São Paulo 0x2 Museu

Com gols do atacante Giva e do meio-campista Cícero, o São Paulo acabou derrotado pelo Santos, por 2 a 0, na tarde deste domingo (7), e se manteve na zona intermediária da tabela no Campeonato Brasileiro 2013. No retorno da competição nacional, após a disputa da Copa das Confederações, o Tricolor segue com oito pontos em seis rodadas (duas vitórias, dois empates e duas derrotas).

Mais uma vez nas mãos do coordenador técnico Milton Cruz, que não pôde contar com Douglas, Rafael Toloi, Paulo Miranda e Carleto lesionados, o Tricolor foi escalado com Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Lúcio, Rhodolfo e Juan; Wellington, Denilson, Paulo Henrique Ganso e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano.

No esquema tático do interino, o meia Paulo Henrique Ganso atuou mais aberto pela esquerda, próximo do atacante Luis Fabiano, e Osvaldo abriu pela direita. Dessa forma, o volante Rodrigo Caio, deslocado para a lateral direita, ficou mais recuado e deu liberdade ao lateral-esquerdo Juan.

PRESSÃO TRICOLOR

Com a bola rolando no primeiro tempo, as principais e melhores oportunidades foram do time são-paulino. Pelo alto, após cobrança de escanteio aos 8 minutos, Rodrigo Caio testou firme, mas parou na boa defesa do goleiro Aranha. Nos contra-ataques, o Santos tentava levar perigo, mas não conseguia passar pelos defensores do São Paulo.

Pela esquerda, principalmente aproveitando a troca de passes entre Paulo Henrique Ganso e Juan, o Tricolor arriscava as melhores investidas. Três vezes, após envolventes triangulações, o atacante Luis Fabiano foi travado pela defesa rival e, por pouco, não abriu o placar ainda na primeira etapa. O Fabuloso ainda teve outra boa chance, mas o chute forte parou na bela defesa do arqueiro rival, aos 37 minutos.

O zagueiro Lúcio até balançou as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento do camisa 3. Aos 46 minutos, o goleiro Rogério Ceni cobrou falta e achou o defensor livre na grande área. O jogador bateu de primeira, por baixo de Aranha, mas teve o seu gol anulado. Assim, as equipes foram para o intervalo sem que o zero saísse do marcador nos primeiros 45 minutos.

RIVAL SURPREENDE

Assim como fez na primeira etapa, os comandados de Milton Cruz continuaram pressionando, mas foram surpreendidos pelos visitantes. Aos 8 minutos, após linda jogada de Lúcio, o meia Jadson por pouco não abriu contagem no Morumbi. Porém, quando o São Paulo encurralava o rival, o Santos marcou o gol com Giva aos 12 minutos.

Atrás no placar, o técnico interino promoveu duas alterações e tratou de dar novo ânimo ao time. Saíram Ganso e Denilson para as entradas de Aloísio e Maicon, respectivamente. Como Milton Cruz gostaria, o meio-campista deu mais dinâmica, o atacante brigou com os marcadores e a equipe manteve a pressão. No entanto, diante de um visitante recuado, o São Paulo não conseguiu chegar ao gol do goleiro Aranha e, no contragolpe, acabou surpreendido novamente. Aos 37 minutos, Cícero testou e deu números finais na capital paulista.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 2 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 7 de julho de 2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior e Celso Barbosa de Oliveira (ambos de SP)
Cartões amarelos: Denilson (São Paulo). Arouca (Santos)
Público: 11.819 pagantes
Renda: R$ 345.930,00
GOLS: SANTOS: Giva, aos 12 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Lúcio, Rhodolfo e Juan (Ademilson); Wellington, Denilson (Maicon), Jadson e Ganso (Aloísio); Osvaldo e Luis Fabiano Técnico: Milton Cruz (interino)

SANTOS: Aranha; Rafael Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo (Emerson); Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neílton (Pedro Castro) e Willian José (Giva) Técnico: Claudinei Oliveira (interino)

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Suspensos, Wellington e Denilson não encaram o Bahia

Luis Fabiano: ”Hora de recomeçar”

Milton Cruz elogia primeiro tempo, mas lamenta revés

***(*) ******(*)

Anúncios

4 Respostas to “São Paulo 0x2 Museu”

  1. kleber Says:

    Ultimamente eu tô muito saudosista quando vejo essas duas conquistas me emociono não tem jeito!

    • kleber Says:

      Essa essa festa que a torcida, que o time fez nesse titulo da Libertadores foi unica, nunca mais isso vai acontecer nem com o nosso tricolor nem com time nenhum no mundo, maravilhoso!

      Lina: Nós vamos voltar a festejar. Por enquanto temos é que entender como chegamos aqui. Quando entendermos e aprendermos, vamos dar a volta.

  2. Stefan Thornton Says:

    Pelo alto, Luis Fabiano, aos 20 minutos, testou com perigo e a bola passou perto. Cinco minutos depois foi a vez de Douglas pegar firme, pela direita, e obrigar o arqueiro goiano espalmar para escanteio. Mesmo pressionando e sem deixar o Goiás sair do campo de defesa, o Tricolor foi para o intervalo em desvantagem no placar.

  3. A Torcida Também Tem Que Fazer a Sua Parte | Blog do Lina Says:

    […] pagantes, renda R$ 205000,00 0×1 Goiás – 05-06 – 8.892 pagantes, renda R$ 215000,00 0×2 Santos – 07-06 – 11.819 pagantes, renda R$ 345000,00 1×2 Bahia – 10-07 – 4.579 pagantes, renda R$ 117000,00 0×3 Cruzeiro – 20-07 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: