São Paulo FC 1×0 Ponte Preta

Aqui e trabalho meu filho !Foi uma noite especial no Morumbi. Na reestreia do técnico Muricy Ramalho, tricampeão brasileiro pelo clube (em 2006, 2007 e 2008), o Tricolor bateu a Ponte Preta por 1 a 0, nesta quinta-feira (12), e venceu novamente no Campeonato Brasileiro de 2013. Com o resultado, válido pela abertura do returno, o São Paulo somou o seu 21º ponto na competição e deu mais um importante passe para deixar as últimas colocações.

Para rever o comandante, que nunca escondeu o seu carinho pela equipe são-paulina, mais de 43 mil torcedores esgotaram os ingressos e compareceram em peso para apoiar o time e matar as saudades de Muricy. Ligado no jogo desde o apito inicial, o Tricolor mostrou que segue vivo no torneio e firme para subir na tabela.

Para fortalecer o sistema defensivo, Muricy armou o time no esquema tático 3-5-2 e deu mais opções para a equipe buscar as jogadas ofensivas pelas pontas. Sem poder contar com Wellington, Carleto e Douglas lesionados, Osvaldo suspenso e Aloísio com amigdalite, o treinador escalou o São Paulo com Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Paulo Miranda e Antonio Carlos; Mateus Caramelo, Denilson, Maicon, Paulo Henrique Ganso e Reinaldo; Welliton e Luis Fabiano.

No primeiro tempo, o Tricolor mandou no jogo e criou inúmeras oportunidades de balançar as redes. Acuada, a equipe adversária apenas se defendeu e quase não levou perigo ao gol de Rogério Ceni. Explorando as jogadas pelas laterais, com Mateus Caramelo e Reinaldo, o São Paulo deu trabalho ao goleiro Roberto, que fez grandes defesas.

Logo aos oito minutos, Welliton recebeu na entrada da área e bateu firme. O goleiro campineiro espalmou e evitou o tento tricolor. Superior, os donos da casa continuaram pressionando e buscando o primeiro gol. Aos 10, Ganso também arriscou de longe, mas viu Roberto fazer boa intervenção. Pouco depois, aos 14, foi o zagueiro Antonio Carlos que parou no camisa 1 campineiro. O xerifão testou com estilo, após cobrança de escanteio, e por pouco não abriu o marcador na capital paulista.

Empurrado pela torcida, que mais uma vez compareceu em bom número e mostrou o seu amor pelo clube, o São Paulo não deixava o rival respirar e seguia finalizando com perigo. Luis Fabiano, de primeira, também esteve perto de inaugurar o marcador, mas mais uma vez viu uma tentativa são-paulina parar nas mãos do goleiro pontepretano. Além do atacante, Welliton e Denilson passaram perto de tirar o grito de gol dos torcedores, porém, as redes não balançaram e os times foram para o intervalo no 0 a 0.

E se na primeira etapa o Tricolor não conseguiu largar na frente, no segundo tempo o Fabuloso tratou de resolver. Logo aos dois minutos, o camisa 9 recebeu belo passe de Paulo Henrique Ganso e, de primeira, bateu de perna esquerda para marcar o gol são-paulino. Festa nas arquibancadas e novo ânimo aos atletas do São Paulo, que lutaram para estufar as redes.

Em vantagem no marcador, os comandados de Muricy trataram de tocar mais a bola e conter as investidas dos visitantes, que saíram do campo de defesa e partiram em busca do gol de empate. Negueba entrou no lugar de Welliton e tentou dar mais velocidade ao ataque. Depois, aos 27 minutos, Jadson herdou a vaga de Mateus Caramelo e cadenciou a partida.

Luis Fabiano, aos 28, ainda teve mais uma oportunidade para ampliar a vantagem são-paulina, mas Roberto mostrou que estava em noite inspirada e impediu o segundo tento tricolor. Já no campo defensivo, Rogério foi bem quando exigido e neutralizou o ataque da Ponte Preta. Denilson ainda acabou expulso nos últimos minutos, mas na raça o São Paulo segurou o resultado e pôde festejar o triunfo com a torcida. Assim, as redes não balançaram novamente e o São Paulo conquistou a primeira vitória no retorno de Muricy: 1 a 0.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X PONTE PRETA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 12 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Herman Brumel (SP) e Daniel Marques (SP)
Cartões amarelos: Denilson (São Paulo); Baraka (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Denilson (São Paulo)

Gol:  SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos dois minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio e Antônio Carlos; Caramelo (Jadson), Denilson, Maico, Ganso (Lucas Evangelista) e Reinaldo; Welliton (Negueba) e Luis Fabiano Técnico: Muricy Ramalho

PONTE PRETA: Roberto; Artur, Betão, Ferron e Uendel; Baraka, Magal (Rildo), Fellipe Bastos e Adrianinho (Brian Sarmiento); Chiquinho (Adaílton) e William Técnico: Jorginho

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

VÍDEO: Bastidores: São Paulo x Ponte Preta #AquiÉTrabalhoMeuFilho #3Cores1SóTorcida

Craques da Arquibancada: São Paulo x Ponte Preta

Welliton aprova parceria com Luis Fabiano

Volante deve ter ainda mais espaço com Muricy

Eu no Morumbi: São Paulo x Ponte Preta

Titular pela primeira vez, Caramelo revela: “Realizei um sonho”

Bastidores de São Paulo x Ponte Preta

Muricy iguala marca de Telê

Rogério: “Essa vitória foi fundamental”

Suspenso, Denilson não encara o Vasco

Luis Fabiano vibra com apoio da torcida tricolor

***(*) ******(*)

9 Respostas to “São Paulo FC 1×0 Ponte Preta”

  1. Edu Tricolor Says:

    Toloi, Fabricio, Osvaldo, saiu todo mundo
    Chinelinho é o cassete.
    Vai tricolor !

  2. Barman Says:

    O Muricy armou o time com 3 volantes pro Ganso jogar e ele correspondeu.

  3. Alemão Says:

    O negócio agora é não perder, a defesa é a prioridade, se der a gente vence.
    O São Paulo não vai cair.

    • Guedes Says:

      Ninguém caiu com mais de 42 pontos.
      19 rodadas, se empatar todas 19 pontos, se ganhar algumas, mais de 19.
      Também acho que não cai

  4. luchetta Says:

    Muito bom, Lina. Mudando de assunto: entro sempre no blog do motoqueiro e no uol e nunca mais vi nada a respeito do Marin e a acusação de assassinato do jornalista Wladimir Herzog. Posso estar enganado, mas os paladinos e donos da moral e bons costumes deixaram o filho do Herzog sozinho na parada. Acho que eles viram que a postura do Marin é bem diferente da deles: beneficiar o time deles (o do governo) e prejudicar os outros. Muito pelo contrário: o time do governo continua sendo beneficiado (um pouco menos, talvez?) e o nosso continua na mesma desconsideração de sempre. Como sempre, um bando de oportunistas. Abraço,

    Lina: O paladino mor trabalha na CBN, que é da tv lixo, tv lixo esta que apoiou o golpe de 64 e dedurou um monte de gente nas páginas do seu jornal, depois posto o link tô na rua agora. Eu não vi ninguém se levantar contra isso com abaixo assinado. Deve ser porque a indignação é seletiva. Mas esperar o quê de quem era filiado ao PCB e depois virou executivo da Playboy ? Quanto ao Marin, é bem isso mesmo que vc disse. Em todo caso, nós nunca precisamos de ajuda, nem de governo e nem de cbf. Luchetta, editorial do jornal em apoio a ditadura: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/09/globo-errou-pede-desculpas-apoio-ditadura.html e a deduragem do jornal aqui http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/09/22/globo-foi-o-maior-dedo-duro-de-1964/ . Leia, não se preocupe se o blog que publicou é de esquerda ou direita, isso já não existe mais no Brasil. Hoje temos os decentes e os ladrões. Abrasss

    • luchetta Says:

      Só para complementar, porque pode ter ficado a impressão que elogiei o Marin. Muito pelo contrário, sou até bem radical em relação a ele: por mim, poderia ser considerado ‘persona non grata’ no Morumbi.
      Agora, por mais defeitos que tenha, ainda assim, “essa gente” consegue ser mais podre que ele.

    • Henrique Soberano Says:

      Lina, você não responde mais os comentários aqui né ?
      Quase não vejo suas respostas.

      Lina: Ah, para com isso ! Eu respondo sempre que me chamam. Isso ai é coisa de curicano. Tá parecendo traveco porra ! kkkkkkkkkk.

  5. Guedes Says:

    O bom do Muricy é que não tem filosofia nas coletivas, é patada.
    rsrsrsrs

  6. Henrique Soberano Says:

    Por que o Juvenal não trouxe o Muricy durante a copa das confederações ?
    Se ele tivesse feito o certo, desde o momento certo, estariamos fora do Z4 faz tempo.
    Velho burro, teimoso, chato.
    Fora Juvenal !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: