Dinheiro Público no Itaquerão Chega a R$ 581 mi, Mais Que o Custo de Seis Estádios da Copa

A soma dos incentivos fiscais e gastos públicos relacionados ao estádio que o Corinthians está construindo em Itaquera (Zona Leste de São Paulo) gira em torno de R$ 581 milhões. O valor é superior ao custo total de seis das 12 arenas que estão sendo construídas ou reformadas para a Copa do Mundo de 2014 (veja tabela abaixo).

O cálculo considera os incentivos destinados pela prefeitura de São Paulo ao Corinthians (R$ 420 milhões em créditos tributários), a construção de arquibancadas móveis com 20 mil lugares que serão bancadas pelo Estado de São Paulo (a um custo estimado pela Odebrecht, que constrói o estádio, de R$ 70 milhões) e a renúnicia fiscal do governo federal através do Recopa (Regime Especial de Tributação para Construção, Ampliação, Reforma ou Modernização de Estádios de Futebol), estimada em R$ 91 milhões e obtida pelo Corinthians na sexta-feira.

O valor da renúncia representa 10% do valor total da obra do estádio, excetuando a parte bancada pelo governo estadual. Isso porque a assessoria de imprensa do Corinthians informou que o incentivo fiscal concedido pelo Recopa não implica em redução do custo da obra, uma vez que o orçamento da arena foi calculado considerando que o estádio conseguiria as isenções.

Assim, o valor do estádio sem a parte do governo estadual (R$ 820 milhões), representaria 91% do custo total sem os incentivos federais. Dessa forma, sem a isenção, o preço seria de R$ 911 milhões. Como a economia de impostos pelo Recopa é de cerca de 10%, R$ 91 milhões é a renúncia federal com o estádio corintiano.

Além dos recursos públicos injetados no estádio do Corinthians, há um financiamento de R$ 400 milhões provido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que finaliza a composição financeira da obra. Tal montante não foi incluído no cálculo porque trata-se de um empréstimo, que deverá ser pago de volta ao banco estatal. Caso não seja, o fiador é o Banco do Brasil.

Dos 12 estádios da Copa, apenas três são privados: o do Corinthians, a Arena da Baixada (PR) e o Beira-Rio (RS). O restante é feito integralmente com recursos públicos, e permanecerão como patrimônio estatal após sua conclusão. Em alguns casos, o ente público proprietário pretende passar o equipamento para a iniciativa privada após a Copa. É o caso do Maracanã, arena que o Estado do Rio de Janeiro pretende passar para a administração privada após finda sua reforma, orçada até agora em R$ 931 milhões. Fluminense, Flamengo e o empresário Eike Batista já se declararam interessados.

Via UOL Esporte

Relacionado

Em visita ao “Fielzão”, ministro defende dinheiro público em estádio

***(*) ******(*)

Anúncios

8 Respostas to “Dinheiro Público no Itaquerão Chega a R$ 581 mi, Mais Que o Custo de Seis Estádios da Copa”

  1. Helder Says:

    Que país é esse???

    Lina: A pergunta que ainda não foi respondida…

  2. Marcelo Abdul Says:

    Um país de políticos safados, picaretas e vagabundos que contam com a anuência e o pouco caso da maioria da população. Se fosse na Argentina estariam na cadeia. Lá o General Videla pagou por seus crimes. Aqui se faz uma anistia e o samba, cerveja e futebol continuam.

    Lina: Pois é, samba e pizza por aqui…

    • Marcelo Abdul Says:

      Pois é Lina. Só no Brasil um empresário que não gastou nada com a construção do Maracanã vai obter lucro com ele depois.

      Destruíram uma lenda do futebol brasileiro. Deformaram a sua alma e capacidade ao custo de milhões de reais de nossos impostos para depois entregá-lo de mão beijada ao Eike Batista.

      Com toda a grana que ele tem, quanto ele ajudou na construção?

      Agora quer o estádio de graça?

      Só nessa porra de país.

      Lina: Ainda tem mais. O presidente do Fludido, entrou na negociação do Thiago Neves e tirou o cara do Flalido. Flalido rompeu com o co-irmão (?) carioca. Bom, os dois tinham a pretensão de juntos, assumir o estádio após a copa. Agora já não sei mais se isso vai acontecer. Quem tinha o interesse em ver estes dois clubes rompidos ? É bom ficar de olho no presidente do Fludido, tá com cara de ser outro mico de circo, fantoche de interesses corporativos.

      • Guedes Says:

        O mesmo empresário que está de olho no Maracanã, pode ter bancado a contratação do Thiago Neves.
        Não poderia ?

        Lina: Poderia, lógico.

      • Helder Says:

        Tudo isso pelo Thiago Neves? rsrsrsrsrsrs

        Aliás, se não é a parceira o fludido tinha virado um Volta Redonda. Só não entendo a vantagem que o dono da Unimed leva nessa… eita homi “bonzinho” sô! hehehe

        Lina: Tudo isso pelo Maracanã Helder. O lucro é bem maior…

  3. Guedes Says:

    A gente não sabe nem a metade da metade da história suja por trás desse monte de lixo que estão erguendo em Itaquera.
    Mas o tempo vai mostrar.
    É só esperar.

    Lina: Estamos esperando.

  4. Renato Soares Says:

    Se gritar pega ladrão !

    Lina: Com certeza não fica um.

  5. Barman Says:

    É máfia no apito.
    É máfia brincando com dinheiro público.
    É máfia na CBF.
    É máfia na FPF.
    Na FIFA, em Brasília.

    TÁ TUDO DOMINADO !

    Lina: É porque o povo é burro. Tivessemos políticos decentes ( existe isso ? ), nenhum desses caras se criava e pior, se perpetuava em seus cargos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: