançou no torneio continental.

Com dois gols do atacante, um de Ademilson e outro de Welliton – Sosa, Cordero e Mirosevic anotaram os tentos dos chilenos -, os brasileiros mostraram que têm condições de continuar na briga para defender o título da competição, conquistado em 2012. Na próxima fase, o Tricolor terá pela frente Nacional de Medellín, da Colômbia, ou Bahia. O 1 a 1 no primeiro duelo, no Morumbi, obrigou o Tricolor a ter que vencer por qualquer placar ou buscar uma igualdade a partir de dois gols. Os atletas entenderam a missão e trataram de honrar o manto são-paulino.

Antonio Carlos, Reinaldo, Carleto e Luis Fabiano, lesionados, Clemente Rodríguez (suspenso) e Lucas Silva (na Seleção Brasileira Sub-17), não viajaram com a delegação são-paulina. Assim, Muricy Ramalho escalou Douglas na lateral esquerda e montou o time com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Douglas; Rodrigo Caio, Denilson, Maicon e Paulo Henrique Ganso; Ademilson e Aloísio.

No primeiro tempo, não faltaram emoções e logo as oportunidades foram surgindo com as duas equipes buscando o gol, as chances iam aparecendo e empolgando o torcedor. Os anfitriões começaram melhor e chegaram com perigo. No entanto, aos 12 minutos, Aloísio carimbou o travessão e mostrou que o Tricolor também estava ligado no jogo.

Mas, quando os brasileiros haviam levado perigo, os chilenos abriram o placar. Sosa, aos 15, tocou na saída de Rogério e colocou os donos da casa em vantagem. A torcida da Católica ainda comemorava o gol, quando Aloísio recebeu de Maicon, girou e deixou tudo igual em Santiago, aos 18 minutos. Festa dos jogadores são-paulinos, que lutavam para conseguir ficar em pé no escorregadio gramado do Estádio San Carlos de Apoquindo.

Com o confronto empatado, por 1 a 1, a decisão caminhava para a decisão nas grandes penalidades. Porém, o ímpeto dos clubes mostrou que o primeiro tempo continuaria agitado. Aos 23, Fernando Cordero recolocou a Universidad na frente. Mas, repetindo a tática do susto anterior, o São Paulo deixou tudo igual novamente. No minuto seguinte, Ganso achou Aloísio na grande área. O camisa 19 driblou o goleiro adversário e balançou as redes: 2 a 2.

O tento do atacante fez com que os chilenos perdessem a vantagem de atuar pelo empate sem gols. Precisando marcar de novo, os anfitriões se lançaram ao ataque e deram trabalho ao goleiro Rogério Ceni. Foram pelo menos três grandes defesas do M1TO, que se esticou todo para conter as investidas do rival e assegurar o placar na primeira etapa. Além das intervenções difíceis do camisa 01, a trave salvou o Tricolor duas vezes.

Na volta para a segunda etapa, para tentar brecar as chegadas da Católica, Muricy promoveu a entrada de Wellington no lugar de Denilson. Mas, nos primeiros lances, o time do Chile manteve a mesma pressão e encurralou os são-paulinos. Rogério, em noite inspirada, praticou mais lindas defesas e minou a confiança da Universidad.

E sentindo que não poderiam passar novamente pelo goleiro Tricolor, os chilenos tiraram o pé e foram dando espaço ao São Paulo. Assim, os brasileiros conseguiram virar o marcador e dar um grande passo para assegurar uma vaga nas quartas de final. Aos 19, Ademilson recebeu assistência de Aloísio e bateu no alto: 3 a 2. Seguindo o cenário dos tentos anteriores no duelo, logo houve mais um gol. De pênalti, Mirosevic, aos 25, igualou novamente: 3 a 3.

Daí em diante, satisfeito com o resultado que garantia a classificação, o time são-paulino tratou de tocar a bola e fazer o tempo passar. Welliton, que entrara na vaga de Aloísio, ainda teve tempo de marcar o quarto gol do São Paulo, aos 40, e fechar a noite espetacular em Santiago, digna de briga por um lugar na Libertadores da América da próxima temporada.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD CATÓLICA 3 X 4 SÃO PAULO

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Data: 23 de outubro de 2013 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)
Cartões amarelos: Sosa e Mirosevic (Universidad Católica); Edson Silva, Wellington e Rodrigo Caio (São Paulo)
Cartões vermelhos: Tomás Costa (Universidad Católica); Ganso (São Paulo)

Gols: UNIVERSIDAD CATÓLICA: Sosa, aos 16, e Cordero, aos 22 minutos do primeiro tempo; Mirosevic, aos 25 minutos do segundo tempo – SÃO PAULO: Aloísio, aos 19 e aos 23 minutos do primeiro tempo; Ademilson, aos 19, e Welliton, aos 40 minutos do segundo tempo

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Cristopher Toselli; Cristián Álvarez, Marko Biskupovic (Ramiro Costa), Hanz Martínez e Alfonso Parot; Fernando Meneses (Muñoz), Tomás Costa, Fernando Cordero e Milovan Mirosevic; Ismael Sosa e Nicolás Castillo Técnico: Martín Lasarte

SÃO PAULO: Rogério; Paulo Miranda, Toloi, Edson Silva e Douglas; Rodrigo Caio, Denilson (Wellington), Maicon e Ganso; Ademilson (Lucas Evangelista) e Aloísio (Welliton) Técnico: Muricy Ramalho

Via Gazeta Esportiva

Gols

Relacionados

VÍDEO: Bastidores

Decisivos, atacantes estão com a pontaria em dia

Superação do elenco agrada comandante

M1TO é destaque no noticiário internacional

Bastidores de Universidad Católica-CHI x São Paulo

Símbolo da raça tricolor, Aloísio mantém a humildade

Muricy elogia destaques da noite: “Eles se dedicam muito”

Um dos heróis da noite, Rogério agradece carinho da torcida

***(*) ******(*)

5 Respostas to “Universidad Católica 3×4 São Paulo FC”

  1. Amarilla Says:

    Que jogo ! Foram pra cima com raça e a defesa falhou, mas foi por causa do jeito de jogar que o Muricy escolheu.

    Lina: Você quer dizer da proposta de jogo. Porque se o time fica recuado, ia levar goleada, indo ao ataque, goleou. Mais um vez o Muricy acertou.

  2. Tri-Mundial Says:

    Com o Boi Bandido jogando desse jeito, nem sinto falta do Fabuloso.

    Lina: Os dois podem jogar juntos eu acho.

    • Jorge Tri-Hexa Says:

      Apesar de tudo, o Fabuloso ainda é o cara.

      Lina: O problema é a idade e a condição física.

  3. Jorge Tri-Hexa Says:

    E se contratam o Muricy na pausa da copa das confederações ?
    Onde estaríamos agora ?
    Tenho certeza que muito melhor no campeonato brasileiro e até na Libertadores.

    Lina: Estariamos no G4, só isso.

  4. Luiz Ferreira Says:

    Se contratarem direitinho, em 2014 o São Paulo pode ter um time brilhante, porque este ai, com todas as limitações conhecidas, está indo bem nas mãos do Muricy.

    Lina: Putz meu, vou te falar, desde 2009 que eu estou esperando um time com liga, agora espero pra ver como reagirão os novos contratados, se vierem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: