Archive for junho \30\UTC 2013

Flamengo 1×0 São Paulo

30/06/2013

Como parte dos 125 anos da cidade de Uberlândia e preparativos para a sequência da temporada 2013, o São Paulo enfrentou o Flamengo, neste sábado (29), no Parque do Sabiá, e acabou derrotado por 1 a 0 (gol de Marcelo Moreno). Mais do que o resultado, a partida serviu para o técnico Ney Franco dar mais ritmo de jogo ao time que, na próxima quarta-feira (3), enfrentará o Corinthians pela Recopa, no Morumbi.

Após dez dias de férias e cinco de trabalhos no CFA, em Cotia, o Tricolor entrou em campo pela primeira vez depois da pausa no Campeonato Brasileiro e pôde rodar mais o time, que terá vários desafios no segundo semestre como a Audi Cup, Suruga, Eusébio Cup e Copa Sul-Americana. E o duelo também marcou a estreia de Mano Menezes no comando do Flamengo, após dirigir a Seleção Brasileiro nas últimas temporadas.

Sem poder contar com alguns titulares, como Luis Fabiano, Denilson, Lúcio, Jadson e Paulo Miranda, o treinador são-paulino escalou a equipe com Rogério Ceni; Douglas, Rhodolfo, Rafael Toloi e Juan; Rodrigo Caio, Maicon e Paulo Henrique Ganso; Lucas Evangelista, Aloísio e Osvaldo.

O Fabuloso recebeu uma pancada no treino da última quinta-feira (27), no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, tanto que não treinou na sexta (28) e ficou em tratamento no REFFIS. Lúcio, gripado, também não viajou, assim como Wellington (dores no tornozelo após sofrer um trauma na região) e Denilson (dores no joelho).

Vale lembrar que além dos quatro, o zagueiro Paulo Miranda sofreu uma fratura na mão, o lateral-esquerdo Carleto passou por cirurgia após ruptura dos ligamentos do joelho e o meio-campista Jadson segue com a Seleção Brasileira, na disputa da Copa das Confederações. Dessa forma, o trio também ficou de fora do duelo contra os cariocas.

TUDO IGUAL

Com a bola rolando, na primeira etapa, a partida foi marcada pelo perde e ganha no meio de campo. Mais na base da raça do que na técnica São Paulo e Flamengo até buscaram o gol, mas esbarraram no excesso de passes errados. Assim, os goleiros Rogério Ceni e Felipe pouco trabalharam. O camisa 01 tricolor foi exigido apenas duas vezes e, em ambos os casos, soube parar o ataque rival.

Pelo alto, após cobrança de falta aos 29 minutos, o volante Rodrigo Caio teve a melhor oportunidade da equipe paulista. Após cobrança de falta, o meio-campista subiu bem de cabeça, mas a bola passou por cima. Dessa forma, as redes não balançaram na primeira etapa.

NEY TESTA A EQUIPE

No segundo tempo, atrás de mais ritmo de jogo para o elenco do São Paulo, o técnico Ney Franco trocou quase toda a equipe após o intervalo. O time foi formado por Denis; Mateus Caramelo, Rhodolfo, Edson Silva e Reinaldo; Allan, João Schmidt, Maicon e Roni; Silvinho e Ademilson.

Porém, apesar das alterações, o Tricolor não conseguiu reagir e acabou surpreendido pelos cariocas que mantiveram a mesma equipe dos primeiros 45 minutos. Aos 9 minutos, o lateral-direito Léo Moura cobrou pênalti, mas parou nas mãos do goleiro Denis que fez grande defesa. No entanto, três minutos depois, o arqueiro são-paulino nada pôde fazer para impedir o gol do rubro-negro. O atacante Marcelo Moreno recebeu na grande área e só teve o trabalho de tocar na saída de Denis.

Após o tento, os cariocas ainda arriscaram mais algumas jogadas ofensivas, mas o goleiro do São Paulo fez boas intervenções e parou o adversário. Na frente, Ademilson até arriscou algumas tabelas com Silvinho e Roni, porém, o ataque tricolor não conseguiu passar pelos marcadores e o duelo terminou com o triunfo do Flamengo.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X SÃO PAULO

Local: Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)
Data: 29 de junho de 2013 (sábado)
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG)

Gol: FLAMENGO: Marcelo Moreno, aos 12 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Wallace, Marcos González e João Paulo; Víctor Cáceres (Diego Silva), Elias e Gabriel (Nixon); Carlos Eduardo (Val), Marcelo Moreno (Hernane) e Paulinho (Rafinha) Técnico: Mano Menezes

SÃO PAULO: Rogério Ceni (Denis); Douglas (Caramelo), Rafael Toloi (Edson Silva), Rhodolfo (Diego) e Juan (Reinaldo); Rodrigo Caio (Allan), Maicon (Regis) e Paulo Henrique Ganso (João Schmidt); Lucas Evangelista (Roni), Osvaldo (Silvinho) e Aloísio (Ademilson) Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Rivalidade somente dentro de campo

Ney Franco garante retorno de quarteto contra o Corinthians

Jogadores já miram duelo da Recopa

***(*) ******(*)

Uma História Pra Se Orgulhar…

27/06/2013

É realmente uma história muito bonita.

Se eu fosse corintiano eu me orgulharia muito de tamanho “esforço”, “transparência” e “honestidade”.

Veja a transcrição das palavras de um promotor de justiça que questiona legalmente a construção do privadão de itaquera, a reportagem abaixo foi exibida ontem na TV Record:

“Está se construindo um estádio num terreno que não é dele, com dinheiro público, com concessão de isenção fiscal, e, mais ainda, com pedido de financiamento para o Governo Federal, e com isenção de todo o material de construção que é concedido.”

“Em nenhum momento foi pedido, ou eu pedi (na Ação Judicial), que se paralise a obra ou a construção do estádio, a nosso ver, não é um problema do poder público, é um problema de quem o constrói. A concessão de incentivos fiscais é que é um problema do poder público. E ele não pode conceder, a nosso ver, isso, sob pena de prática de improbidade”.

“Vão sangrar dos cofres públicos municipais cerca de R$ 500 milhões.”

Relacionados

Há tempo de lutar contra absurdos da Copa, como a isenção fiscal ao Itaquerão, diz Mauro César Pereira

***(*) ******(*)

Ficou Doente ? Vai no Itaquerão.

21/06/2013

corintianos itaquerao padrao fifa dinheiro publico

https://www.facebook.com/events/269729563161419/

***(*) ******(*)

Nós Temos que Tomar o Poder de Volta

18/06/2013

***(*) ******(*)

#OpBoicoteaCopa

13/06/2013

***(*) ******(*)

Grêmio 1×1 São Paulo

13/06/2013

O Tricolor pontuou novamente no Campeonato Brasileiro 2013. Na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, o São Paulo segurou e arrancou um empate com o Grêmio, por 1 a 1. Com gol do atacante Luis Fabiano, o São Paulo assumiu a sexta colocação da competição nacional antes da parada para a disputa da Copa das Confederações. Após cinco rodadas, os comandados do técnico Ney Franco somam agora oito pontos (duas vitórias, dois empates e uma derrota). Kleber, de cabeça, anotou o tento dos anfitriões.

Sem poder contar com o volante Denilson, que sentiu um incômodo no joelho direito no último treino da equipe, o técnico Ney Franco escalou Wellington para compor o setor de marcação no meio de campo. Já no setor de armação, sem Jadson que está na Seleção Brasileira, Paulo Henrique Ganso foi o grande responsável por articular as jogadas são-paulinas. Centralizado, o meia também ajudou na marcação e abasteceu o trio de frente formado por Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

Assim, o São Paulo iniciou o jogo com Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Paulo Miranda e Juan; Wellington, Rodrigo Caio e Ganso; Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

ARTILHEIRO FABULOSO

Mesmo atuando longe do Morumbi, o Tricolor não se intimidou e pressionou o adversário atrás da vitória. Dos pés de Luis Fabiano, após bela assistência de Ganso, a equipe só não abriu o placar logo aos 13 minutos porque o goleiro Dida fez grande defesa. O camisa 9 deixou dois marcadores para trás, com habilidade, e bateu cruzado. O arqueiro gremista espalmou e, no rebote, Osvaldo chegou atrasado.

Com mais volume de jogo, o São Paulo abriu o placar na capital gaúcha. Aos 41 minutos, Douglas fez linda jogada pelo meio, se livrou dos defensores e tocou para o Fabuloso. O centroavante escapou da marcação e tocou no canto. A bola ainda bateu na trave antes de balançar as redes e colocar a equipe são-paulina em vantagem antes do intervalo.

PRESSÃO RIVAL

Na volta para a segunda etapa, o panorama do jogo mudou e os anfitriões pressionaram mais. Empurrados por sua torcida, o Grêmio criou as melhores jogadas, mas parou nas mãos do goleiro Rogério Ceni, que fez boas intervenções. Antes que o cronômetro pudesse marcar dez minutos, o camisa 01 praticou três defesas difíceis e parou as investidas gremistas.

Além da competência do capitão tricolor, a trave também ajudou o São Paulo após chute forte de Elano, aos 21 minutos. Nos contra-ataques, o Tricolor tentava sair do campo de defesa, mas parava na marcação adversária. No entanto, apesar de lutar contra a pressão do Grêmio, a equipe sofreu o gol de empate. Aos 41 minutos, o atacante Kleber aproveitou cobrança de escanteio, deixou tudo igual no Rio Grande do Sul e fechou o marcador na Arena.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 x 1 SÃO PAULO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de junho de 2013, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)
Público: 18.422 (15.926 pagantes)
Renda: R$ 580.550,00
Cartões amarelos: Pará, Adriano, Zé Roberto e Guilherme Biteco (Grêmio); Wellington, Aloísio, Lúcio, Juan e Luís Fabiano (São Paulo)
Gols:
  GRÊMIO: Kleber, aos 41 minutos do segundo tempo – SÃO PAULO: Luís Fabiano, aos 41 minutos do primeiro tempo

GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Bressan e Alex Telles (Ramiro); Adriano (Elano), Souza e Zé Roberto; Welliton (Guilherme Biteco), Barcos e Kleber. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Paulo Miranda e Juan; Rodrigo Caio, Denilson e Ganso; Aloísio (Maicon), Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Técnico valoriza postura da equipe no primeiro tempo

Luis Fabiano iguala marca de Luizinho

***(*) ******(*)

São Paulo 0x1 Goiás

06/06/2013

O São Paulo acabou derrotado pelo Goiás, por 1 a 0, no Morumbi, e não conseguiu dar sequência ao bom início de Campeonato Brasileiro 2013. Embalado por duas vitórias e um empate nos primeiros três jogos da competição nacional, o Tricolor pressionou durante toda a partida, mas não conseguiu passar pela defesa goiana, que anotou o gol da vitória com Rodrigo, campeão brasileiro em 2008 com a equipe são-paulina.

Com o revés no duelo válido pela quarta rodada, os comandados do técnico Ney Franco continuaram com sete pontos e se mantiveram no G-4. Na próxima rodada, o São Paulo visitará o Grêmio, no dia 12, em Porto Alegre, na sequência do Brasileirão.

Com o retorno de Paulo Henrique Ganso e Luis Fabiano, ambos recuperados de lesão, mas sem poder contar com Denilson (suspenso), Carleto e Rafael Toloi (lesionados), o técnico Ney Franco escalou o Tricolor com Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Lúcio e Juan; Wellington, Rodrigo Caio, Maicon e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.

GOIÁS SURPREENDE

Logo no início da partida, a equipe são-paulina foi surpreendida pelos visitantes. Com apenas um minuto de jogo, o zagueiro Rodrigo, campeão brasileiro em 2008, aproveitou cobrança de falta e testou para abrir o placar no Morumbi. No entanto, apesar de colocar a sua equipe em vantagem, o defensor não comemorou o gol. “Devo toda a minha carreira ao São Paulo e tenho muito respeito pelo Rogério Ceni”, afirmou.

Após sofrer o revés, o São Paulo tratou de buscar o gol de empate e partiu para cima do adversário. Dessa forma, foram inúmeras as oportunidades de gol no primeiro tempo. Luis Fabiano, Rogério Ceni (em cobrança de falta), Douglas e Osvaldo até tentaram, mas pararam nas mãos do goleiro Renan, do Esmeraldino.

Aos 9 minutos, o camisa 9 são-paulino até balançou as redes, mas o árbitro assinalou impedimento na jogada e invalidou o tento do Fabuloso. Com Ganso e Maicon centralizados, Luis Fabiano era acionado com frequência no ataque, porém, não conseguia passar pelo sistema defensivo rival.

Pelo alto, Luis Fabiano, aos 20 minutos, testou com perigo e a bola passou perto. Cinco minutos depois foi a vez de Douglas pegar firme, pela direita, e obrigar o arqueiro goiano espalmar para escanteio. Mesmo pressionando e sem deixar o Goiás sair do campo de defesa, o Tricolor foi para o intervalo em desvantagem no placar.

VISITANTES SE FECHAM NA DEFESA

Na volta para a segunda etapa, Ney Franco tentou dar mais mobilidade ao time e promoveu a entrada do atacante Aloísio no lugar de Douglas. Assim, Rodrigo Caio foi deslocado para a lateral direita e o Tricolor manteve a pressão sobre o adversário. Juan, dentro da área, teve a melhor chance do jogo, mas assim como os seus companheiros, parou nas mãos de Renan.

Trocando passes no meio de campo, a equipe são-paulina buscava o gol, mas o sistema defensivo do Goiás armou uma verdadeira barreira e, dessa forma, dificultou a vida dos atacantes tricolores. O goleiro Rogério Ceni teve outra boa chance, em cobrança de falta, mas a bola ficou na barreira.

Apesar de insistir e não dar espaço aos goianos, as redes não balançaram novamente no Morumbi e os visitantes conseguiram segurar o resultado. Na próxima rodada, de olho na manutenção das primeiras colocações do Campeonato Brasileiro 2013, o São Paulo visitará o Grêmio, no dia 12, em Porto Alegre, na sequência do Brasileirão.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 GOIÁS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 5 de junho de 2013 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Carlos Titara da Rocha (AL) e Rondinelle Tavares (AL)
Cartões amarelos: Renan, Hugo, Vitor e Valmir Lucas (Goiás); Caramelo, Luis Fabiano e Ganso (São Paulo)
Público: 8.892 pagantes
Renda:R$ 214.170,00

Gol: GOIÁS: Rodrigo, a um minuto do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Paulo Miranda e Juan (Silvinho); Wellington, Rodrigo Caio (Aloísio), Maicon (Caramelo) e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano Técnico: Ney Franco

GOIÁS: Renan; Vitor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Valmir Lucas, Thiago Mendes, Ramon e Hugo (Juliano); Araújo (Felipe Amorim) e Walter (Neto Baiano) Técnico: Enderson Moreira

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Bastidores de São Paulo x Goiás

“Criamos oportunidades reais de gol, mas a bola não entrou”

Atacantes lamentam oportunidades desperdiçadas

***(*) ******(*)

Musa do Timão – Parada Gay 2013

02/06/2013

Musa do Timao Parada Gay 2013

Corinthians ‘dominou’ a 16ª edição da Parada Gay

Torcedores do Corinthians são maioria na Parada Gay de SP, diz Datafolha

***(*) ******(*)

Atlético-MG 0x0 São Paulo

02/06/2013

Não foi fácil, mas o Tricolor manteve a liderança do Campeonato Brasileiro 2013. Na noite deste domingo (2), na Arena Independência, os comandados do técnico Ney Franco arrancaram o empate sem gols contra o Atlético-MG, com apenas dez jogadores durante boa parte do jogo, e seguem na primeira colocação. Agora, após três rodadas, a equipe são-paulina soma sete pontos.

Sem poder contar com o atacante Luis Fabiano (edema no músculo adutor da coxa esquerda) Jadson (Seleção Brasileira) e Paulo Henrique Ganso (contratura na coxa esquerda), o treinador escalou o time com Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Lúcio e Carleto; Rodrigo Caio, Denilson e Maicon; Lucas Evangelista, Aloísio e Osvaldo.

No entanto, com apenas 10 minutos do primeiro tempo, Ney Franco teve que mexer no time pela primeira vez. Após uma trombada com Jô, logo aos seis minutos, o lateral-esquerdo Carleto sentiu dores no joelho direito, tentou continuar no jogo, mas não suportou as dores e deu lugar ao experiente Juan.

TRICOLOR TEM A MELHOR CHANCE

Com a bola rolando, diante de um adversário que somava 27 vitórias e oito empates (94% de aproveitamento) na Arena, o Tricolor criou as melhores chances de gol da partida, mas esbarrou na falta de sorte.

Nos primeiros minutos, o São Paulo pressionou, mas não conseguiu finalizar com perigo. Dessa forma, sem dar espaço para os mineiros, as oportunidades demoraram, mas apareceram. Aos 22 minutos, Juan cruzou rasteiro da esquerda. O zagueiro Gilberto Silva cortou a bola e, por pouco, não anotou gol contra.

Já aos 34 minutos, as redes só não balançaram na capital mineira após boa intervenção de Marcos Rocha. Aproveitando cobrança de escanteio, o zagueiro Lúcio testou firme e só não marcou o gol, porque o lateral atleticano salvou em cima da linha. Assim, as equipes foram para os vestiários sem balançarem as redes.

SÃO PAULO SEGURA O EMPATE

Na volta para o segundo tempo, o Tricolor continuou buscando o gol, mas parou na defesa adversária. Aos 12 minutos, Aloísio deixou o marcador para trás e cruzou para Osvaldo. O camisa 17 pegou de primeira e viu a bola passar por cima do gol.

No entanto, aos 16 minutos, quando a equipe pressionava o Atlético-MG, o volante Denilson acabou expulso pelo árbitro Sandro Meira Ricci e, assim, o São Paulo tratou de segurar o resultado longe do Morumbi. Bem postado na defesa, o Tricolor soube neutralizar as investidas do rival, principalmente com as boas defesas de Rogério Ceni, e trouxe um ponto na bagagem.

O lateral-direito Douglas ainda bateu rasteiro, de perna esquerda, mas o goleiro Victor se esticou todo para impedir a vitória tricolor com apenas dez homens em campo. Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, dia 6, os comandados do técnico Ney Franco receberão o Goiás, no Morumbi, de olho na manutenção da liderança da competição.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 2 de junho de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Alessandro Rocha de Mattos (BA) e Altemir Hausmann (RS)
Cartões amarelos: Marcos Rocha, Leandro Donizete, Diego Tardelli, Leonardo Silva, Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG); Denilson, Maicon (São Paulo) Cartão vermelho: Denilson (São Paulo)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Josué), Gilberto Silva, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre (Rosinei), Leandro Donizete, Tardelli e Guilherme; Luan e Jô Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Lúcio e Carleto (Juan); Rodrigo Caio, Denilson e Maicon; Lucas Evangelista (Wellington), Osvaldo e Aloísio (Rhodolfo) Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Bastidores de Atlético-MG x São Paulo

Suspenso, Denilson não encara o Goiás

Ney Franco afirma: “esse ponto pode nos ajudar muito”

Ceni valoriza ponto fora de casa

Carleto sofre entorse no joelho e será reavaliado nesta segunda-feira (3)

Tricolor leva vantagem nos duelos contra o Atlético-MG

***(*) ******(*)