São Paulo 4×0 Independente-PA

Artilheiro é artilheiro. Já Luis Fabiano é Luis Fabiano. Um goleador dentro e fora de campo. Na noite desta quarta-feira, no Morumbi, o camisa 9 fez nada menos do que todos os gols na goleada sobre o Independente-PA por 4 a 0, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Com o feito, Fabuloso aumentou a média de gols no ano. São seis em seis jogos na temporada – um por partida. Além disso, Fabuloso também é artilheiro em casa. Juliana, esposa dele, está grávida do terceiro filho do casal. Depois de quatro gols, não faltaram homenagens a ela.

Em noite inspirada, Fabuloso ajudou o São Paulo a se classificar para a próxima fase da competição nacional. Mas é claro que ele contou com ajuda, principalmente de Lucas e Casemiro. A dupla, pré-convocada para as Olimpíadas de Londres, mostrou que Mano Menezes fez a escolha certa.

Classificado, o Tricolor agora espera o vencedor do duelo entre Bahia de Feira e Aquidauaense, que duelam ainda nesta quarta-feira. No primeiro jogo, o Aquidauense venceu por 1 a 0, em casa.

INÍCIO DO SHOW

Sem Piris, que não foi relacionado para a partida, o técnico Emerson Leão escalou Rodrigo Caio na lateral direita são-paulina. Mesmo improvisado, o garoto teve boa participação na primeira etapa. O restante do time também mostrou segurança e tranquilidade para construir a classificação.

Antes dos gols começarem a sair, o Tricolor exigiu muito do Independente, principalmente Lucas e Luis Fabiano. Aos 18 minutos, o camisa 7 balançou as redes paraenses, mas o árbitro assinalou impedimento. Minutos depois, em outra tentativa, Lucas quase marcou de esquerda.

Já Luis Fabiano teve uma chance de cabeça após cruzamento de Cortez. No entanto, Fabuloso não deixaria o primeiro tempo sem marcar. E fez isso em dose dupla. Aos 31, depois de linda jogada de Lucas, o camisa 9 pegou o rebote e fez. Aos 33 foi a vez de Casemiro dar linda assistência para o atacante, que driblou o goleiro e aumentou o placar. Antes do intervalo, Fidélis recebeu o cartão vermelho e deixou os visitantes com um a menos.

PALMAS PARA ELE

O ímpeto são-paulino não diminuiu na etapa final. Muito menos de Luis Fabiano. Aos nove minutos, Denilson deu ótimo lançamento para o camisa 9, que precisou chutar duas vezes para marcar seu terceiro gol na partida. Um recorde do atacante neste retorno ao clube paulista.

Com a classificação bem encaminhada, Emerson Leão fez a primeira mudança na equipe aos 18 minutos, colocando Osvaldo na vaga de Jadson, que deixou o campo aplaudido. E o artilheiro seguiu irresistível. Aos 19, Luis aproveitou vacilo do goleiro e marcou o quarto dele.  Após o gol, Willian entrou em seu lugar.

Aos 28, Lucas, outro que fez grande partida, saiu para a entrada de Fernandinho. O camisa 12 poderia ter deixado sua marca, mas demorou muito para chutar após lance pela esquerda. Mesmo com o placar garantido e com dois jogadores a mais, o Tricolor respeitou até o último minuto o time paraense e deixou o campo muito aplaudido pela torcida.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino treinará na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. O São Paulo voltará a campo no próximo domingo diante do Santos, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista (saiba como comprar ingressos para a próxima partida clicando aqui). Para esta partida, Emerson Leão não poderá contar com Fernandinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 X 0 INDEPENDENTE-PA

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 14 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 14.802 pagantes
Renda: R$ 153.138,00
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Christian Passos Sorence e Evandro Gomes Ferreira (ambos de GO)
Cartões amarelos: Alexandre Recife e Lima (Independente-PA)
Cartão vermelho: Fidelis e Preto Barcarena (Independente-PA)

Gols: SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 31 e aos 33 minutos do primeiro tempo e aos nove e aos 19 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Denis; Rodrigo Caio, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Casemiro, Cícero e Jadson (Osvaldo); Lucas (Fernandinho) e Luis Fabiano (Willian José) Técnico: Emerson Leão

INDEPENDENTE-PA: Dida; Preto Barcarena, Adison e Alexandre Recife; Lima, Silva (Sandro), Fidelis, Gian (Marçal) e Toti; Thiago Floriano (Felipe Gaúcho) e Ró Técnico: Valtinho

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Emerson Leão elogia show de Fabuloso: “Iluminado”

Fabuloso vibra com gols e dedica à esposa grávida

“Foi o São Paulo que todo mundo quer ver”

Bastidores de São Paulo 4 x 0 Independente-PA

Eu no Morumbi: São Paulo x Independente

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Museu, Paulistinha 2012,  Morumbi, São Paulo, domingo, dia 18.03 às 16h00.

Anúncios

17 Respostas to “São Paulo 4×0 Independente-PA”

  1. Helder Says:

    Gosto do Tricolor assim, não deu trégua e já matou o Independente no primeiro tempo, os caras resistiram mas não deu, aliás, se não fosse pelo juiz, que é fraca pra cacete, já deveriam ter o jogador n°4 expulso, deixou o cotovelo na cara do Fabuloso, covardia e agressão, nem amarelo levou e por pouco o juizinho nem falta dá…

    Por falar no Fabuloso, aproveitou os bons passes e detonou, 4 gols, esse é o nosso artilheiro!

    Lucas bem melhor, mas tem que ter a consciência que enquanto jogar tem que mostrar evolução, precisa treinar muito chute a gol e saber a ora de tocar ou driblar.

    Casemiro começou meio desatento, mas depois se encontrou, pelas enfiadas e lançamentos precisos.

    Cortez, bem também, a cada subida leva perigo, depois do clássico deveria ter um descanso, se deixar ele joga até estourar.

    Os demais não comprometeram, missão cumprida e que venham as sereias.

    Lina: Hoje, finalmente eu vi um time. A dúvida fica por conta do adversário, fraco. Domingo é o teste.

    • Marcos Tri Says:

      Vários mereciam ser expulsos no jogo além dos 2 que receberam o vermelho.
      O que eles queriam ? Ganhar do São Paulo no Morumbi ?
      Aqui não é o Guarani da Turiassú !

      Lina: KKKKKKKK

  2. Franklin Says:

    Domingo é o que interessa.
    Nem precisa ser 4, se for 2 a 0 tá bom.

    Lina: Esse é o jogo…

  3. Guedes Says:

    F4BULOSO.
    Vai encarar ?
    rsrsrsrsrsrsrs

    Lina: O homi voltou !

  4. Renato Soares Says:

    Lina, você viu aquele lance do Cortez que ele cruzou para o Fabuloso ao invés de bater no primeiro tempo ?
    O gol estava aberto para sair o gol.
    Depois no segundo tempo, um lance parecido que ele bateu e mandou por cima do travessão.
    Eu estava assistindo uns vídeos do Cortes no Botafogo e na seleção e reparei que ele sempre chuta deste jeito, por cima do travessão.
    Não quero criticar, mas acho que o Leão precisa treinar finalização com ele.

    Lina: Eu vi, finalizou mal sim. Pode ser que finalização não seja o seu forte. Vamos ver os próximos jogos.

  5. O Rei da América Says:

    O cala boca do Lucas pro motoboy.

    Lina: Joga demais, tá loco…

  6. Jorge Tri-Hexa Says:

    Caiu na rede é peixe,
    Lê-lê-á,
    O tricolor vai golear !

    Caiu na rede é peixe,
    Lê-lê-á,
    O tricolor vai golear !

    Caiu na rede é peixe,
    Lê-lê-á,
    O tricolor vai golear !

    Lina: Eu dou risada, mas cautela e canja de galinha…

  7. Radar Soberano Says:

    Marin já estuda as sugestões que recebeu da cúpula do futebol paulista. Felipão, Milton Cruz e Raí. A fritura de Mano e Andres já começou…

    Marin já estuda as sugestões que recebeu da cúpula do futebol paulista. Felipão, Milton Cruz e Raí. A fritura de Mano e Andres já começou…

    A cúpula do futebol paulista está ensandecida.

    Inebriada por ter o poder total na CBF.

    O presidente José Maria Marin tem seus compromissos com Ricardo Teixeira.

    O principal é não fazer uma devassa nas contas.

    Expor o ‘milagre’ financeiro que fez a CBF ter um patrimônio que bate os R$ 90 milhões.

    Os acordos com Nike, Kentaro e tantos outros que são misteriosos…

    Isso não interessa.

    O fato de a entidade ser privada e não pública dá a segurança para o milagre de Teixeira.

    O grosso desse dinheiro vem dos amistosos, patrocinadores e transmissão de jogos da Seleção.

    Esse é o principal compromisso de Marin.

    Mas agora em relação aos protegidos do ex-presidente, a postura é outra.

    José Maria Marin aprendeu com seu mentor político Paulo Maluf a disfarçar.

    ‘Sorrindo é que se massacra um inimigo’, decorou.

    Embora tenha garantido os empregos de Mano Menezes e Andres Sanches, a situação não é tão firme.

    Muito pelo contrário.

    Marin é amigo íntimo de Juvenal Juvêncio.

    Deu seu ombro para o presidente desabafar por tudo de mal que aconteceu ao seu clube.

    O Morumbi perder a Copa por causa da aliança Andres-Lula-Teixeira foi o pior de tudo.

    Marin era uma figura política apagada.

    Seu maior mérito era ter sido governador biônico de São Paulo.

    Era vice e assumiu no lugar de Maluf.

    O mandato durou dez meses e terminou em março de 1983.

    Mas exige ser tratado como governador até hoje.

    Presidiu a Federação Paulista de Futebol por sei anos.

    Sua ligação com o São Paulo é íntima.

    Foi até jogador.

    Considera que o clube precisa equilibrar as coisas.

    Sabe que Teixeira deixou a Seleção muito corintiana.

    Ele recebeu duas sugestões da cúpula são-paulina.

    A indicação de Milton Cruz para o cargo de auxiliar de Mano Menezes.

    E o de Raí.

    Ou para o Comitê Organizador Local, que Marin também preside.

    Ou para o cargo de diretor de Seleções, no lugar de Andres Sanchez.

    Marin ficou de pensar.

    Não quer passar por revanchista.

    Só que gostou das duas indicações.

    Ele quer trabalhar com pessoas em quem confie e admire.

    Não é o seu caso em relação a Sanchez.

    Por tudo o que ouviu de Juvenal, não há disposição de Marin em contar com Sanchez.

    Aproveitando a situação, Marco Polo del Nero também quer o seu quinhão.

    O presidente da FPF é o mentor de José Maria Marin.

    Seu protetor mais próximo.

    Percebi o clima de camaradagem dos dois na viagem para o Japão, na cobertura do Mundial Interclubes.

    Jantaram, almoçaram, tomaram café juntos, fizeram compras.

    Não se largaram.

    Quando Marin embolsou a medalha na final da Copa São Paulo, Marco Polo o defendeu.

    Mas vale lembrar que o ex-governador só estava no palco, entregando e embolsando medalhas, por uma ‘homenagem’ do presidente da FPF.

    E Marco Polo quer um outro treinador na Seleção.

    Seu nome é Luiz Felipe Scolari.

    O presidente da FPF é conselheiro vitalício do Palmeiras.

    Marin também guardou a sugestão no bolso.

    Vai esperar.

    Quer observar.

    Não há pressa.

    Pode avaliar tanto Mano como Andres depois da Olimpíada.

    No entanto tudo pode correr mais rápido para Milton Cruz.

    Ele pode se tornar o auxiliar técnico da CBF.

    Mano já tem o ex-jogador Sidney.

    Só para lembrar.

    Mano e Milton tiveram uma discussão séria em 2009.

    O então treinador do Corinthians tentou desmoralizar Milton Cruz o chamando de ‘interino de Muricy’.

    Milton devolveu.

    Disse que era campeão do mundo e perguntou a Mano o que ele ganhou na carreira.

    E foi além.

    Aos repórteres disse que poderia ser interino, mas pelo menos não era suspeito de ‘porra’ nenhuma.

    Milton nunca quis explicar sobre a tal suspeita.

    A carapuça foi jogada no ar.

    E nunca esquecida.

    Como é que pode haver boa convivência entre os dois?

    Só o fato de Marin estar pensando a sério na sugestão de Juvenal é um indício.

    O fogo foi aceso.

    O início de fritura já começou na CBF.

    Os pratos principais são Mano e Andres.

    E eles sabem disso..

    Lina: A casinha está caindo.

    • Helder Says:

      Felipão é um baita treinador, mas acho que é a hora e a vez do Muricy, técnico que respeito, embora não seja tão fã, mas sei reconhecer que é um treinador muito competente e que de longe vive melhor momento.

      Com Muricy não terá convocação estranha e certamente não teremos uma defesa fraca, o que já é 70% do caminho, depois de achar um time confiável é só deixar entrosar até 2014.

      Lina: Com o que tem do meio pra frente e o Muricy acertando a defesa, a seleção fica fortíssima. Eu espero voltar a torcer pelo time da CBF que eu deixei de gostar por causa da CBF…

  8. Henrique Soberano Says:

    Se eu fosse o Piris eu teria vergonha de perder posição para o Rodrigo Caio que nem lateral é.
    Pede pra sair Piris !

    Lina: O quê acontece ? Começou bem no São Paulo. Uma pena…

    • Marcos Tri Says:

      O Rodrigo Caio é muito melhor que o Piris.
      Esse paraguaio logo sai do tricolor.
      É fraco.

      Lina: Naum é fraco, mas está em má fase. O Neymar disse que o Piris é um dos melhores marcadores que já tinha jogado contra… E ae ?

      • Helder Says:

        Foi um dos poucos caras que conseguiram marcar o Neymar na bola, sem dar pontapé, fato.

        Esse ano está mal, também teve a contusão muscular, vamos ver se melhora agora com essa semana de treinamentos.

        Lina: Marcar é com ele, apoiar, nem tanto, infelizmente…

  9. SPFC Tri-Mundial Says:

    Só quero ver no domingo…

    Lina: 1×0 tá bom.

    • Helder Says:

      Se o time entrar com esse espírito que parte da torcida demonstra… só quero ver.

      Lina: Rsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: