Archive for fevereiro \26\UTC 2013

Jadson, Camisa 10

26/02/2013

Jogando o fino da bola e calando a boca dos paladinos…

***(*) ******(*)

Pelo Menos a Gente Se Diverte…

26/02/2013

Casa do guarani da turiassu vai cair Passaporte Presidiários

***(*) ******(*)

São Paulo 3×0 Linense

23/02/2013

O torcedor são-paulino terá uma agradável noite de sono neste sábado. Pelo menos até este domingo, o Tricolor é o novo líder do Campeonato Paulista. Com a vitória sobre o Linense por 3 a 0, no Estádio do Morumbi, o São Paulo chegou a 19 pontos e passou a Ponte Preta na tabela de classificação.

Jadson, Osvaldo e Fábio Lima (contra) marcaram os gols da equipe, que chegou a quarta vitória consecutiva na competição estadual. Liderança que chega em um bom momento para o Tricolor, que agora voltará suas atenções para a Copa Libertadores. Na quinta-feira, o time enfrentará o The Strongest.

Depois de estrear perdendo para o Atlético-MG, o Tricolor queria aproveitar a sequência no Paulista para subir na tabela e conseguiu. Foram três vitórias – São Caetano, Ituano e Linense. Se o adversário na Libertadores tem força no nome, Ney Franco vê no trio Luis Fabiano, Jadson e Osvaldo o grande poder do Tricolor na competição.

TRICOLOR SUPERIOR

O São Paulo entrou em campo com a mesma formação da última partida, com apenas Wellington no lugar de Denilson, poupado pelo técnico Ney Franco. Melhor que o Linense durante toda a primeira etapa, a equipe tricolor teve o controle do jogo e não muito incomodada pelo adversário.

No ataque, o atacante Luis Fabiano teve boas oportunidades durante a primeira etapa. No entanto, em algumas delas, a arbitragem marcou impedimento do camisa 9. A superioridade do Tricolor se transformou em gol aos 32 minutos. No lance, Douglas cruzou da direita e Jadson, bem colocado, chutou para abrir o placar no Morumbi.

VITÓRIA TRANQUILA

Na volta do intervalo, Ney Franco fez a primeira alteração. Paulo Henrique Ganso ficou no vestiário para a entrada de Aloísio. No primeiro lance de perigo do Linense na partida, Rogério Ceni fez grande defesa e evitou o empate no Morumbi. Aos dez minutos, o volante Fabrício entrou no lugar de Maicon.

Aos 17 minutos, Luis Fabiano foi de artilheiro a garçom. O camisa 9 deixou Osvaldo em ótimas condições e o atacante não decepcionou: São Paulo 2 a 0. A vantagem deu ainda mais tranquilidade ao Tricolor, que até poderia ter feito mais gols, mas Luis Fabiano, Jadson e Aloísio perderam boas oportunidades.

Muito aplaudido, Jadson deixou o campo aos 30 minutos do segundo tempo e Ney Franco deu nova oportunidade a Cañete. Se a situação já era boa, ficou ainda melhor aos 32 minutos. Osvaldo tentou o cruzamento da esquerda, mas o zagueiro Fábio Lima fez contra e aumentou a vantagem do São Paulo. Com o triunfo, o São Paulo dormirá na liderança do Paulista.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino está de folga neste domingo e só voltará a treinar na tarde da próxima segunda-feira, no CT da Barra Funda. Na quinta-feira, novamente no Estádio do Morumbi, o São Paulo enfrentará o The Strongest, pela segunda rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 LINENSE

Local:  Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 23 de fevereiro de 2013, sábado
Horário:  18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Leandro Matos Feitosa
Público: 10.470 pagantes
Renda: R$ 294.650,00
Cartões amarelos: Ganso, Rafael Toloi (São Paulo); Elias (Linense)
GOLS São Paulo: Jadson, aos 33 minutos do primeiro tempo, Osvaldo, aos 17 minutos do segundo tempo, e Fábio Lima (contra), aos 33 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Cortez; Wellington, Maicon (Fabrício), Jadson (Cañete) e Ganso (Aloísio); Osvaldo e Luis Fabiano Técnico: Ney Franco

LINENSE: Leandro Santos; Pacheco, Bruno Perone, Fábio Lima e Tarracha; Leandro Brasília, Elias, (Fernandinho) e Lenilson (Dudu); Thiaguinho e Fausto (João Sales) Técnico: Bruno Quadros

Via Gazeta Esportiva

Gols

Relacionados

Craques da Arquibancada: São Paulo x Linense

Eu no Morumbi: São Paulo x Linense

Bastidores de São Paulo 3 x 0 Linense

Ney Franco elogia equipe após 3ª vitória seguida no Paulista

Fabuloso já mira o The Strongest: “Jogo mais importante do ano”

Toloi vibra com vitória e defesa “zerada” no Morumbi

***(*) ******(*)

Kevin Douglas Beltran Espada – 1999/2013

23/02/2013

Kevin Douglas Beltran Espada - 1999 2013

Homenagem feita por torcedores do San José no Facebook, ao jovem torcedor assassinado na Bolívia.

***(*) ******(*)

Dois Toques

22/02/2013

Abaixo Assinado contra o presidente da CBF.

Os amigos devem ter tomado conhecimento da lista de assinaturas que corre na internet pedindo a saída de José Maria Marin, presidente da CBF. Não que eu seja a favor do Marin, da ditadura militar, ou do comportamento do presidente da CBF no passado. Não sou. Mas esta lista é ridícula e estéril. Explico. No tempo em que o Ricardo Teixeira era presidente, ele costumava dizer que a CBF é uma entidade de caráter privado, por quê não seria com o Marin ? É uma nova CBF ? Mudou alguma coisa ? É como eu criar uma lista de assinaturas pra destituir o presidente da Coca-Cola no Brasil. É pra rir.

O problema nem é a tal lista, mas o que tem por trás dela. Para entender como funciona o tal AVAAZ.org,  quem o representa no Brasil e sob comando de quem esta ferramente funciona, vale a pena ler este link. Mas leia mesmo, vá até o fim e veja como até seus protestos só vingam quando são interessantes para eles. O projeto de poder existente no país tem interesses inclusive na CBF, querem por gente da turma lá.

Abra teu olho antes de participar de qualquer iniciativa deste tipo.

Fatalidade o escambáu !

Eu já tinha dado a minha opinião sobre esta gente neste post no começo do ano passado. Eles tem uma lista extensa de desprezo a vida, de comportamento agressivo e o que é pior, nenhuma punição.

Como alguém pode ter a cara de pau de discorrer sobre dolo em entrevista coletiva, quando um menino inocente foi assassinado ? A camisa que o marginal responsável pelo artefato ostentava era do timinho da marginal, então como não punir o clubinho do governo ? Como eu posso falar em fatalidade quando as imagens mostram claramente um bandido apontando o sinalizador para a torcida do San José e depois despistando a polícia com ajuda de outros torcedores ? Se era inocente, por quê fugiu ?

E a família da vítima, recebeu assistência ? Porque enquanto  se mexem aqui para recorrer da descisão da Conmebol, uma família na Bolívia chora a perda do seu filho e dos seus sonhos.

60 dias sem torcida é pouco, é pizza. No mínimo estes caras devem ser banidos dos torneios da Conmebol por tempo indeterminado, por um assassinato inédito na história da Libertadores. Que seja assim antes que o torneio continental vire uma porcaria qualquer.

***(*) ******(*)

Tri-Mundial Invicto

21/02/2013

Tri-Mundial Invicto

Justiça para Kevin Douglas Beltran Espada

***(*) ******(*)

São Caetano 2×4 São Paulo

21/02/2013

Salve Soberania !

O jogo contra o São Caetano foi o jogo adiado pela  segunda-rodada do paulistinha por causa das partidas contra o Bolívar na pré-Libertadores.

Duas novidades neste jogo, uma delas foi a entrada do Ganso desde o início e a outra, a opção do Ney Franco em jogar com apenas um volante. Se dividirmos o placar da partida em dois tempos, o São Paulo empatou no primeiro por 2×2 e ganhou o segundo por 0x2.

Então o que temos aqui é o seguinte, a defesa não pode ficar tão desprotegida, o Rogério inclusive reclamou desta falta de marcação. No segundo-tempo com a volta do Wellington, o São Paulo ganhou o meio de campo e venceu a etapa final sem levar gols.

O Ney Franco vem acertando, não foi este erro tático – já que o paulistinha é treino e as mudanças foram experimentais – que vai por tudo a perder, afinal, vencemos por goleada.

PH Ganso mais uma vez decepcionou e jogou mal, em certos momentos da partida, o narrador ficou bons minutos sem mencionar seu nome. Não acho que o São Paulo vai jogar com ele e com o Jadson na Libertadores, pelo  menos enquanto ele não estiver muito bem.

O Anacleto Campanella parecia o Morumbi, a torcida Tricolor dominou o estádio. Com a pressão da torcida, o time mais leve com apenas um volante se mandou para o ataque sem medo de ser feliz.

Aos 13’, em jogada pela esquerda com Osvaldo, Luis Fabiano marca e abre o placar para o Tricolor, 0x1. O seu último gol havia sido contra o Bolívar dia 30 de janeiro.

O time mostrava força no ataque e dava impressão que seria um jogo fácil, mas aos 25′ o São Caetano empata com Danielzinho, e um minuto depois com Jobson, virando para o time do ABC paulista. 2×1.

O São Paulo parecia estar perdido, mas o São Caetano não conseguiu manter o ritmo.

Ainda no final do primeiro-tempo, Osvaldo inspirado, encontrou Maicon na entrada da grande área que chutou, a bola desviou na zaga e entrou por cobertura no gol, 2×2.

No segundo-tempo, Ney Franco trocou Maicon e Cortez por Wellington e Carletto.

Em nova jogada de Osvaldo, que se livrou de três macadores, ele cruza para a direita e Luis Fabiano enche o pé soltando um foguete, parecia ser gol mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 27”, Luis Fabiano em jogada individual domina a bola em bobeira da defesa do São Caetano, invade a área e marca o seu segundo da noite e o terceiro gol Tricolor, garantindo a nova virada. 2×3.

Ganso que ainda está sem ritmo de jogo, saiu aplaudido para a entrada do Aloísio, que marcou aos 46’ em cruzamento feilo pelo Carletto.

Final de jogo, vice líder e detalhe: com um jogo a menos do que a líder Ponte Preta.

Vamos em frente.

FICHA TÉCNICA
SÃO CAETANO 2 X 4 SÃO PAULO

Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Data: 20 de fevereiro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Edson Rodrigues dos Santos (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Welton Orlando Wohnrath e Regildenia de Holanda Moura (ambos de SP)
Cartões amarelos: Pirão, Jobson, Samuel Xavier (São Caetano). Rafael Toloi (São Paulo)
Público:   9.213 espectadores
Renda: R$ 267.615,00

GOLS: SÃO CAETANO: Danielzinho, aos 24, e Jobson, aos 26 minutos do primeiro tempo – SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 13 minutos do primeiro tempo e aos 27 minutos do segundo. Maicon, aos 45 minutos do primeiro tempo. Aloísio, aos 46 minutos do segundo tempo

SÃO CAETANO: Fábio; Samuel Xavier, Eli Sabiá, Bustamante e Pirão (Diego); Moradei (Eder), Marcone, Leandro Carvalho e Rivaldo (Eduardo); Jobson e Danielzinho Técnico: Geninho

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Cortez (Carleto); Denilson, Maicon (Wellington), Jadson e Ganso (Aloísio); Osvaldo e Luis Fabiano Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Gols

Relacionados

Bastidores de São Caetano 2 x 4 São Paulo

Após dois gols, Fabuloso diz: “Sou tranquilo naquilo que faço”

Ney Franco admite queda, mas valoriza atuação no 2° tempo

Ganso avalia atuação em vitória tricolor: “Me dou nota 7”

Fabuloso desencanta, faz 2, e Tricolor bate o São Caetano

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

18/02/2013

Fabuloso – No final do ano passado, depois da expulsão do Luis Fabiano no primeiro jogo da final contra o Tigre, o JJ disse que colocaria um psicólogo à disposição do explosivo matador. Bom, manso ele está, mas com o tal “controle” a boa pontaria se foi e com ela os gols. Será que tem alguma ligação ? Não é melhor ter um maluco goleador do que um cordeirinho infeliz e apagado ? Eu mesmo tinha reclamado do comportamento dele, mas pensando bem…

Lúcio mais Toloi ou Rhodolfo – A mudança que o Ney Franco fez para melhorar a zaga não surtiu o efeito desejado. Preocupante levar mais dois gols do poderosíssimo Ituano…

Sobre o lance do R10 em MG – A falta de fair play virou malandragem, virou esperteza. A imprensa que deveria condenar a atitude do jogador do time mineiro, por ter usado um artifício anti-esportivo, endeusa o jogador. Veja se isto não é o trágico ápice da inversão de valores. O M1TO demonstrando gentileza com seu colega de trabalho,  serviu água ao invés de ficar atento a um possível ataque adversário. O time mineiro cobrou o lateral e o Ronaldinho ao invés de se negar a continuar a jogada, não se importou com a situação e deu continuidade ao lance que culminou em gol. A regra diz que não há impedimentos em cobranças de lateral. A regra é a lei. Mas desde quando a lei serve a justiça ? Já disse um sábio pensador: Teu dever é lutar pelo direito, mas no dia em que encontrares o direito em conflito com a justiça, luta pela justiça – Eduardo Couture, jurista uruguayo. Assim, deste ponto de vista, o juiz errou, o R10 deveria ser condenado e não exaltado pela tal imprensa esportiva…

Do jornalismo mentiroso – Falando em imprensa esportiva, impressiona a quantidade de crises e situações que jornalistas de caráter duvidoso, descompromissados com a verdade tentam plantar no Morumbi. Em 2012, o veneno foi jogado entre M1TO e Ney Franco, com aquele episódio ocorrido no Morumbi no jogo contra a LDU de Loja. O Rogério sugeriu o Cícero no lugar do Ademílson e o Ney colocou o Willian José. Chegaram a dizer que o M1TO questionou a substiuição. Nos primeiros jogos deste ano, a tentativa foi com Ganso e Ney Franco, já que o técnico andou barrando o valioso jogador do time titular. PH Ganso continua entrando no segundo-tempo, mas como não vingou a tentativa de criar atrito no grupo, o assunto esfriou. Mais tarde o alvo da discórdia seria a relação entre Marin e Juvenal. Diziam que o JJ apoiava o cara de areia na criação de uma liga. O título da reportagem era algo como “Juvenal se rebela”. Em entrevista após evento no Morumbi, JJ negou qualquer apoio político ao ex-presidente travesti e chamou tais invenções de absurdos e coisa de quem quer fazer futrica. A intenção óbvia por trás da tentativa de abalar esta relação, é isolar o São Paulo na questão da possível interdição do Morumbi na Libertadores por causa dos incidentes do jogo entre São Paulo e Tigre. Houve ainda a questão do patrocínio master que foi ridicularizado por um desconhecido jornalista de uma revista ligada ao grupo do monopólio do futebol brasileiro. Mais tarde em nota oficial, um diretor do clube chamou a matéria de imprestável e outras fontes confirmaram o valor do patrocínio Tricolor. Agora a mais nova aberração. O São Paulo desmentiu notícia que dizia que o clube proibiu o Juan de treinar no clube. Tem cabimento encostar um jogador que pode render dinheiro ou servir como moeda de troca em algum negócio de ocasião ? O quê te parece tudo isto, paranóia de torcedor ou gente querendo obter vantagens por fora ?

Soberano 2 – Vi por ai em alguns sites, o novo filme do São Paulo disponível para download. Óbvio que denunciei todos eles. Mas o que me chamou a atenção é que quem upou tais arquivos eram ditos “torcedores”do clube. Será que precisa ser gênio pra entender que disponibilizar um arquivo de um produto oficial prejudica o clube ? Será que é difícil concluir que vendas de produtos oficiais são parte da receita que vai servir pra contratar jogadores, pagar salários de funcionários entre outras despesas ?

Brookfield / Saviah – Surgiu na internet a informação que um dos CEOs da Brookfield é presidente da tal ONG que tanto enche o saco do São Paulo e do Morumbi. A pergunta que eu me faço é, por quê isso não foi pesquisado antes ? Quer dizer, sites  na internet que tanto espaço deram para esta tal “demonstração legítima de ativismo”, fizeram nada mais que papel de inocentes úteis a serviço de grupos econômicos. Não seria melhor ter feito a tal pesquisa recém divulgada no tempo em que foram procurados pela primeira vez ?

Injustiça na favila das privadas – O mal foi premiado mais uma vez. O TJD tirou apenas um mando de campo do santinhos e aplicou multa de R$ 10 mil pelas moedas jogadas nos jogadores do São Paulo. Veja como são as coisas. O discurso é que os adversários são muito agressivos com o astro do time litorâneo, não respeitando o patrimônio e o investimento do clube, mas cuspir e jogar objetos para dentro do campo pode ? E o respeito com o patrimônio dos outros ?

***(*) ******(*)

#ElCampeónVolvió

18/02/2013

***(*) ******(*)

Crédito Eterno

18/02/2013

Mess1as - Crédito Eterno

***(*) ******(*)

São Paulo 3×2 Ituano

17/02/2013

Salve Soberania.

Finalmente afogamos o Ganso. Ele entrou e decidiu.

Do time que jogou contra o Atlético-MG na derrota na Libertadores, o Ney teve que mudar o lado direito por causa do Paulo Miranda com dores. Entraram Douglas na lateral e Aloisio no ataque. Se eu fosse o Ney, manteria o Aloísio por ali e o Paulo Miranda voltaria no lugar do Douglas.

Na zaga, a mexida foi óbvia, entrou o Toloi – que não deve mais sair – pra jogar no lado esquerdo da zaga ao lado do Lúcio. Publicamente o Ney defende o Rhodolfo, mas o fato é que o zagueirão anda falhando bisonhamente e repetidamente, por isso deveria mesmo sair do time.

O São Paulo fez um bom jogo. Em casa, pressionava a equipe do Ituano desde o início. Eram 20’ quando Osvaldo recebe lindo passe de Jadson e toca no canto do goleiro adversário. 1×0.

10 minutos mais tarde, o imponderável aconteceu no Morumbi. Um jogador do meio campo do Ituano arrisca um chute longe do gol do Rogério, a bola quicou na frente do mitológico goleiro, bateu na trave e entrou jocosa para dentro do gol. A bola parecia que ria dos pouco mais de nove mil torcedores presentes no Morumbi.

Mais tarde, em entrevista o próprio M1TO admitiu o erro e não conseguiu explicar o que aconteceu. Fato é que para quem tem CRÉDITO ETERNO, isto logo será esquecido, afinal na parede da memória da torcida, o que se vê é o quadro pendurado com a imagem daquela defesa histórica no Japão em 2005. Aquilo sim é histórico, e não um joguinho contra o Ituano pelo paulistinha.

Nada pode apagar aquilo. Nada.

Como quem tem goleiro são os outros, o nosso capitão teve a chance de se redimir por si mesmo e quase consegue. Falta perto da área do Ituano, o M1TO se apresenta e cobra como se estivesse lançado com as mãos, a bola bate no travessão. Eram 34 minutos de jogo.

Foi por pouco.

No segundo-tempo,  o São Paulo continuava a pressionar, só que de forma mais contundente, afinal, o time tinha que honrar seu capitão. Jadson , o melhor jogador do Tricolor na temporada, cobrou falta aos 4’ e colca novamente o Tricolor na frente, 2×1.

Aos 27’, o Ituano empata o jogo. Em um lance complicado, Leandro Silva avança pela direita e cruza para o Adailton livre marcar. 2×2.

Ney Franco então, que já havia trocado Wellington e Lúcio por Maicon e Rhodolfo respectivamente, mexe novamente. Saca Aloísio e coloca PH Ganso.

Deu certo.

Maicon passa para Osvaldo no lado esquerdo, ele recebe a bola, corta pra direita e ao ver o Ganso correndo pelo comando do ataque cruza em sua cabeça. PH Ganso de frente para o gol não tinha como errar. 3×2 Tricolor.

A pauta “jornalística” da semana é fácil de advinhar. Vão se calar sobre o gol do Ganso, vão falar mal do Morumbi ( como se o clube fosse responsável pelas obras de infra-estrutura da cidade ) e claro o M1TO será o escrachado da vez.

Criar crises no Morumbi é preciso e deve render um dinheirinho extra não é mesmo ?

À conferir…

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 ITUANO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 16 de fevereiro de 2013, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda (SP)
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Leandro Bizzio Marinho e Thiago Luis Scarascati (ambos de SP)
Cartões amarelos: Wellington, Lúcio (São Paulo). Adaílton, Marcinho Guerreiro (Ituano)
Público: 8.930
Renda: R$ 244.800,00
GOLS: SÃO PAULO: Osvaldo, aos 19 minutos do primeiro tempo. Jadson, aos 4, e Paulo Henrique Ganso, aos 43 minutos do segundo tempo
ITUANO: Kleiton Domingues, aos 30 minutos do primeiro tempo. Adaílton, aos 27 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio (Rhodolfo), Rafael Toloi e Cortez; Wellington (Maicon), Denilson e Jadson; Aloísio (Paulo Henrique Ganso), Luis Fabiano e Osvaldo Técnico: Ney Franco

ITUANO: Anderson; Leandro Silva, Cléber (Anderson Salles), Vitor Hugo e Patrick; Marcinho Guerreiro, Kleiton Domingues (Paulinho), Cambará e Fernando Gabriel; Tiago Bezerra e Luciano (Adaílton) Técnico: Roberto Fonseca

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Craques da Arquibancada: São Paulo x Ituano

Bastidores de São Paulo 3 x 2 Ituano

Após vitória, Denilson faz festa de aniversário em camarote no Morumbi

Jadson se destaca, ganha elogios e vira artilheiro do time

M1TO enaltece atuação da equipe: “Fomos superiores”

Após gol decisivo, Ganso recebe os parabéns de Ceni

Cabeça boa: PH Ganso sai do banco, marca e dá vitória ao Tricolor

***(*) ******(*)