Archive for 26 de julho de 2012

Penalti Inexistente Marcado

26/07/2012

Salve Soberania.

O apagão ontem foi vergonhoso, histórico, mas o juizão também colaborou, marcou um penal que na minha opinião não existiu. O Ney Franco tem razão em reclamar.

Péssima arbitragem do Emerson de Almeida Ferreira (MG).

Relacionados

Ney reprova quatro gols, mas desconta um por “erro grotesco” do juiz

Ney Franco rechaça vergonha e critica arbitragem

Atlético-GO 4×3 São Paulo

***(*) ******(*)

Anúncios

Atlético-GO 4×3 São Paulo

26/07/2012

Foram dois tempos bem distintos. No primeiro, um São Paulo irreconhecível que tomou quatro gols em 45 minutos. No segundo tempo, uma reação tardia que custou a derrota para o Atlético-GO por 4 a 3, na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada, pelo Campeonato Brasileiro.

Com o revés, o Tricolor Paulista ficou com 19 pontos e viu seus adversários acima da tabela pontuarem. Em campo, o Atlético-GO começou melhor e abriu 3 a 0 no placar. Ademilson marcaria no fim do primeiro tempo, mas os goianos ainda fariam o quarto antes do intervalo.

Após conversa com Ney Franco no intervalo, além das mudanças táticas do treinador, o São Paulo ensaiou uma reação na segunda etapa e diminuiu para 4 a 3. A equipe seguiu pressionando em busca do empate, mas já era tarde. Derrota que freou a reação do Tricolor dentro do Brasileiro.

TEMPO PARA ESQUECER

O São Paulo entrou em campo com a mesma equipe que venceu o Figueirense. A única mudança foi Edson Silva no lugar de João Filipe, suspenso. Mas não deu nada certo no primeiro tempo para o Tricolor. Logo aos 16 minutos, Marino aproveitou cruzamento da esquerda e abriu o placar para o Atlético-GO.

Na tentativa do empate, os são-paulinos viram o árbitro dar um pênalti inexistente aos 25 minutos. O goleiro Márcio bateu com segurança e ampliou. O que parecia ruim para a equipe paulista, ficou ainda pior com o gol do atacante Patric, aos 30 minutos da etapa inicial.

Depois de uma boa troca de passes na entrada da área, Ademilson teve tranquilidade para receber dentro da área, tirar o zagueiro e bater de esquerda. O gol parecia ser o início da reação. Só parecia. Dois minutos depois, Wesley apareceu sozinho na frente de Denis e aumentou para 4 a 1, antes do intervalo.

FALTOU UM

Na volta do intervalo, Ney Franco mudou em dose dupla. Rodrigo Caio e Casemiro entraram nos lugares de Douglas e Edson Silva, respectivamente. Aos três minutos, Casemiro fez boa jogada pela direita e foi derrubado dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Jadson fez o segundo do Tricolor na partida.

Casemiro apareceria minutos depois em jogada feita por Rodrigo Caio pela direita. O camisa 28, por muito pouco, não fez de cabeça. Enquanto isso, Rafael Toloi se arriscou ao ataque e soltou um petardo de fora da área, aos 17, para colocar o São Paulo ainda mais no jogo. Neste momento, 4 a 3 para o Atlético.

Embalado com o terceiro gol, o Tricolor seguiu com mais posse de bola, mas faltava encaixar um bom ataque. Jadson, com um chute de longe, e Rodrigo Caio, de cabeça, foram os que chegaram mais próximos do quarto gol. Mas não era dia do São Paulo. Derrota em Goiânia.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino retorna para a capital paulista nesta quinta-feira. Às 15h30, Ney Franco já comandará um treino no CT da Barra Funda. No próximo domingo, o São Paulo receberá o Flamengo, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. João Filipe, suspenso em Goiânia, retorna ao time.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 4 X 3 SÃO PAULO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 25 de julho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Público: 6.256 pagantes
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Márcio Eustaquio Santiago (MG) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Eron (Atlético-GO); Douglas, Ademilson, Casemiro e Rafael Toloi (São Paulo)

Gols: ATLÉTICO-GO: Marino, aos 16, Márcio (pênalti), aos 25, Patric, aos 30, e Wesley, aos 43 minutos do primeiro tempo – SÃO PAULO: Ademilson, aos 41 minutos do primeiro tempo; Jadson (pênalti), aos quatro, e Rafael Toloi, aos 17 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-GO: Márcio; Marcos, Reniê, Gabriel e Eron; Marino (Dodó), Ernandes, Joilson e Wesley; Patric (Diogo Campos) e Ricardo Bueno (Gustavo) Técnico: Jairo Araújo

SÃO PAULO: Denis; Rhodolfo, Rafael Toloi (Rafinha) e Edson Silva (Casemiro); Douglas (Rodrigo Caio), Denilson, Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Willian José Técnico: Ney Franco

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Bastidores de Atlético-GO 4 x 3 São Paulo

Ney Franco: “Quem quer entrar no G4 não pode oscilar”

Rhodolfo: “Temos de ter a consciência que erramos muito”

Após golaço, Toloi acredita em reação no Morumbi

Denis enaltece reação, mas lamenta primeiro tempo em Goiânia

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Flamengo,  Brasileirão 2012,  Morumbi, São Paulo, domingo, 29.07 às 16h00.