São Paulo 2×0 Avaí

Luis Fabiano havia disputado oito jogos pelo São Paulo e marcado um gol. Mas quem é um grande artilheiro nunca esquece o caminho do gol. Foi uma noite fabulosa. Um dia para o camisa 9 lavar a alma, calar os críticos e mostrar que é sim muito importante ao Tricolor.

Na noite deste sábado, Fabuloso acabou com a série negativa do São Paulo no Campeonato Brasileiro – foram nove partidas sem vencer. Com dois gols, o atacante foi o grande destaque na vitória sobre o Avaí por 2 a 0, no Morumbi. Foi o terceiro gol do jogador neste retorno ao clube. Os dois primeiros no Brasileiro.

Com 53 pontos, o Tricolor voltou a se aproximar da zona de classificação da Libertadores. A diferença que estava em cinco pontos poderá cair para apenas dois neste domingo. Para isso, no complemento da rodada, a equipe terá de torcer por derrotas de Flamengo e Botafogo.

NADA DE GOLS

Com a escalação confirmada na véspera da partida contra o Avaí, Emerson Leão ainda contou com a volta do goleiro Rogério Ceni, recuperado de dores no tornozelo esquerdo. Mesmo com mais volume de jogo, o Tricolor não conseguiu marcar contra o time catarinense no primeiro tempo.

Durante toda a primeira etapa, as equipes pouco atacaram e os goleiros não foram exigidos. Em um dos lances, Rogério Ceni teve de fazer uma ótima defesa e só. O Tricolor tentou dos dois lados, tanto com Jean quanto com Cícero. Mas não converteu isso em gols.

Na frente, Dagoberto se movimentou bastante e procurou a todo instante o atacante Luis Fabiano. Os chutes do São Paulo não levaram perigo a Felipe. Carlinhos tentou, Cícero também, mas a bola subiu muito, desapontando os torcedores presentes no Morumbi.

FABULOSO DECIDE

Na volta do intervalo, Leão colocou Fernandinho na vaga de Luiz Eduardo, abdicando do esquema com três zagueiros. Aos 12 minutos, Lucas fez ótima jogada pela esquerda e a bola sobrou para Luis Fabiano. Dentro da área, o matador não perdoa. Gol do Fabuloso no Morumbi.

Depois do gol, Dagoberto e Carlinhos deram lugares a Willian e Denilson, respectivamente. Mas a noite era dele. Aos 19, Cícero cruzou da esquerda, a zaga catarinense tentou afastar, mas a bola sobrou para Fabuloso. Com um toque sutil de cabeça, o camisa 9 fez o segundo gol no jogo. Festa da torcida, explosão de alegria do camisa 9.

Com a vantagem no placar, o São Paulo administrou. Uma vitória justa no Morumbi. Um triunfo para mostrar ao próprio time que ainda é possível chegar muito longe no Brasileiro. Mostrou a Luis Fabiano o grande artilheiro que ele é. Faltando quatro rodadas no Brasileiro, o Tricolor ainda dará muito trabalho.

REAPRESENTAÇÃO

De folga neste domingo, o elenco são-paulino voltará aos treinos na próxima segunda-feira, às 15h30, no CT da Barra Funda. O Tricolor voltará a campo na quarta-feira diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada. No primeiro turno, empate em 2 a 2 no Estádio do Morumbi.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 AVAÍ

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 12 de novembro de 2011, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Público: 10.546 pagantes
Renda: R$ 250.226,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Jesmar Benedito Miranda de Paula (ambos de GO)
Cartões amarelos: Luiz Eduardo, Lucas, Luis Fabiano, Fernandinho e Wellington (São Paulo); Daniel, Fernandinho, Bruno Silva e Robinho (Avaí)

Gols: SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 12 e aos 19 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão, Rhodolfo e Luiz Eduardo (Fernandinho); Jean, Wellington, Carlinhos Paraíba (Denilson), Lucas e Cícero; Dagoberto (Willian José) e Luis Fabiano Técnico: Emerson Leão

AVAÍ: Felipe; Daniel (Diego), Gian, Cláudio Caçapa e Fernandinho; Bruno, Junior Urso, Pedro Ken (Marcos Paulo), Lincoln (Fabiano) e Robinho; Caíque Técnico: Toninho Cecílio

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Improvisado, Cícero exalta a própria versatilidade

Luis Fabiano faz dois gols, São Paulo bate Avaí e finda jejum de dois meses sem vitória

Com dois de Luis Fabiano, São Paulo acaba com seca de vitórias

Luis Fabiano faz dois sobre o Avaí e acaba com jejum do São Paulo

Luis Fabiano faz 2, São Paulo vence após 56 dias e complica Avaí

Após espera, Fabuloso desencanta e desabafa

Luis Fabiano desabafa após gols, mas lamenta suspensão por bobeira

Lucas comemora: ‘Enfim, voltaremos para casa felizes’

Só melhoramos um pouco, ainda falta muito, diz Luis Fabiano

Alvo do São Paulo em 2012, Muricy Ramalho confirma que renovará com o Santos

“Fizemos com que a vitória acontecesse”

“Vamos para casa tranquilos”, enaltece Lucas

Fabuloso: “Não podemos ficar sem a Libertadores”

Na raça, sub-20 vence o Paulínia e chega à decisão do Paulista

Sub-15 goleia o Santos e está na final do Paulista

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Atlético-PR x São Paulo, Brasileirão 2011, Arena da Baixada, Curitiba, quarta-feira, dia 16.11 às 20h30.

Anúncios

9 Respostas to “São Paulo 2×0 Avaí”

  1. Guedes Says:

    Enfim o São Paulo venceu, mas o futebol ainda não apareceu.
    Ontem vi Vasco e Botafogo. Que diferença, que vontade, que correria.
    Definitivamente o São Paulo é um time de vagabundos.

    Lina: Eu vi este jogo e concordo. É muita diferença no espírito. O Vasco e o Botafogo são times de futebol, o São Paulo é um bando.

  2. Radar Soberano Says:

    Leão faz sacrifício e tática pró-goleador, mas segue insatisfeito

    Se Luis Fabiano terminou o jogo contra o Avaí como herói pelos dois gols da vitória por 2 a 0, Emerson Leão fez questão de detalhar toda a sua atuação na busca pelo fim do jejum de nove jogos sem vencer. O técnico mostrou sua importância até ao colocar Willian José, vital para o segundo gol do artilheiro na noite. E ainda avisou: o time está longe do que precisa.

    “Foi bom, mas ainda não está bom. Foi bom o resultado porque corremos atrás, fizemos com que ele acontecesse e não só o esperamos, o que estava irritando e decepcionando todos. Mas isso não satisfaz”, reforçou o comandante. “Precisamos continuar insistindo. Nossa trajetória é marcada por bons jogos futuros, mas temos que confirmar isso.”

    Para isso, o São Paulo pode contar com uma influência grande de seu chefe. O técnico lembrou, por exemplo, que manteve a ideia de trocar Dagoberto por Willian José mesmo após Luis Fabiano ter marcado o primeiro gol. Junto, também colocou Denilson na vaga de Carlinhos Paraíba, ficando mais de 30 minutos sem poder fazer nova substituição.

    O trunfo do chefe veio no segundo gol, quando Willian José desviou cruzamento de Cícero, outra ?invenção’ do comandante como ala e lateral, e Luis Fabiano, livre, balançou as redes. “Não pensei em tirar o Luis Fabiano. Pensei e fiz por ajudá-lo. Se fosse dividida a preocupação com ele, ficaria mais fácil. E outro grandão por ali incomodou”, falou o técnico.

    A entrada de Denilson foi para corrigir algo que nem seguidos recados a Rogério Ceni davam resultado. O volante ajudou a dupla de zagueiros que restou na marcação de dois atacantes enfiados na área do São Paulo. Antes, o treinador ainda havia mudado a partida ao abdicar do 3-5-2 e sacar Luiz Eduardo, autor do gol contra que gerou a derrota na última rodada, e colocar Fernandinho em um 4-2-4. Solução encontrada para um primeiro tempo reprovado por chefe e torcida, que vaiou no intervalo.

    “Não gostei dos três zagueiros no primeiro tempo. O menino Eduardo tinha tomado amarelo e o tirei para não penalizá-lo nem preocupá-lo mais. Tem hora que é preciso ser audacioso e até sacrificar um por outro que pode dar certo”, explicou Leão. “Às vezes você corrige um setor para ajudar outro. O Fernandinho ajudou tanto ofensivamente quanto no meio. Teve hora em que atuou como terceiro volante.”

    No fim, o técnico ainda gritou para Lucas, cansado, deixar de optar quase permanentemente por driblar e tocar mais a bola. Tudo atendido, mas a zona de vaga na Libertadores está a dois pontos do Tricolor. “Ainda nos falta”, insistiu Leão.

  3. Radar Soberano Says:

    Para Leão, Fabuloso e Ceni vão ter que ‘empurrar com a barriga’

    Capitão convive com dores no tornozelo esquerdo, enquanto atacante ainda não está no auge da sua forma física

    Para vencer o Avaí (2 a 0), o São Paulo contou com participação direta dos dois mais experientes do time titular. Rogério Ceni, com 38 anos, e Luis Fabiano, com 31, foram os grandes nomes da partida.

    O golerio, depois de ficar fora de dois compromissos, se recuperou de um edema no tornozelo esquerdo, foi escalado e decidiu com duas boas defesas. Uma delas, ainda no primeiro tempo, quando estava 0 a 0.

    Luis Fabiano decidiu na frente. Marcou os dois gols, um de pé direito e outro de cabeça. Foram os primeiros pelo Brasileirão, em sete confrontos disputados.

    A dupla não vive o auge da forma física. Ceni tem dores no tornozelo esquerdo. Fabuloso, que passou por cirurgia no semitendinoso direito, ainda tem certas limitações.

    – Estamos no fim do campeonato. Cada um na sua ponta. O Rogério vai empurrar a dor no tornozelo com a barriga até o fim e vai se recuperar nas férias. O Luis vai empurrar a condição física, que não é ideal, para voltar bem na pré-temporada e ser o que se espera ano que vem – explicou o Emerson Leão.

    – Somos importantes para o time. Procuramos passar toda experiência que temos, em momentos bons e ruins. Passávamos por um momento ruim, mas procuramos passar confiança para os garotos. Com vitória, tudo muda. Se formos para Libertadores, não será um ano totalmente perdido. Queremos animar os garotos. Eu e o Rogério não ganhamos e nem perdemos sozinhos. Precisamos de todo mundo – completou o camisa 9.

  4. Radar Soberano Says:

    Fabuloso admite bobeira por suspensão e leva bronca de Leão

    Atacante não enfrentará o Atlético-PR e será substituído por Willian

    Apesar de comemorar os dois gols marcados contra o Avaí que garantiram a vitória do São Paulo por 2 a 0 neste sábado, Luis Fabiano também cometeu um grande erro. Por reclamação, ele recebeu o terceiro amarelo e está suspendo do jogo de quarta-feira, diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada. Ciente de seu vacilo, o atacante lamentou o fato ao término da partida.

    – Foi uma bobeira. Mas os árbitros têm de rever alguns lances também. O adversário segurou minha camisa na cara dele e ele deu falta minha. Não jogo o próximo jogo após fazer dois gols, foi bobeira – disse.

    O técnico Emerson Leão ficou irritado e deu uma bronca em Fabuloso ainda dentro de campo. Na entrevista coletiva depois do jogo, o treinador deixou claro que esse tipo de erro não pode acontecer:

    – Já dei uma bronca nele sobre o cartão. Não pode receber. Ele está um pouco nervoso. Quando fez a sua, que é ser goleador, foi bem e marcou. Sabemos da qualidade dele, mas precisa ter mais paciência.

    Sem poder contar com seu camisa 9, Leão já garantiu que Willian será o substituto. Ele tem sido bastante utilizado pelo treinador. Contra o Vasco, Fabuloso estava lesionado e o camisa 19 iniciou a partida. Neste sábado, disputou boa parte do segundo tempo.

  5. Radar Soberano Says:

    São Paulo agradece paciência da torcida e busca espírito guerreiro

    Mais uma vez, como ocorreu em todos os jogos sob o comando de Adilson Batista no Morumbi, o São Paulo chegou a ser vaiado na vitória sobre o Avaí nesse sábado na saída para o intervalo, quando o placar estava 0 a 0. O time, entretanto, não só compreende a atitude, como vê paciência. E promete responder com garra.

    “O torcedor está de parabéns, não tenho queixa nenhuma. Joguei aqui de 2001 a 2004 e nunca tinha visto tanta paciência. Incentivaram do início ao fim independentemente do resultado. Só vaiou no intervalo e com razão, porque estava 0 a 0 e precisávamos do resultado”, discursou Luis Fabiano.

    Dono dos maiores públicos do Campeonato Brasileiro, levando mais de 60 mil pessoas ao Morumbi para a milésima partida de Rogério Ceni pelo clube, na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, e a reestreia de Luis Fabiano, com derrota por 2 a 1 para o Flamengo, o Tricolor levou pouco mais de dez mil pagantes nesse sábado, diante do Avaí.

    Para não perder mais a confiança de seus torcedores, a receita é se empenhar ao máximo em campo para conseguir, nestas quatro rodadas que restam, um lugar entre os cinco primeiros colocados da liga nacional, garantindo, desta forma, o retorno à Libertadores.

    “Temos que passar confiança ao torcedor com resultados positivos. É do campo que se passa essa confiança. Precisamos mostrar que queremos nos classificar para a Libertadores”, discursou Luis Fabiano. “O time cresceu junto contra o Avaí. Com o ataque correndo, marcando, cria-se uma disposição e vontade a mais para todos”, elogiou Rhodolfo.

    Se a senha é correr na frente, não será problema. “Na verdade, é obrigação fazermos isso. O nosso momento não era legal e precisávamos dos três pontos”, contou Luis Fabiano. “É necessário acordar, se unir, batalhar… Se preciso, dar pito no companheiro. Resta a nós 0 chance, não podemos perder mais nem dar sopa para o azar. É vencer ou vencer, ou seja, correr, lutar, se doar e se sacrificar pela vitória”, indicou o camisa 9.

  6. Radar Soberano Says:

    Leão se derrete por Luis Fabiano, mas condena descontrole; atacante reconhece erro

    O atacante Luis Fabiano foi decisivo para o São Paulo na noite deste sábado. O jogador balançou a rede duas vezes , e o time bateu o Avaí por 2 a 0, no Morumbi, encerrando um jejum no Brasileiro de nove jogos sem triunfo. O técnico Emerson Leão fez muitos elogios ao atleta, mas o criticou por ter tomado um cartão amarelo de forma infantil. Dessa forma, Luis Fabiano está suspenso para o próximo jogo, diante do Atlético-PR.

    “O Luis Fabiano é um goleador e se comportou assim. Mas ele está se irritando demais. Acho que os erros e os acertos dos árbitros não podem levá-lo ao descontrole, ainda mais experiente do jeito que ele é. Ele não está sabendo se controlar. Compete a nós fazer as coisas certas, cobrar os jogadores, corrigi-los e dar a bronca. Mesmo depois do segundo gol ele passou e eu lembrei que ele estava errado. Mas goleador é isso ai”, disse Leão, reconhecendo que Luis Fabiano e Rogério Ceni têm papéis fundamentais em seu elenco.
    “Por isso são os dois maiores salários do elenco, são decisivos, cada um em sua ponta. O Rogério vai empurrar com a barriga até o fim do ano a dor que tem no tornozelo e depois vai se recuperar. O Luis Fabiano vai empurrar a condição dele até a pré-temporada para se tornar ainda mais um goleador, que ele já é”, continuou o treinador.

    Luis Fabiano, por sua vez, reconheceu que poderia ter evitado o terceiro cartão amarelo. “Foi uma bobeira. Mas os árbitros precisam rever alguns lances. O adversário segurou a minha camisa e ele deu falta para o adversário. Foi uma bobeira, porque não jogo no próximo jogo. Eu iria voltar a ter uma confiança, uma sequência”, lamentou o jogador, já prevendo a bronca que receberá de Leão.

    “Foi uma bobeira tremenda da minha parte, num momento importante do campeonato. Conhecendo o Leão, isso não vai ficar barato. Ele vai ficar falando, ‘buzinando’ até ele viajar para Curitiba. Vai ‘buzinar’ na minha orelha. Depois do gol, ao invés de me elogiar, ele falou: ‘tomou um cartão e eu avisei’. Vai me cobrar”, afirmou Luis Fabiano.

  7. Radar Soberano Says:

    Realista, herói Luis Fabiano avisa: ‘Temos que melhorar muito’

    O São Paulo acabou com um jejum de nove partidas sem vitória no Campeonato Brasileiro neste sábado. Com dois gols de Luis Fabiano, a equipe do técnico Emerson Leão derrotou o Avaí por 2 a 0 no Morumbi. O atacante se mostrou aliviado com o triunfo, mas cobrou melhoras do time para a reta final da competição.

    “No segundo tempo melhoramos um pouquinho. Tivemos mais coragem, jogamos com profundidade, surgiram as oportunidades e fui feliz. Jogamos um pouco melhor na segunda etapa, mas temos que melhorar muito, temos que ser realistas. Na hora do primeiro gol extravasei um pouco e liberei tudo o que estava entalado na garganta. Muita coisa que não vale a pena falar. Passei dias difíceis, mas pude ajudar com dois gols”, celebrou Luis Fabiano.
    Leia Mais

    VÍDEO: Luis Fabiano resolve, São Paulo vence a primeira com Leão e encerra jejum de nove partidas
    Leão se derrete por Luis Fabiano, mas condena descontrole; atacante reconhece erro

    “Os gols representam muita coisa. A vitória e os gols são importantes, mas o trabalho segue o mesmo. Nos outros jogos eu não tive grandes oportunidades. Mas eu sigo com o meu trabalho e a vontade vai ser a mesma”, continuou.

    Segundo Luis Fabiano, a vitória em casa dá moral para o time são-paulino continuar sonhando com uma vaga na próxima Copa Libertadores da América.

    “Com certeza, só depende de nós. Ganhando os quatro jogos ainda temos chances de sonhar. Um time como o São Paulo não pode sair do primeiro tempo sem chutar a gol. Por isso a minha indignação. Tem que reagir, trabalhar mais, e criar mais, melhorar mais. As chances de Libertadores seguem intactas. Vamos seguir lutando até o final pela vaga na Libertadores. Primeiro temos que passar confiança ao torcedor e mostrar que a gente quer e que tem possibilidade”, discursou o herói da vitória.

    Para o jovem Lucas, a ‘maré são-paulina’ tende a mudar depois do resultado positivo deste sábado contra os catarinenses.

    “Estou sempre procurando melhorar, ajudei na marcação e fiz a jogada do primeiro gol. Se nós entrarmos com esse espírito do segundo tempo temos grandes chances de classificar para a Libertadores. Tiramos um peso das costas, pudemos vencer e agora acho que a maré vai mudar”, afirmou Lucas.

  8. Radar Soberano Says:

    Luís Fabiano evita revelar alvo de desabafo: “não vale a pena”

    Luís Fabiano celebrou seu primeiro gol na vitória sobre o Avaí xingando e manifestando sua raiva, não economizando palavrões. Só não tirou a camisa porque Lucas impediu. Sete minutos depois, o atacante ainda marcou outro. Mas não aproveitou sua atuação como resposta diante da má fase que ele e o São Paulo passavam.

    “Liberei tudo que estava entalado na garganta. Mas é muita coisa que não vale a pena falar”, falou o centroavante, que agora chega à marca de três gols em nove partidas – número abaixo das expectativas que fez até sua esposa o defender pelo Twitter no mês passado.

    Neste sábado, entretanto, o artilheiro fez jus à fama colocando nas redes as duas bolas que recebeu em condições boas de finalizar. “Nos outros jogos, não tive grandes oportunidade. Hoje, sábado, tive duas e fiz dois gols”, comentou o jogador, ciente dos benefícios que seus gols rendem à ele, contratação mais cara do futebol brasileiro em 2011 custando mais de R$ 17 milhões em março, e à equipe.

    Com a vitória por 2 a 0, Luís Fabiano fez seus primeiros gols no Campeonato Brasileiro, e o São Paulo voltou a vencer depois de nove rodadas em jejum na competição. Terminou o sábado a dois pontos da faixa que dá vaga na Libertadores da próxima temporada, objetivo que restou ao clube.

    “Passamos por dias difíceis, mas pude ajudar com dois gols e a vitória”, comentou. “Isso representa muita coisa. Foi uma vitória importante, com dois gols importantes. Mas meu trabalho segue o mesmo, assim como a minha dedicação. Mantenho a mesma cabeça, o mesmo trabalho e a mesma vontade.”

    O ânimo, contudo, deve ser maior. Na saída do campo, Luís Fabiano atendeu a pedido de policiais para recolocar sua camisa e tirar fotos ao lado deles. Neste clima, com um sorriso no rosto, dá até para esquecer o fato de estar suspenso do jogo de quarta-feira, contra o Atlético-PR, em Curitiba, por acúmulo de amarelos.

  9. O Rei da América Says:

    Primeiro tempo de doer a vista.
    Libertadores ano que vem só por milagre.

    Lina: Ainda tem chance de Libertadores, se tudo der certo e o São Paulo ganhar as próximas, em duas rodadas estaremos no G4. Mas tem que ganhar e zicar os outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: