Archive for 24 de julho de 2012

Rapidinhas do Lina

24/07/2012

Lucas – Não é vender o jogador o problema, mas repor a altura. Este é o grande dilema do elenco do São Paulo desde 2005. A cada negociação fruto de ofertas irrecusáveis ou desejo dos jogadores trocarem de ares, quem vem não completa devidamente a lacuna deixada pelo antecessor e assim a qualidade do time vem caindo a cada ano. Por exemplo, a zaga que já teve Miranda, André Dias e Breno,  até poucos dias atrás tinha Rhodolfo, Paulo Miranda e Edson Silva…

Fabuloso – Não entendo de onde uma torcida organizada tira tanta idéia estúpida. Queriam fazer o tal Morumbi Zero, foi um fiasco claro. Agora querem criar um bandeirão para protestar contra o matador. Todo mundo sabe que o cara recusou ofertas milionárias pra jogar no São Paulo. Mas o que alguns talvez não estejam a par, é que ele chegou a cooperar financeiramente com o São Paulo para a sua volta, não me refiro a redução de salários, mas ele ajudou a pagar a sua liberação do Sevilla. Mas ainda tem mais, depois do negócio estar sacramentado ele disse: “Dinheiro não é tudo na vida, nada paga a felicidade que sinto por voltar a vestir a camisa do meu time de coração”. Que mais esses caras querem ? Dá vontade de mandar praquele lugar.

Fabuloso 2 – Para pra pensar, qual time no Brasil tem um centro-avante da qualidade do nosso ? Vamos lá, falando só dos times que tem mundial. Flalido: Wagner Love. Museu: Nem sei quem é o avante lá depois que mandaram o Borges embora. Escóriacional: Damião. Gaymio: Miralles. Tem algum melhor que o nosso ? Não.

Leão – O ex-treinador Tricolor esteve no Mesa Redonda no último domingo e mencionou os problemas que todo mundo já sabe: ingerência da diretoria sobre comissão técnica e elenco, diretor de futebol que não é do ramo e que desprestigia treinador, presidente arrogante e centralizador, ciúmes entre Cotia vs Barra Funda e vice-versa, elenco limitado e etc. A única surpresa da entrevista ficou na revelação que ele não recebeu o que teria direito referente a verba indenizatória. Sugeriu falta de pagamento do aviso prévio e uma certa demora do clube para pagar. Com a palavra a diretoria.

Ney Franco – Já está mostrando pra que veio. Detectou a baba que é o meio campo do São Paulo, sendo até citado no ano passado pelo Ronaldinho Gaúcho como “bom de jogar contra” devido a falta de pegada na marcação. Com a chegada do Paulo Assunção, e as voltas dos outros volantes, além da contratação do Toloi, o problema vai ficar do meio pra frente. Lucas de saída e Jadson que vive altos e baixos não faz a bola chegar no ataque como o Fabuloso precisa. No último jogo um gol relâmpago e um lance do WJ mataram o jogo, contra o Figueirense que está mal no campeonato, jogar de qualquer jeito resolve, o problema é quando o time pegar adversários mais arrumados.

Ney Franco 2 – No 3-5-2 os laterais ficam a vontade pra atacar. Mas a primeira função de um lateral é marcar. O Cortez apóia muito bem e na falta de um meio de campo que municie o ataque, esta característica vem bem a calhar. O problema é que o que ajuda no ataque, atrapalha na defesa quando abre caminho para os adversários. No último jogo os laterais mostraram mais vontade na marcação, colocando uma pressão no meio campo do Figueirense, achei que melhorou bastante.

Direitos de imagem – A informação do atraso referente ao direito de imagem dos jogadores veículada no Diário de SP, foi desmentida pelo diretor financeiro do clube. Complicado quando surgem estas informações que depois são desmentidas. Quem será que está falando a verdade ? Bom, eu confio na palavra do clube.

Direitos de imagem 2 – É óbvio mas vale o registro. Se o São Paulo estivesse passando por problemas financeiros como o jornal deu a entender, por quê disse não a oferta do Manchester United pelo Lucas ? Não parece um contrassenso ?

Espírito de equipe – Viram como todo mundo se abraçou na comemoração dos gols na última partida ? Comissão técnica e equipe vibraram. Ademilson que marcou o primeiro gol como profissional se emocionou e o William José chorou. Repare. De toda a mudança que se viu, esta foi ao meu ver a mais importante.

Pela culatra  – Você pode até dizer que é birra e implicância. É mesmo, você tem razão. O problema é que quase tudo que sai do blog do “Valdívia no São Paulo” é ufanismo travesti e/ou porcaria. Isso quando ele não resolve dar pitaco nos problemas dos outros, como no caso Oscar. Mais tarde,  depois da venda do jogador praticamente sacramentada por milhões de reais,  diz para os leitores decidirem quem levou a pior. Muito fácil ser jornalista sem diploma assim. Mas quero falar de outra coisa. Empolgado com a primeira conquista continental – questionável diga-se, vide erros de arbitragem contra Deportivo Táchira e Vasco – aquele senhor de idade disse que com a exposição da marca travesti na TV lixo, o clubinho sem mundial e sem estádio pode reviver o fenômeno ocorrido com os clubes cariocas no tempo em que a rádio nacional transmitia os jogos do campeonato carioca pelo país, o que ocasionou grande crescimento das torcidas dos times do Rio. Ele só esqueceu de dizer, como bem mencionado no artigo da Ana Gontijo que eu reproduzi abaixo, que hoje em dia o mundo vive um processo de diversificação das fontes de informação. Ninguém mais engole sem questionar, o que os jornais, TVs, rádios e revistas querem nos empurrar goela abaixo. Aliás essa tentativa ditatorial de impor a um país um clube de futebol, vai acabar criando, ao contrário do que se espera, a antipatia da torcida brasileira. Na última pesquisa Datafolha datada de 2010, o índice de rejeição do timinho (21%) era maior que a porcentagem de torcedores do clube com maior torcida do país: o Flamengo (20%). Imagine agora com estádio feito com dinheiro público, repetidos erros de arbitragem a favor na copa do Brasil, campeonato brasileiro e libertadores. E o que era apenas desconfiança, foi confirmado através da revelação feita pelo ex-árbitro Gutemberg de Paula Fonseca que disse que sofreu pressão do presidente da CONAF para “cuidar” do time queridinho da CBF e da TV. São fatos e números amigos. Não precisa ser nenhum sociólogo pra entender que este é um tiro que já saiu pela culatra. A propósito, isto pode entrar na lista que a célebre frase do profeta Tricolor engloba: “O tempo dirá”.

***(*) ******(*)

Anúncios