Relação de Vizinhança

Entre os adversários do meio futebolístico, o Corinthians, através do seu presidente, Andrés Sanchéz, é o que mais tem desferido ataques ao São Paulo. Mas no entorno do Morumbi também há vozes contrárias estridentes.

A Saviah – Sociedade Amigos da Vila Inah -, exercendo o legítimo direito de associação comunitária, tentou na Justiça derrubar o projeto do monotrilho, com o argumento declarado de que a linha 17 beneficiaria o São Paulo e não o bairro. Perdeu. A Justiça considerou que o Metrô, ainda que na modalidade monotrilho, beneficiará uma comunidade enorme e citou, expressamente, Paraisópolis.

Ninguém, entretanto, tem sido tão contundente nos ataques ao São Paulo do que o sr. Sérgio Orlando Santoro, químico de profissão, morador da rua Jandiro Joaquim Pereira, nas imediações do estádio.

Segundo denúncia do Ministério Público, por volta de 1h15 do dia 22 de novembro de 2006,  um grupo de pessoas que saía do clube parou em frente à casa de Sérgio, por conta de um problema no carro. Sérgio  foi até a sacada da residência e passou a discutir com essas pessoas. O promotor diz que ele voltou para dentro de casa e saiu novamente, armado de um revólver calibre 38 e disparou contra o grupo. Em razão disso, Sérgio está sendo processado por disparo de arma de fogo em via pública. Depois desse episódio, o vizinho do Morumbi denunciou o clube ao ministério público, por crime ambiental, já que o esgoto do São Paulo era despejado no córrego Antonico e não na rede da Sabesp.

Sérgio fez essas acusações também no Blog do Paulinho, em que chamou o clube de criminoso ambiental e usurpador de patrimônio público. O São Paulo pediu na Justiça indenização compensatória de danos de ordem extrapatrimonial. O juiz de primeira instância deu razão ao clube, o Tribunal confirmou a decisão: Sérgio foi condenado a pagar ao São Paulo R$ 8.175,00. Depois da sentença, Sérgio voltou a se manifestar, no mesmo blog, e foi novamente processado.

Sérgio já entrou com quatro ações na Justiça contra o São Paulo, entre as quais uma que tentava proibir o show de Madonna (aquele que foi realizado há mais de dois anos).

O que move Sérgio? “É um problema pessoal”, disse em entrevista à imprensa o vereador Marco Aurélio Cunha, conselheiro do clube, ex-superintendente de futebol. Ele não quis dar detalhes, mas o fato é que uma senhora que viveu em união estável com Sérgio era funcionária do clube. Depois que ela deixou o emprego, numa reestruturação administrativa do São Paulo, Sérgio moveu as ações contra o São Paulo.

O Blog do Morumbi o procurou. Em resposta, entre impropérios, ele disse: “Não lhe devo satisfações, mas para sua informação sou separado a mais de sete anos (sic) e não mantenho contato com minha ex mulher (sic) e desconheço as atividades dela.”

Refiz as perguntas e veio resposta: “Vou lhe dar uma dica do meu motivo principal entre outros tantos; Eu,ao incessantemente reclamar, por e-mail, pessoalmente, ter reunião com diretores do clube,etc.,(documentado) contra a abertura do portão 11-A,e dos bêbados que saiam do clube às 2/3 horas da madrugada infernizando minha vida e a de todos, o clube não fez nada, mas mandou (?) covardemente e caluniosamente 2 porteiros às 3 horas da manhã na delegacia dizer que eu tentei matar os dois e mais 6. Sou ruim de pontaria como pode precisar. Depois disso vc faria o quê? Ou acabo eu ou eles, não tem contemporização. Essa, além de muitas e de ser  cidadão, é minha motivação pessoal. Guerra total, e estou ganhando todas. Eles mexeram com o cara errado, de passado limpo, de moral ilibada e incorruptível.”

Sérgio Santoro diz falar em nome de uma entidade chamada Movimento Morumbi Total, que não existe juridicamente, segundo a sentença judicial que condenou Sérgio a indenizar o São Paulo.

Mas, de fato, a saída da ex-mulher de Santoro dos quadros do São Paulo Futebol Clube é posterior ao incidente, com tiroteio, na porta de sua casa. Portanto, os desentendimentos começaram antes e, para o São Paulo, Santoro se transformou num adversário que faz barulho na imprensa. “Eu sou uma clara, insofismável e incontestável liderança do bairro, no caso o MMT (Morumbi Total) e a Saviah também, o resto fala muito e não faz nada”, diz Santoro.

Via Blog do Morumbi

***(*) ******(*)

Anúncios

10 Respostas to “Relação de Vizinhança”

  1. Guedes Says:

    Que vida triste a desse cara.

    Lina: KKKKKKK

  2. Edu Tricolor Says:

    7X0 por enquanto, e o cara tá apelando ao papa pra não pagar o que o juiz determinou.
    Isso que é ser insofismável.

    Lina: Não é ?

    • Barman Says:

      Está 7×0 para o tricolor e ele diz que está ganhando todas ?
      Que mercadoria é essa ?

      Lina: Isso eu também não entendi.

      • José Roberto Says:

        Lina e Barman, vocês são ruins de raciocínio mesmo não?
        O cara disse nas entrelinhas que já ganhou 7 vezes o que a Maria ganhou atrás da horta.
        Entenderam?
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        Se isso é vitória eu já não sei mais o que é derrota.

        Lina: Rsrsrsrsrs

  3. Helder Says:

    Só toma nabo na justiça hein Seu Santoro?! ahahahaha

    Não demora e ele não vai mais ter que se preocupar, vai dever tanto que vai precisar se mudar, vá pra o Isentão e seja feliz coisa ruim.

    Lina: Quero que venda as calças pra pagar pelas merdas que fala. Mas eu acho que “aquilo” é porca.

  4. Marcelo Abdul Says:

    A “ONG de um homem só” não pode impedir o desenvolvimento da cidade de São Paulo. O problema dele com o clube passa longe de qualquer ato de cidadania. Afinal em todas as suas manifestações eu só vi bravatas, mentiras, calúnias e ataques coléricos ao São Paulo FC. Sua organização nunca se manifestou em relação a violência do bairro e a melhorias na região. `Principalmente na favela de Paraísópolis. Uma das maiores da cidade.

    Um homem que atira em pessoas desarmadas não é o melhor exemplo para nada. Mas a justiça está sendo feita. Santoro vai pagar centavo por centavo todas as acusações caluniosas que cometeu.

    Lina: Já está pagando… rsrsrsrsrs

    • José Roberto Says:

      A resposta dele ao Blog do Morumbi por sí só já mostra sua motivação, não sou advogado, mas, será que o Jurídico do clube não pode usar essa sua afirmação em futuros processos contra esse cara?

      Lina: Deveria.

  5. guina Says:

    O tempo é o senhor de todas as coisas! E esse cidadão irá pagar por tanta perseguição.É hoje… Lina.
    Vai SP!

    Lina: É hoje manolo ! Vamo SP !!!!

    • guina Says:

      xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, naum dá pra ganhar. Sai Zicaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

      Lina: Tá foda Guina, tá duro de aturar…

  6. Aurio Adriano Says:

    Alguem do SP deve ter pegado a nega dele certeza… hahahaha a ira desse Palmeirense vai se voltar contra ele próprio, vai ter que vender até o velho 38 para pagar o SPFC.

    Lina: O cara tá entrando com ações pra impedir a execução da dívida. Pelo jeito o 38 vai ir pra leilão em breve…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: