São Paulo 1×2 Bahia

O São Paulo acabou derrotado pelo Bahia, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (10), no Morumbi e se manteve na zona intermediária da tabela no Campeonato Brasileiro. Com gols de Talisca e Fahel, ambos no segundo, Aloísio descontou, os baianos venceram na capital paulista. Após sete jogos na competição nacional, o Tricolor segue com oito pontos (duas vitórias, dois empates e três derrotas).

No confronto, válido pela 11ª rodada do Brasileirão – antecipada para o clube paulista disputar a Copa Audi, na Alemanha, a Copa Suruga, no Japão, e a Eusébio Cup, em Portugal – o coordenador técnico Milton Cruz escalou um time cheio de novidades.

Sem poder contar com os volantes Wellington e Denilson (suspensos pelo terceiro cartão amarelo), os zagueiros Rafael Toloi (lesão no tornozelo direto) e Paulo Miranda (fratura na mão), o lateral-direito Douglas (dores no joelho direito) e o lateral-esquerdo Carleto (ruptura nos ligamentos do joelho direito), o interino montou o time no esquema tático 4-3-3.

Assim, com o atacante Aloísio na vaga do meia Paulo Henrique Ganso e promovendo a estreia do argentino Clemente Rodríguez (ex-Boca Juniors), o Tricolor iniciou a partida com Rogério Ceni; Lucas Farias, Lúcio, Rhodolfo e Clemente Rodríguez; Rodrigo Caio, Maicon e Jadson; Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

ALOÍSIO ABRE O PLACAR

Com a bola rolando, os visitantes criaram as jogadas mais perigosas logo nos primeiros minutos. Porém, o São Paulo tratou de balançar as redes. Aos 14 minutos, Jadson lançou Luis Fabiano na entrada da grande área. O camisa 9 tentou dominar, mas a bola sobrou para Aloísio que se livrou da marcação e, de perna esquerda, abriu o placar na capital paulista. Foi o milésimo gol do Tricolor, no Morumbi, em disputas do Campeonato Brasileiro.

Após o gol, a equipe ganhou mais confiança e seguiu pressionando o Bahia. Aos 18, Luis Fabiano recebeu pela direita e bateu com perigo. Pouco depois, aos 24 minutos, Aloísio tabelou com Maicon, mas parou no sistema defensivo baiano.

Os visitantes até arriscaram algumas investidas contra o São Paulo, porém, pararam nas mãos do goleiro Rogerio Ceni, que praticou boas defesas. Assim, as equipes foram para o intervalo sem que as redes balançassem novamente no Morumbi.

VIRADA

Na segunda etapa, Milton Cruz voltou com a mesma formação. No entanto, sentindo que o Tricolor não conseguia organizar as jogadas com efetividade, o interino promoveu a entrada do meia Roni na vaga de Osvaldo, aos 9 minutos. A mudança do coordenador técnico logo mostrou resultado e o São Paulo ficou mais tempo no campo de ataque.

Quando o São Paulo buscava o segundo gol, principalmente com Roni bem aberto pela esquerda, os visitantes igualaram o marcador. Aos 18 minutos, Talisca aproveitou cruzamento e deixou tudo igual no Morumbi. Dois minutos depois, o árbitro Alício Pena Júnior deu o segundo cartão amarelo para Luis Fabiano e expulsou o centroavante são-paulino.

Com apenas 10 homens em campo, o anfitrião tratou de tocar a bola e procurar os espaços no campo de defesa do Bahia. De olho nos contra-ataques, Milton Cruz trocou Aloísio por Ademilson e buscou dar mais velocidade ao time. Além de tentar chegar no contragolpe, o São Paulo buscou o gol nas bolas paradas (cobranças de faltas e escanteios), mas não conseguiu bater o goleiro Marcelo Lomba novamente. Clemente Rodríguez também recebeu o segundo cartão amarelo, aos 41, e também acabou expulso. E quando o resultado parecia definido, o Bahia conseguiu a virada aos 42 minutos, com Fahel.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 BAHIA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 10 de julho de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Público: 4.579 torcedores
Renda: R$ 116.450,00
Cartões amarelos: Aloísio, Clemente Rodríguez e Luis Fabiano (São Paulo); Diones, Omar e Titi (Bahia)
Cartões vermelhos: Luis Fabiano e Clemente Rodríguez (São Paulo)

Gols: SÃO PAULO: Aloísio, aos 14 minutos do primeiro tempo – BAHIA: Anderson Talisca, aos 18, e Fahel, aos 42 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Lucas Farias (Silvinho), Lúcio, Rhodolfo e Clemente Rodríguez; Rodrigo Caio, Maicon e Jadson; Aloísio (Ademílson), Osvaldo (Roni) e Luis Fabiano Técnico: Milton Cruz (interino)

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Titi (Feijão), Lucas Fonseca e Raul; Fahel, Rafael Miranda (Ítalo Melo), Diones e Anderson Talisca (Fabrício Lusa); Marquinhos e Fernandão Técnico: Cristóvão Borges

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Suspensos, Clemente Rodríguez e Luis Fabiano não encaram o Vitória

Milton Cruz: “Temos atletas experientes e daremos a volta por cima”

Jogadores apostam na reação da equipe

***(*) ******(*)

Anúncios

6 Respostas to “São Paulo 1×2 Bahia”

  1. Guedes Says:

    O problema nem era o treinador, o elenco tá cheio de chinelinho.
    Ninguém quer saber de porra nenhuma ai.
    Vai ser preciso outro faxinão.

  2. Edu Tricolor Says:

    4 derrotas seguidas no Morumbi.
    Fato inédito.
    Parabéns a esta diretoria por mais este recorde alcançado.
    Muito obrigado.

  3. Brendan S. Larson Says:

    Os mineiros até conseguiram conter o ímpeto por alguns minutos tocando a bola com calma. Chegaram a levar perigo em cabeçada de Gabriel rente à trave, aos 13 minutos. Mas o único que conseguia segurar o Tricolor era Neneca, que aos três, aos sete e aos 24 fez grandes defesas em um arremate de Luis Fabiano e dois de Lucas.

  4. Marco Lane Says:

    Os mineiros até conseguiram conter o ímpeto por alguns minutos tocando a bola com calma. Chegaram a levar perigo em cabeçada de Gabriel rente à trave, aos 13 minutos. Mas o único que conseguia segurar o Tricolor era Neneca, que aos três, aos sete e aos 24 fez grandes defesas em um arremate de Luis Fabiano e dois de Lucas.

  5. Gordon Long Says:

    O primeiro tempo começou com o Bahia melhor, e Anderson Talisca assustou Rogério Ceni aos 4 minutos, com chute de fora da área. Aos 13, Talisca chutou mais uma, mas o camisa 1 são-paulino defendeu. Mas quem abriu o marcador foi Aloísio, no minuto seguinte: o atacante recebeu meio sem querer de Luis Fabiano em velocidade, tirou do marcador e chutou de esquerda: 1 a 0. Aos 34, Marquinhos Gabriel fez Rogério trabalhar mais uma vez, depois de bola mal afastada por Rodrigo Caio.

  6. A Torcida Também Tem Que Fazer a Sua Parte | Blog do Lina Says:

    […] pagantes, renda R$ 215000,00 0×2 Santos – 07-06 – 11.819 pagantes, renda R$ 345000,00 1×2 Bahia – 10-07 – 4.579 pagantes, renda R$ 117000,00 0×3 Cruzeiro – 20-07 – 11.678 pagantes, renda R$ 325000,00 0×1 Internacional – […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: