Onde Acompanhar os Gastos da Organização da Copa 2014

Com o prazo curto e forte pressão tanto da Fifa quanto dos brasileiros, a organização para a Copa do Mundo 2014 tende a fazer vistas grossas a “atropelamentos morais” nas obras das cidades-sedes. Moradores desalojados de suas casas, condições ruins de trabalho nas construções e preocupação maior com o que vai acontecer durante o Mundial, e não com o depois, acabam acontecendo.

Ao menos é isso o que mostra o dossiê “Mega-eventos e violações de Direitos Humanos no Brasil”, preparado pela Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa e das Olimpíadas, e lançado na última segunda-feira 12.

A organização pretende monitorar os gastos da União com o Mundial e denunciar as questões envolvendo direitos humanos, sempre que as houver, através do Portal Popular da Copa.

A partir do dossiê você pode entender em detalhes, por exemplo, o aumento exponencial da verba para a reforma do Maracanã, que pulou de 600 milhões para 860 milhões desde o início das obras. A construção do píer do porto carioca, por exemplo, já dobrou de valor, agora estimado em 610 milhões de reais. O curioso é que os responsáveis pelas obras sempre descobrem que precisam de mais dinheiro, nunca de menos.

Enfim, vale a pena checar o portal esporadicamente. Aos jornalistas, fica a dica. É um manancial de pautas.

Via Yahoo

***(*) ******(*)

Anúncios

11 Respostas to “Onde Acompanhar os Gastos da Organização da Copa 2014”

  1. Jorge Tri-Hexa Says:

    A gente vai acompanhar, mas não sei se vai adiantar alguma coisa.
    Desânimo total com o poder público.

    Lina: Todo mundo está desanimado, mas tem que prestar atenção mesmo assim, porque se com todo mundo falando os caras roubam, imagina se ninguém fiscalizar ?

  2. Felipe 6-3-3 Says:

    Lina, de cara já vi isso no portal, olha a roubalheira.

    Farra da Copa: agora querem meter a mão no FGTS
    Escrito por Raquel Rolnik|
    Lido 198 vezes | Publicado em Desrespeito à Legislação |

    tamanho do texto reduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
    Imprimir
    E-mail
    Seja o primeiro a comentar!

    Há duas semanas foi aprovado no senado o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 29/11, cuja origem é a Medida Provisória nº 540/11. O PL, que dispõe sobre questões tributárias, terminou incluindo a autorização para o uso de recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em obras da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016. Mais uma vez estamos diante da possibilidade de uma farra justificada em nome desses megaeventos.

    O PL está agora na mesa da presidenta Dilma Roussef para sanção. Jorge Hereda, presidente da Caixa Econômica (que gerencia o FGTS), é contrário à medida. Com razão. Os recursos do fundo são hoje utilizados para financiar programas habitacionais, como o Minha Casa, Minha Vida, além de obras de saneamento. Não faz o menor sentido usar estes recursos em operações urbanas consorciadas de obras de mobilidade e transporte, infraestrutura aeroportuária, empreendimentos hoteleiros e comerciais, como define o PL.

    Para quem nunca ouviu falar, as operações urbanas consorciadas de obras de mobilidade e transporte podem ser, por exemplo, a utilização de áreas lindeiras à linha de transporte urbano para grandes empreendimentos imobiliários realizados pela iniciativa privada, muitas vezes desrespeitando, inclusive, o próprio planejamento local.

    Vale lembrar que os projetos de mobilidade já contam com recursos do governo federal através do PAC da Mobilidade. Os estádios já estão sendo construídos ou reformados pela iniciativa privada com recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Essa aprovação do uso dos recursos de FGTS, na surdina, só pode ser para financiar obras não incluídas na Matriz de Responsabilidades da Copa, que é o único documento oficial que prevê obras ligadas à Copa nas cidades. O resto são rumores.

    Já se calcula que, num curto a médio prazo, se os programas habitacionais e de saneamento continuarem no ritmo que estão hoje, os recursos do FGTS não serão suficientes para mantê-los, ou seja, será necessário buscar outras formas de financiamento. Mas o grande problema dessa medida, além de ter sido aprovada de maneira oportunista numa Lei que nada tem a ver com a Copa e as Olimpíadas, é permitir o uso de um crédito que é dos trabalhadores brasileiros, com juros muito baixos, para financiar a farra da Copa.

    Lina: Imundície.

  3. Radar Soberano Says:

    13.12.2011 – 15:59
    Para juíza, benefícios fiscais voltados ao Itaquerão são de interesse público
    60

    Perrone

    Leia abaixo trecho da sentença proferida pela juíza Maria Fernanda de Toledo Rodovalho, que extinguiu quatro ações em primeira instância referentes ao Itaquerão. Todas pediam a suspensão das obras alegando, entre outros aspectos, irregularidade na lei de incentivos fiscais à Zona Leste.

    “… a concessão de benesses fiscais, que não compreendem a isenção de impostos, é perfeitamente compatível com o interesse público envolvido [receber jogos da Copa do Mundo].”

    O vereador e conselheiro do São Paulo, Aurélio Miguel, autor de uma das ações, aponta falhas na decisão da juíza. A sentença é classificada por ele como parcial. O ex-judoca vai estudar com seus advogados o que fazer.

    Lina: Essa foi de doer. Imagina que deixar de construir escolas e hospitais é menos importante do que um estádio. Vai pros quintos dos infernos porra !

    • Luiz Ferreira Says:

      Tenho que gargalhar com um negócio desses.
      É melhor rir porque se eu falar o que eu achei da decisão, bem capaz de ser preso.

    • Edu Tricolor Says:

      Parabéns pra ela.
      Entende bem das necessidades do povão.

  4. Radar Soberano Says:

    http://esporte.ig.com.br/futebol/santistas-se-revoltam-contra-a-globo-no-twitter/n1597409945098.html

    Lina: A tv lixo vai se afundar sozinha.

  5. Radar Soberano Says:

    http://www.lancenet.com.br/minuto/CBF-confirma-ranking-nacional-clubes_0_608939212.html

    Lina: Ridículo isso ai.

  6. Radar Soberano Says:

    http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2011/12/bastidores/cbf-esquece-titulo-de-67-e-deixa-palmeiras-atras-do-santos-em-ranking.html

    Lina: Pra você ver como os campeonatos de 67 tem valor…

  7. Edu Tricolor Says:

    Só tem ladrão neste país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: