Atlético-MG 1×0 São Paulo

O São Paulo sabia que tinha uma dura missão em Minas. Além de alguns desfalques, enfrentar o Atlético-MG, invicto em casa neste Campeonato Brasileiro, não seria nada fácil. Ainda mais com a torcida pressionando. Não bastasse isso, o Tricolor encontrou pela frente uma arbitragem que o prejudicou e influenciou totalmente no placar.

No primeiro tempo, Sandro Meira Ricci expulsou Douglas de maneira completamente equivocada. Com um jogador a menos, o São Paulo resistiu até onde poderia, foi guerreiro, lutou, mas o time atleticano venceu por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, pelo returno do Brasileiro.

Com o revés, o Tricolor permanece com 36 pontos e vê a distância para o G4 aumentar. Em uma noite que poderia até terminar entre os quatro primeiros da competição nacional, o São Paulo se viu prejudicado e o resultado influenciará diretamente no decorrer da disputa do Brasileiro.

VEJA A FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

ÁRBITRO COMPLICA

A primeira etapa no Estádio Independência foi todo do árbitro Sandro Meira Ricci. A partida até que começou equilibrado, com um domínio natural do Atlético-MG, que jogava em casa. Mas, a arbitragem começou a aparecer. Ronaldinho deu um carrinho em Casemiro e nem sequer levou cartão amarelo.

Depois, Ricci advertiu o volante são-paulino Maicon. Aos 27 minutos, Douglas foi para a disputa com um jogador atleticano e escorregou. O árbitro não titubeou e deu vermelho direito para o camisa 23. Lance que causou muita revolta de todos. Ao reclamar, Rogério Ceni também foi advertido com o cartão amarelo.

E não parou por aí.  Aos 36 minutos, outro lance que Ronaldinho passou impune. Novamente em Casemiro, o camisa 49 deu um carrinho, o árbitro marcou falta, mas não advertiu o jogador. Fora o apito, o Tricolor teve de suportar a pressão com um a menos e Rogério Ceni fez três ótimas defesas no primeiro tempo.

DERROTA EM MINAS

O São Paulo se segurou até onde conseguiu no início do segundo tempo. Aos 16 minutos, Leonardo subiu mais que a zaga tricolor e abriu o placar na partida. Em busca do empate fora de casa, Ney Franco colocou Ademilson no lugar de Casemiro. Mudança para dar mais opção ofensiva ao time.

Aos 27, Leonardo Silva agarrou Osvaldo, não permitindo a jogada do são-paulino. Apenas amarelo no lance. Atrás no placar e com um a menos, coube ao São Paulo se defender. O Atlético-MG pressionou, mas parou na trave e nas boas defesas de Rogério Ceni. Aos 34, Paulo Assunção foi a campo no lugar de Wellington.

Mesmo com todas as adversidades, o Tricolor não se entregou. Lutou até o último minuto do jogo. A derrota existiu, todos sabem o motivo, mas é preciso ressaltar a atuação do São Paulo, que se desdobrou em campo em busca de um bom resultado. Na volta para São Paulo, entretanto, a revolta com a arbitragem.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino voltará a treinar na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. No próximo sábado, o Tricolor enfrentará a Portuguesa, no Estádio do Morumbi. No primeiro turno, o São Paulo perdeu no Canindé por 1 a 0.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 0 SÃO PAULO

Local:  Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de setembro de 2012 (quarta-feira)
Horário:  22h (horário de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa/PE)
Assistentes:  Roberto Braatz (Fifa-PR) e Bruno Boschilia (CBF-PR)
Cartões amarelos: Guilherme, Ronaldinho e Leonardo Silva (Atlético-MG); Maicon, Rogério Ceni, Paulo Miranda, Wellington e Paulo Assunção (São Paulo)
Cartão vermelho: Douglas (São Paulo)

Gol: Atlético-MG: Leonardo, aos 16 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Bernard (Escudero) e Ronaldinho; Leonardo (Richarlyson) e Guilherme (Neto Berola)  Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Rafael Toloi e Cortez; Wellington (Paulo Assunção), Casemiro (Ademilson), Maicon (Edson Silva) e Jadson; Lucas e Osvaldo Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Lateral direita vira problema para Ney Franco

Mesmo com um a menos, Lucas enaltece empenho da equipe

Expulsão de Douglas revolta são-paulinos

Bastidores de Atlético-MG 1 x 0 São Paulo

***(*) ******(*)

Anúncios

3 Respostas to “Atlético-MG 1×0 São Paulo”

  1. Queco Says:

    Independente de onde seja o cara, ele tem que ser honesto, mas você sabia que esse árbitro é de MG? No mínimo ficou estranho!

    Lina: E como é que a CBF dá uma mancada dessas ? Lamentável…

  2. silver price Says:

    O Galo cercou a defesa tricolor na grande área. Leandro Donizete, Neto Berola e até o zagueiro Réver, de cabeça, chegaram perto do gol. Ceni e os beques são-paulinos se defendiam como podiam, até que, aos 16 minutos do segundo tempo, não foi mais possível parar a artilharia atleticana. Apareceu o segundo protagonista do jogo: Leonardo. Mesmo cercado por três são-paulinos, o atacante subiu mais que a defesa para completar o cruzamento de Bernard. O cabeceio à queima-roupa não deu chances a Rogério Ceni, que apenas assistiu à bola alçada dentro da pequena área. Foi o primeiro gol de Leonardo pelo Galo.

  3. Bahia 0×1 São Paulo – Gol Mal Anulado | Blog do Lina Says:

    […] Vermelho: Richarlyson Ceará 2×1 São Paulo – Brasileirão 10.08.2011 – Vermelho: Denilson Atlético-MG 1×0 São Paulo – Brasileirão 12.09.2012 – Vermelho: Douglas Atlético-MG 0×0 São Paulo – Brasileirão 02.06.2013 – Vermelho: Denilson Bahia 0×1 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: