São Paulo 1×3 Santos

Quem nunca ouviu: “Clássico é decido nos detalhes”. Mesmo jogando melhor boa parte da partida (até quando teve forças) deste domingo, no Morumbi, o São Paulo sentiu o amargo gosto do ditado popular. Com falhas, o Tricolor perdeu para o Santos por 3 a 1 e está fora da final do Campeonato Paulista.

Mesmo com o réves, a torcida tricolor viu em campo um time guerreiro. Raça que tem sido uma das principais características da equipe na temporada. O Tricolor tentou, deu carrinho, suou a camisa. Saiu de campo eliminado, mas com a sensação de que fez o possível para isso não acontecer.

Fora do Estadual, o São Paulo concentra todas as suas forças na Copa do Brasil, onde a equipe está nas oitavas de final. Com um elenco qualificado e de jogadores experientes e talentosos, o momento é erguer a cabeça e ver que tem muito pela frente ainda.

GOL NO INÍCIO

Sem Luis Fabiano, que teve de cumprir suspensão automática por conta do terceiro cartão amarelo, Emerson Leão colocou em campo Willian José ao lado de Lucas. No meio de campo, Casemiro completou o setor com Denilson, Cícero e Jadson.

Mas os planos do São Paulo tiveram de ser mudados logo no início do jogo. Aos três minutos, Paulo Miranda dividiu a bola com Neymar dentro da área e o árbitro marcou pênalti, convertido pelo santista. Mesmo com o gol, o Tricolor foi melhor em boa parte do primeiro tempo.

O próprio Paulo Miranda acertou uma bola na trave. Mas a bola pune, como dizem por aí. Aos 31 minutos, Neymar aproveitou vacilo da defesa são-paulina e arrancou para marcar o segundo no jogo. O Tricolor seguiu tentando, mas foi para o intervalo sem conseguir ao menos um gol.

DERROTA NO SAN-SÃO

Na volta do intervalo, Leão colocou Rodrigo Caio e Fernandinho nos lugares de Piris e Jadson, respectivamente. No início da etapa final, o meia Lucas arriscou um chute forte de fora da área. A bola não entrou, mas o lance empolgou a torcida são-paulina, que começou a jogar junto com o time.

O Tricolor seguiu com mais volume de jogo, mas o Santos assustou ao marcar um gol, corretamente anulado pelo árbitro. Aos 15 minutos, Willian José acertou a trave. Mas o camisa 19 não deixou passar aos 18, após receber dentro da área, cortar o zagueiro e diminuir  o placar. Pressão tricolor.

Aos 20, Cícero cobrou falta com categoria e Aranha se esticou todo para salvar o empate são-paulino. Aos 30, para deixar o time mais ofensivo, Leão fez a última mudança: Osvaldo entrou no lugar de Casemiro, que saiu aplaudido pela torcida.

Mas o dia parecia não ser mesmo do Tricolor. Minutos depois, Neymar arriscou de fora da área e Denis falhou. Gol santista que caiu como um balde de água fria para os são-paulinos. A partir daí, foi na base da raça, na vontade. Porém, clássico não se pode falhar. E o São Paulo está fora da final do Campeonato Paulista.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino se reapresentará na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. Na quarta-feira, o São Paulo enfrentará a Ponte Preta, em Campinas, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. A volta está marcada para o Morumbi, dia 10 de maio.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 3 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 29 de abril de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Vicente Romano Neto (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Vinicius Furlan e Leandro Bizzio Marinho (ambos de SP)
Público: 47.771 pagantes
Renda: R$ 2.033.374,00
Cartões amarelos: Paulo Miranda, Piris, Cícero e Rodrigo Caio (São Paulo); Maranhão e Aranha(Santos)
Cartão vermelho:
Cícero (São Paulo)
Gols: SÃO PAULO: Willian José, aos 18 minutos do segundo tempo; SANTOS: Neymar, aos três (pênalti) e aos 31 minutos do primeiro tempo e aos 32 do segundo

SÃO PAULO: Denis; Piris (Rodrigo Caio), Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denílson, Casemiro (Osvaldo), Cícero e Jadson (Fernandinho); Lucas e Willian José Técnico: Emerson Leão

SANTOS: Rafael (Aranha); Maranhão, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Alan Kardec (Rentería) Técnico: Muricy Ramalho

Via Gazeta Esportiva

Gols

Relacionados

Em 1983, Darío Pereyra marcou o gol da vitória contra o Santos

Grupo lamenta derrota no clássico, mas pede rápida recuperação

Leão: “Amassamos o adversário, mas não conseguimos”

Bastidores de São Paulo 1 x 3 Santos

Torcida são-paulina bate recorde de público no Paulista

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Ponte Preta x São Paulo, Copa do Brasil 2012,  Moisés Lucarelli, Campinas, quarta-feira, dia 02.05 às 21h50.

Anúncios

18 Respostas to “São Paulo 1×3 Santos”

  1. guina Says:

    Um jogaço em que o difrencial mais uma vez foi o genial menino Neymar, e o São Paulo foi muito bem! Muito breve o SPFC será o time a ser batido no futebol brasileiro, pode escrever aí Lina! O trabalho do Leão é muito bem feito, se contratar um lateral direito (o Guilherme da Ponte) e um Zagueiro ( O Rafael Tolói do Goiás) aí o time fica muito bom! Dessa vez não faltou alma

    Lina: É, o lado direito é fraco, e ainda sem Fabuloso e Rogério Ceni, ai complica. Concordo com você, estamos no caminho certo. Mas por onde você esteve que sumiu cara ? Abraços

    • guina Says:

      Ah Lina…eu passei por problemas profissionais e resolvi tirar umas férias! Foram longas mas tô de volta com a bateria recarregada! Abçs.

      Lina: Legal Guina, boa sorte !

    • José Roberto Says:

      Pra mim o São Paulko continua o chamado “FOGO DE PALHA”
      nA HORA DO VAMOS VER, APAGA.
      INFELIZMENTE.

      Lina: Apesar da derrota, achei que os caras jogaram bem.

    • Paulo Says:

      Faz tempo que digo que Paulo Miranda não é zagueiro para o São Paulo. Também gosto do trabalho do leão e hoje fiquei puto com o jornalistazinho birner que estava esperando uma derrota dessa para continuar suas criticas ao leão. Precisamos de um zagueiro urgente, mais um meia para fazer sombra ou para deixar o jadson na sombra e um verdadeiro lateral direito.

      Lina: Paulo, concordo com relação ao Paulo Miranda. Não acho ele ruim, mas ele é um daqueles que costumam chamar de “é bom pra compor elenco”. São erros repetidos, quase todos terminam em gol. Inseguro, precisa amadurecer. Boa opção para o banco, mas para titular, naquela posição, o São Paulo não pode ter o Paulo Miranda. Zagueiro central é uma das posições mais abençoadas da história Tricolor. Quanto ao Birner, vou ter que discordar. Esse é Jornalista com J maiúsculo. Não é sensacionalista, não é fofoqueiro, e sempre que posta alguma coisa no blog dele, toma o cuidado de checar as informações, repare. Só que ele tem a visão dele em relação ao trabalho do Leão, a qual eu também discordo como você, mas fico com o histórico do cara, pra julgar se é maldade, implicância ou perseguição. Na minha opinião não é nada disso, trata-se de opinião de quem manja de futebol… Espero que você não se chateie com a minha posição. Você sabe que quando tem maldade de algum jornalista com o SPFC, eu sento a paulada aqui. Abraços

      • paulo Says:

        Concordo lina, são opiniões, Mas o birner não é o dono da verdade e lembro até hoje de uma entrevista que ele fez com o muricy e o muricy foi grosseiro como de costume. Depois daquilo o cara não parou de sentar o pau no muricy, lembro nas derrotas na libertadores o quanto o cara falava mau do cara dizendo que ele tinha sorte, nunca tinha ganho um titulo de expressão e só ganhava pela estrutura, olha hoje o que é o muricy e ele mudou de opinião, com leão é a mesma coisa.

        Lina: Rsrsrs, tá bom. Abraços

      • luchetta Says:

        Lina, tô com o Paulo.
        O Birner tá perseguindo o Leão, sim. Até a barbaridade de jogar a culpa das contusões na costa do Leão ele fez.
        Já gostei do Birner, hoje acho ele muito parecido com o seu “mestre”, juquinha pai.
        Abraço,

        Lina: O cara é sãopaulino pow…

      • luchetta Says:

        Tem os dois pés atrás com esses jornalistas/torcedores do São Paulo. Os exemplos não são poucos.
        Abraço,

        Lina: Tem vários teclados de aluguel por ai…

    • Jorge Tri-Hexa Says:

      Até o Birner cornetado.
      kkkkkkkkk

      Lina: Divergências acontecem…

  2. Guedes Says:

    Lina, copa do Brasil é o que vale, paulistinha não interessa.
    Nem liguei.
    Além disso, jogamos bem.

    Lina: Pode ser, mas agora que perdemos não podemos falar isso.

  3. Felipe 6-3-3 Says:

    Perdeu, mas não foi tão fácil desta vez.
    Os defeitos estão expostos, agora é hora da diretoria conversar com o Leão e trazer as peças que ele precisa.
    Mas o time é bom.
    Abraço

    Lina: Precisa de um zagueiro. Mas “o” zagueiro.

  4. Finorio Says:

    Eu acho que o time é bom quando ganha.
    Esse negócio de jogou bem e perdeu pra mim não serve.
    Desculpa mas é meu ponto de vista.

    Lina: Mas ai Finório é ser torcedor de momento. Desculpe. Perdeu porque talvez, o adversário foi superior, isso as vezes acontece, não ? Mas depois do jogo, você não ficou com a impressão de dias melhores ? Eu fiquei.

  5. Renato Soares Says:

    Dá até pra colocar aquela velha máxima que os comentaristas por ai falam as vezes. Jogou como nunca, perdeu como sempre.

    Lina: Tem que ver qual comentarista fala isso, porque alguns só querem pintar o terror no Morumbi.

  6. Hexa Único Says:

    Pode ganhar e pode perder.
    Não importa.
    Essas cores estão na minha alma.
    Eu só queria que o Paulo Miranda e o Denis soubessem disso, ai quem sabem eles teriam mais cuidado.

    Lina: Que bonito cara ! É assim mesmo. _X_

  7. Jorge Tri-Hexa Says:

    Lina, a Ponte mostrou que não é nada disso.
    O São Paulo passa desta fase da Copa do Brasil.

    Lina: Também acho.

  8. Sãopaulino Says:

    Desculpem-me, mas com esse atual elenco do SPFC, vamos assistir aos adversários levantarem as taças mais um ano.

    Luís Fabiano, infelismente para os fãs dele (eu não sou e nem serei até que justifique tal fama) é pipoqueiro. Lucas é um projeto de craque que sempre desaparece em jogos decisivos. Naão temos meias de criação capazes de criar nada. Os volantes são frouxos na marcação. Não temos lateral direito. Não temos reserva para o Ceni. O técnico não tem humildade para reconhecer que é limitado…

    Lina: Calma Sãopaulino, estamos em maio. No meio do caminho ainda abre outra janela, novas contratações virão e etc. Nada está perdido.

  9. Sãopaulino Says:

    … O SPFC, desde 2007 se especializou em envengonhar seus torcedores nas semifinais do paulistinha:

    Em 2007, foi eliminado pelo pequeno São Caetano, goleado por 4×1 de virada em pleno morumbi.

    Em 2008, eliminado por outro pequeno, o guarani genérico.

    Em 2009, jogando por 2 resultados iguais, perdeu os 2 jogos para as travecas, novamente eliminado em pleno morumbi.

    Em 2010, o início da trilogia de eliminações para o museu, 2 derrotas.

    Em 2011, 2×0…

    Em 2012, 3×1.

    E ainda tem torcedor achando que estamos evoluindo só porque os caras correram?

    Queriam o quê? Ficaram 1 semana sem jogar e pegaram um time que jogara na altitude na quarta-feira!

    Alguma coisa precisa acontecer no SPFC. À começar pela direção(?).

    Lina: 2008 não conta. Aquilo não foi futebol, foi crime. O resto da lista eu concordo, mas faz parte do novo começo. Era assim também até 2004 lembra ? Vamos em frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: