Archive for 6 de janeiro de 2012

Árbitro Denuncia Corrupção no Apito Brasileiro

06/01/2012

O árbitro Gutemberg de Paula Fonseca concedeu uma entrevista bombástica a Fernando Sampaio, da JP, falando sobre a gestão de Sérgio Corrêa da Silva como presidente da Comissão Nacional de Arbitragem e sobre a perda de seu escudo FIFA.

“Acho que voltamos aos tempos das Capitanias Hereditárias, mas na arbitragem brasileira. Não há critério (…) a não ser político, de interesse pessoal dele”, afirmou, ressaltando não entender porque perdeu seu escudo.

Ele é mentiroso, mariquinha e corrupto“, afirmou Fonseca, que ainda relatou uma pressão sofrida regularmente pelos árbitros, como a obrigação de manter contato telefônico com o presidente da comissão após a divulgação das escalas “para receber recomendações” sobre os jogos: “ele me disse antes do jogo em que o Corinthians ganhou por 5 a 1 do Goiás: é jogo do Timão, hein? O que eu posso entender com isso? Que se o Corinthians não ganha, eu posso nunca mais ser escalado“.

Sem medo de ser contestado, ele afirmou: “tenho provas e quero divulgá-las para contribuir que essa sujeirada toda seja lavada (…) tenho certeza de que quando o presidente da CBF apurar os fatos, chegará a um denominador comum e aí sim o torcedor brasileiro voltará a ter confiança nos árbitros“.

Ouça a entrevista exclusiva.

Via Jovem Pan On-Line

Dica do Aurio

Relacionados

Gutemberg detona comissão de arbitragem

Juiz carioca dispara contra Corrêa e vê corrupção na arbitragem

Ex-juiz da Fifa ataca Comissão de Arbitragem e insinua favorecimento ao Corinthians

Árbitro carioca denuncia esquema de corrupção na cúpula da arbitragem brasileira

Gutemberg de Paula promete contar bastidores da arbitragem

Excluído da Fifa, árbitro acusa dirigente da CBF de corrupção

Após perder escudo Fifa, árbitro ataca Sérgio Corrêa e denuncia ‘sujeirada’

Árbitro chama chefe de corrupto e insinua favorecimento ao Corinthians

***(*) ******(*)

Nota do blog: Não é surpresa a revelação do árbitro Gutemberg de Paula Fonseca. No final do campeonato brasileiro do ano passado, antes da penúltima rodada, a mensagem era clara ao oficializar o presidente do time da marginal como o novo diretor de seleções. Como em 2005, 2011 ficará guardado como mais um campeonato manipulado. O poder público, se é que isso existe neste pais de merda, precisa, deve averiguar essa denúncia grave. O árbitro disse que tem provas. Até quando os ladrões ficarão impunes ? Chega !