São Paulo 1×2 Fluminense

O São Paulo vivia a expectativa de iniciar bem o returno do Campeonato Brasileiro. Mas as coisas não saíram como o planejado. Na fria noite desta quarta-feira, no Morumbi, o Tricolor Paulista foi surpreendido pelo Fluminense e perdeu por 2  a 1.

O goleiro Rogério Ceni até fez um gol de pênalti, mas não evitou a derrota tricolor. Com o revés, a equipe são-paulina vê a liderança mais distante. Com 35 pontos, o São Paulo caiu para a quinta colocação, a cinco pontos do líder Corinthians, que venceu o Grêmio na rodada.

GOL DO RIVAL

Sem Carlinhos, suspenso, e Piris, na seleção paraguaia, o técnico Adilson Batista optou pelas entradas de Rivaldo e Jean. Apesar disso, o Fluminense começou melhor a partida e teve as principais chances. Aos seis, Rogério Ceni fez grande defesa e evitou o gol carioca.

No entanto, aos 11, o goleiro nada pode fazer. Lanzini, dentro da área, chutou para abrir o placar no Morumbi. O gol acordou o Tricolor, que se lançou ao ataque. Ainda sim, o Fluminense seguiu perigoso e assustava o goleiro Rogério Ceni.

O atacante Dagoberto foi o destaque da equipe nos 45 minutos iniciais. Primeiro ele fez boa jogada pela direita e chutou forte, mas a Diego Cavalieri espalmou e a bola bateu na trave. Na sequência, o camisa 25 deu boa bola para Casemiro, mas o volante falhou na hora do chute.

DERROTA NO MORUMBI

Na volta do intervalo, Adilson trocou Rivaldo por Willian. O Tricolor ficou com mais presença de área e passou a ter mais posse de bola também. Aos sete minutos, o meia Lucas arriscou um belo chute de longe e, por pouco, não deixou tudo igual no Morumbi.

Mas quem novamente chegou ao gol foi o Fluminense. Aos 20, Fred escorou de cabeça para o companheiro, que chutou sem chances de defesa para Rogério Ceni. Aos 29, o torcedor voltou a ter esperança. Após Dagoberto sofrer pênalti, Rogério Ceni converteu e diminuiu para o Tricolor.

Aos 36, Cañete entrou no lugar de Casemiro. Foi a estreia do argentino no Tricolor. Na sequência, foi a vez de Marlos ficar com a vaga de Dagoberto. Aos 38, Jean recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a menos, o Tricolor pouco pode fazer para mudar o final da partida. Derrota em casa para o Fluminense.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino se reapresentará na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. A equipe voltará a campo no próximo sábado diante do Figueirense, em Florianópolis. No primeiro turno do Brasileiro, o Tricolor venceu os catarinenses no Morumbi por 1 a 0, gol de Lucas.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1X2 FLUMINENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 31 de agosto de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)

Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Cristhian Sorence (GO)
Público: 7.910 pagantes
Renda: R$ 185.130,00
Cartões Amarelos: Juan, Wellington, Jean, Rogério Ceni (São Paulo); Leandro Euzébio, Fred (Fluminense)

Cartões Vermelhos: Jean (São Paulo)

Gols: SÃO PAULO: Rogério Ceni, aos 29 minutos do segundo tempo.
FLUMINENSE: Lanzini, aos 18 minutos do primeiro tempo, e Rafael Sobis, aos 19 minutos do segundo tempo.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Casemiro (Cañete), Rivaldo (Willian José) e Cícero; Lucas e Dagoberto (Marlos)
Técnico: Adilson Batista

FLUMINENSE: Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Marquinho; Edinho, Diogo, Fernando Bob (Digão) e Lanzini (Souza); Ciro (Rafael Sobis) e Fred.
Técnico: Abel Braga.

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

São Paulo para na retranca do Flu, volta a falhar em casa e fica mais longe da ponta

Fluminense aproveita zica do São Paulo no Morumbi e dá fôlego a Abel Braga

São Paulo perde para o Flu e completa 5 jogos sem vencer

Flu se recupera, aumenta ‘maldição do Morumbi’ e deixa São Paulo longe da ponta

Fluminense vence e derruba o São Paulo para quinto

Mais uma vez, Rhodolfo reclama de gols ‘inadmissíveis’ sofridos

Ceni protesta contra arbitragem, recebe amarelo no fim e dribla a imprensa na saída

Zagueiro do Bahia entra na mira do São Paulo para 2012

São-paulinos lamentam desatenção contra o Flu

Ricardo Gomes recebe homenagens do São Paulo no Morumbi

“Vibrante” Adilson Batista reclama do “sonolento” São Paulo

Jogadores do Fluminense reclamam de pênalti marcado

Cañete estreia pelo São Paulo e admite falta de ritmo

Após nova derrota em casa, Adilson critica postura do São Paulo

Adilson reclama de lentidão e sonolência do São Paulo no início do primeiro tempo

Feliz por atrapalhar São Paulo, Sobis aprova triunfo “jogando feio”

Fluminense reclama de pênalti que até Dagoberto nega ter sofrido

Adilson releva gritos de “burro” e detecta sonolência em novo revés

Substituído com dores, Dagoberto passará por avaliação nesta quinta

São Paulo adota mistério, mas promete festa “digna de Rogério Ceni” pelo jogo 1000

Temos que entrar com mais vontade, diz zagueiro do São Paulo

Janela de transferência fecha sem causar estragos no Brasil

Morumbi deixa de ser trunfo são-paulino no Campeonato Brasleiro

Tricolor homenageia Ricardo Gomes

Adilson Batista detecta problema do revés: “20 minutos iniciais”

Juan, Wellington, Lucas e Jean não pegam o Figueirense

Elenco são-paulino lamenta derrota: “Não tem explicação”

Rogério Ceni marca, mas gol não evita derrota para o Fluminense

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Figueirense x São Paulo, Brasileirão 2011, Orlando Scarpelli, Florianópolis, sábado, dia 03.09 às 18h00.

Anúncios

10 Respostas to “São Paulo 1×2 Fluminense”

  1. Radar Soberano Says:

    Fluminense, muito superior, venceu o São Paulo e os erros de arbitragem no Morumbi

    Análise de jogos, Brasileirão

    De Vitor Birner

    São Paulo 1×2 Fluminense

    Abel escalou bem o Flu. Adilson errou feio.

    O time visitante deu um baile no primeiro tempo.

    Tirou proveito de uma das piores atuações são-paulinas na temporada e nunca teve a vitória ameaçada.

    Nem os erros do árbitro para o time do Morumbi atrapalharam o Fluminense.

    Escalações

    São Paulo – Rogério Ceni; Jean, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Casemiro, Cícero e Rivaldo. Lucas e Dagoberto.

    Fluminense – Diego Cavalieri; Gum, Edinho e Leandro Euzébio; Mariano, Diogo, Fernando Bob e Marquinho; Lanzini; Rafael Moura e Ciro

    Vantagem tática do Flu

    O Fluminense começou a ganhar o jogo antes do apito inicial.

    Abel Braga armou o time para enfrentar o São Paulo.

    Adilson, me passou a impressão (não é informação), o fez para não ver Rivaldo e os alucinados que ainda enxergam futebol de craque nele de narizes tortos.

    Abelão improvisou Marquinho na ala esquerda, pois Lucas atua daquele lado.

    Edinho podia ser terceiro volante ou formar o trio de zaga, de acordo com as necessidades do confronto.

    Pelo lado esquerdo defensivo são-paulino, mais fraco que o direito, Mariano atacou com liberdade.

    Ciro atuou pelos lados do ataque.

    Teve facilidade porque Jean e Juan são defensores medianos, e o meio-campo tinha, de fato, apenas um volante, o Wellington para ajudá-los.

    Os três ficaram sobrecarregados.

    Casemiro e Cícero não cooperaram com Wellington, mas também não atuaram realmente na criação.

    Passaram quae todo primeiro tempo no limbo entre as duas funções.

    E Rivaldo, que marca e cria pouco, nada fez.

    Adilson deveria ter usado Rodrigo Caio ao lado de Wellington, Casemiro de terceiro volante com mais liberdade que os outros dois, e Cícero na meia invertendo com Dagoberto no comando do ataque.

    Baile do Fluminense

    A consequência dos erros e acertos dos treinadores foi um baile do Fluminense.

    O campeão brasileiro marcou a saída de bola e anulou o adversário.

    O São Paulo demorou 15 minutos para ultrapassar o meio-campo com a redonda.

    O passeio dos visitantes no Morumbi ao longo da etapa inicial foi premiado com o gol de Lanzini, aos 17.

    Pênalti, talvez. Expulsão, sim

    Se o apitador Elmo Alves Rezende trabalhasse melhor, a vitória do Fluminense teria sido mais facil ainda.

    Wellington fez um desarme em Lanzini que a maior parte dos apitadores brasileiros sopraria pênalti.

    Ele deu um leve empurrão no adversário.

    Esse lance é polêmico, mas a expulsão de Juan não.

    O lateral, de fraco desempenho no confronto, já tinha amarelo quando colocou a mão na cara de Fred. O apitador e o bandeirinha não viram.

    A jogada exigia o segundo cartão amarelo e a exclusão doe Juan.

    Jogo feio e equilibrado

    Willian José voltou para o segundo tempo no lugar de Rivaldo.

    O São Paulo equilibrou as ações e o jogo ficou ruim.

    O time da casa dependia de lances individuais e o Flu marcava e tentava contragolpes.

    Óbvio e correto

    Aos 13 Ciro, responsável pelos contra-ataques ao lado de Lanzini, saiu e Rafael Sóbis entrou.

    A mudança técnica, por conta da má atuação de Ciro, foi para melhorar a qualidade da jogada mortal.

    Aos 20, Rafael Sóbis ampliou depois da bonita ajeitada de Fred.

    Pouco antes, Digão substituiu Fernando Bom e Marquinho foi para o meio-campo.

    Pênalti ridículo

    O apitador errou feio ao ar a penalidade de Leandro Euzébio em Dagoberto.

    Não foi absolutamente nada. O zagueiro pegou a bola e o são-paulino tropeçou propositadamente, se jogou, na outra perna do rival.

    O soprador estava tão mal, que se viu falta tinha obrigação de dar o segundo amarelo ao Leandro Euzébio.

    Mas não vou criticá-lo pelo erro no erro.

    Acabou sendo o acerto parcial.

    Rogério Ceni cobrou bem e balançou a rede aos 29.

    Simples assim

    Até os 48, quando o árbitro encerrou o confronto, o São Paulo, em casa, não chutou uma vez sequer em gol.

    Foi incapaz de pressionar mesmo depois de diminuir a vantagem.

    As entradas de Souza na vaga de Lanzini aos 32, e as de Cañete e Marlos nos lugares de Casemiro e Dagoberto aos 34 e 36 minutos, nada mudaram.

    A expulsão de Jean, aos 37, me pareceu correta.

    E o resultado injusto porque o Fluminense merecia mais pelo primeiro tempo.

    • Luiz Ferreira Says:

      Um técnico que toma nó tático do Abelão merece ser treinador do São Paulo ?

      Lina: O problema é no elenco.

  2. Radar Soberano Says:

    Agora chega!!!
    Compartilhe | Amigos do blog, o time do São Paulo ontem foi uma vergonha, indigno de vestir a camisa do maios vencedor do futebol brasileiro.

    A equipe foi mal escalada, mas o jogadores não se empenharam para reverter a situação, deixando a partida correr solta como se fosse um simples amistoso.

    Os meninos da categoria, que sempre defendi abertamente aqui, não honraram a camisa tricolor, excessão a Wellington que ao menos correu.

    Lucas e Casemiro jogaram como se fossem estrelas incontestáveis do futebol brasileiro, quando na verdade são revelações ainda buscando afirmação.

    Jean não serve nem para cair na área quando tem a camisa puxada, preferindo ficar em pé e chutar a bola longe do gol. Juan não acerta um cruzamento sequer. Cícero e Rivaldo foram incapazes de criar uma única jogada de ataque.

    Vontade mesmo só demonstraram Rogério Ceni, João Filipe e Rhodolfo, que aliás tambémk não foi bem no jogo.

    Nosso treinador insiste em jogar em casa sem um centroavante, aí a bola circula em torno da área adversária sem causar qualquer perigo.

    Mas como disse anteriormente: nada justifica a apatia dos jogadores, que entraram em campo como se vestissem a camisa do ASA de Arapiraca, com todo respeito ao pequeno time alagoano.

    No sábado não teremos Jean, Juan, Wellington, Piris e Lucas. Os três primeiros suspensos e os dois últimos nas respectivas seleções.

    Qual time levar a campo?

    Sinceramente não sei, apenas espero que os escalados ao menos honrem as cores do tricolor, que se dediquem em campo, que busquem a vitória.

    Ontem deixei o Morumbi envergonhado, me perguntando porque sai da minha casa numa noite fria de quarta-feira para ir ao estádio.

    Dei razão à minha esposa que sempre me pergunta: Você paga o pay-per-view prá quê?

  3. Guedes Says:

    Palavras do treinador:
    “O time estava sonolento”.
    Sem mais

    Lina: É. O cara não quis dar nome aos bois, mas a gente sabe de quem ele está falando.

  4. Renato Soares Says:

    O São Paulo vai ficar fora do G4, não acredito mais neste time.
    Muito corpo mole e falta de coração.
    Esse time não merece a Libertadores.

    Lina: Calma pow, estamos em segundo a dois pontos dos travecos, vamos chegar.

  5. Barman Says:

    Lina, você não vai falar nada a respeito do jogo dos travecos ontem ?
    ROUBARAM o Grêmio descaradamente.
    Ninguém fica nem vermelho.
    O futebol acabou.

    Lina: É a corja em ação. Todo mundo sabe como funciona.

  6. Luiz Ferreira Says:

    http://espn.estadao.com.br/maurocezarpereira/post/210333_NO+RAIO+X+DO+APITO+6+PENALTIS+PRO+CORINTHIANS+S+PAULO+1+FLA+NENHUM

    Com a rodada ficou assim. 7 penaltis para os curica, 2 para o SPFC e 1 para o Flamengo.

    Lina: Que beleza !

  7. Finorio Says:

    Lina, o Cañete também está fora, problema no adutor.
    O JJ tem que plantar mais pimenta no CT.
    Sai zica !

    Lina: KKKKKKKKKKKK. Mas o Canete ainda não está pronto pra jogar.

  8. Jorge Tri-Hexa Says:

    E hoje com um monte de desfalques ?
    O São Paulo desse jeito não fica no G4.

    Lina: Vai ficar sim, já estamos em segundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: