Coritiba 3×4 São Paulo

Salve Soberania !

Esse foi o jogo do respeito ou da falta de.

Carlinhos Paraiba e Juan, tão contestados e vaiados em quase toda partida que jogam, ontem fizeram o seu, e no desabafo pós gol pediram respeito. O CP meteu um petardo no ninho da coruja e fez um dos gols mais bonitos do campeonato. A torcida deveria rever seu comportamento. Durante o jogo deve apoiar e no final fazer seu protesto. Torcida não deve vaiar jogador durante a  partida.

Lucas e Dagoberto trataram a bola com todo carinho e respeito do mundo, dois golaços sensacionais. O gol do Dagoberto foi o final apoteótico de um toque de bola a la Barcelona. O gol de Lucas foi qualquer coisa de petulante e atrevido, mas no bom sentido das palavras.

4 golaços que mostram que o TRICOLOR é um time de respeito – apesar de estar em formação-  e é um grande candidato ao título.

A defesa não respeitou o Coritiba e se acomodou com os 4×0. Levou 3 pra aprender que futebol é coisa séria, o jogo só acaba quando o juiz apita o final.

O Rafinha não quis nem saber das suas origens e jogou demais, desrespeitando quem lhe abriu as portas para o futebol. Mas cá entre nós, quem gosta de futebol bem jogado nem ligou. Tivesse ele mostrado esta disposição nos tempos do São Paulo, poderia estar do lado de cá. Em todo caso, Deus quis assim, que seja feliz.

O Denilson fez uma falta comum e tomou amarelo, ficou puto e falou alguma palavra desrespeitosa para o juiz ladrão e tomou vermelho. Agora precisa saber o que o meliante vai relatar na súmula, contra nós normalmente ela vem carregada de inveja.

Ninguém fez a patética dança do João Sorrisão, chupa Globo ! Chupa Glenda !

Eu já falei isso aqui antes mas vou repetir, a diretoria “precisa” respeitar a história do clube e arrumar um zagueiro pra jogar com o Rhodolfo, o Xandão ontem falhou de novo…

***

No começo dos anos 90, o saudoso Telê Santana fez do São Paulo um time mágico. Ofensivo, vistoso e tático são apenas alguns adjetivos para definir tanto brilhantismo. Na noite desta quarta-feira, em memória ao Mestre, que completaria 80 anos na última terça se estivesse vivo, o Tricolor fez o torcedor voltar ao passado, mesmo que por alguns minutos.

No Couto Pereira, o Coritiba pressionou nos primeiros minutos. Mas com a calma e frieza de outrora, o São Paulo abriu 4 a 0, no ínício do segundo tempo, com gols de Carlinhos, Juan, Dagoberto e Lucas. No entanto, sofreu três, passou sufoco, mas no fim suportou a pressão adversária e venceu fora de casa.

Não dá para definir qual o gol mais bonito. Cada um teve seu estilo e eficiência. Mas uma coisa é certa. Um resultado importante visando o futuro da equipe no Campeonato Brasileiro. Com 25 pontos, o Tricolor encostou de vez no líder Corinthians. Um jogo atípico, como o próprio placar já define. Porém, uma grande atuação tricolor, principalmente no primeiro tempo.

SHOW TRICOLOR

Pela primeira vez na temporada, o Tricolor conseguiu repetir a escalação. Sorte do técnico Adilson Batista. Apesar disso, o São Paulo sofreu pressão do Coritiba nos primeiros 15 minutos. Natural para quem joga fora de casa. Com menos de um minuto, Rogério Ceni teve uma bola na trave.

O time da casa seguiu pressionando, mas aí o Tricolor tomou conta do jogo. E o primeiro gol saiu após bobeira da zaga adversária. Aos 17, o São Paulo roubou a bola, Wellington achou Lucas, que tocou para Carlinhos. E o volante soltou a bomba para abrir o placar diante de sua ex-equipe.

Não bastasse esse, o São Paulo chegou ao segundo gol. Aos 23, após ótimo lançamento de Rhodolfo, Juan tocou por cobertura na saída de Edson Bastos e fez seu primeiro gol com a camisa do Tricolor. Mas o melhor estava guardado para os 30 minutos da etapa incial.

No melhor estilo Telê Santana, os jogadores do São Paulo trocaram passes, deixaram o Coritiba na roda e Dagoberto tocou para o fundo do gol após assistência precisa de Wellington. Antes do intervalo, o meia Davi foi expulso e complicou de vez a vida dos anfitriões.

GOLAÇO DO CRAQUE

Na volta do intervalo, Adilson colocou Cícero no lugar de Juan, já que o camisa 6 já havia recebido um cartão amarelo. Com isso, Carlinhos foi deslocado para a lateral esquerda. O show tricolor seguiu. Aos nove, após saída de jogo errada do Coritiba, Lucas ficou com a bola, percebeu Edson Bastos adiantado e marcou um golaço no Couto Pereira.

Com o placar praticamente definido, Adilson Batista resolveu poupar Rivaldo e colocou Marlos em campo. Mesmo com a vantagem no placar e também numérica, o Tricolor não se desligou da partida, seguiu atacando e criou boas oportunidades para ampliar a goleada. Mas, em três vacilos, Rafinha e Bill, duas vezes, descontaram, Contudo já era tarde para o resultado ser diferente. No fim do jogo, Denilson também recebeu o cartão vermelho.

O São Paulo jogou como o São Paulo de Telê, principalmente no primeiro tempo. Mas também não se pode esquecer da parcela de “culpa” que Adilson tem no resultado. Em grande estilo, o treinador conquistou a primeira vitória no clube e ganha ainda mais moral para levar o Tricolor de volta aos títulos.

REAPRESENTAÇÃO

O elenco são-paulino retorna para a capital paulista nesta quinta-feira. Na parte da tarde, Adilson Batista comanda um treinamento no CT da barra Funda. O Tricolor voltará a campo no próximo domingo, às 16h, diante do Vasco, no Morumbi.

Via Site Oficial

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 3 X 4 SÃO PAULO

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 27 de julho de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Antonio de Carvalho Schneider (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)
Cartões amarelos: Rafinha, Davi, Jonas e Maranhão (Coritiba); Wellington, Juan, Lucas e Denilson (São Paulo) Cartões vermelhos: Davi (Coritiba); Denilson (São Paulo)

Gols: CORITIBA: Rafinha, aos 22 minutos e Bill, aos 29 minutos e aos 41 minutos do segundo tempo SÃO PAULO: Carlinhos Paraíba, aos 17 minutos, Juan, aos 23 minutos e Dagoberto, aos 30 minutos do primeiro tempo; Lucas, aos nove minutos do segundo tempo

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Pereira, Emerson e Eltinho (Éverton Ribeiro); Léo Gago, Gil (Maranhão), Davi e Rafinha; Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Bill Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean (Luiz Eduardo), Xandão, Rhodolfo e Juan
(Cícero); Denilson, Carlinhos Paraíba, Wellington e Rivaldo (Marlos); Lucas e Dagoberto Técnico: Adilson Batista

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Fiasco, Brasileirão 2011, Morumbi, São Paulo, domingo, dia 31.07 às 16h00.

Anúncios

11 Respostas to “Coritiba 3×4 São Paulo”

  1. Radar Soberano Says:

    Cirurgia plástica será realizada após Fabuloso sentir dores

    Antes de decidir, clube fez exames, investigou diabetes e usou equipamentos, mas pele do Fabuloso não cicatriza

    A cirurgia plástica em Luis Fabiano, que será realizada nesta quinta-feira, é a última tentativa de fazer cicatrizar o ponto após a retirada de uma fibrose na região da coxa direita. Antes, o São Paulo fez exames e usou todos os equipamentos possíveis, sem sucesso.
    Assim que foi percebida a demora da cicatrização na pele, o médico Rene Abdalla sugeriu o acompanhamento de infectologistas. São três diariamente com o Fabuloso.

    O LANCENET! apurou que uma série de exames foi realizada, inclusive para investigar diabetes, já que o problema é comum em quem sofre da doença. Nada foi detectado e ninguém no São Paulo consegue explicar a razão desse retardo.

    Outro recurso tentado pelo clube foi a utilização de câmara hiperbárica, uma máquina fechada na qual o paciente entra de corpo inteiro e é tratado por pressão de oxigênio. O método costuma ser utilizado para patologias infecciosas.

    Durante a recuperação da lesão, com frequência um líquido vazava do ponto não cicatrizado. A comissão técnica do Tricolor afirma que a lesão na pele é visível. Na última terça-feira, Luis Fabiano reclamou pela primeira vez de dores no local.

    Depois disso, em reunião com o médico do clube José Sanchez, Abdalla, os infectologistas e fisioterapeutas, optou-se pela cirurgia plástica como último recurso para que o camisa 9 possa voltar aos campos.

    Da lesão que resultou na operação do dia 20 de maio, o atacante está recuperado. Só não havia treinado ainda no gramado por medo do departamento médico de que uma bactéria entrasse na pele e agravasse o problema. Embora evite novas previsões após a sequência de fracassos em relação à esperada estreia do artilheiro, a expectativa é de que a plástica atrase em dez dias o processo.

    O novo procedimento cirúrgico em Luis Fabiano nesta quinta, ainda sem horário definido, e terá acompanhamento de Rene Abdalla e dos fisioterapeutas do São Paulo.

    Com a palavra:
    Arthur Timermann (Infectologista do Hospital Albert Einstein de São Paulo)

    “Foi correto. Operação simples de ser feita

    O São Paulo fez o procedimento correto ao procurar um cirurgião plástico para resolver a situação da cicatrização. Trata-se de uma operação muito simples a ser feita.

    A principal causa de uma não cicatrização de ferida após um procedimento cirúrgico é a ocorrência de uma infecção. Neste caso, demora mais, ou mesmo não ocorre. Existe pessoas que têm diabetes, ou doenças congênitas quem impedem a coagulação do sangue, casos que não se aplicam ao Luis Fabiano . Há também a possibilidade de um procedimento cirúrgico malfeito, que deixaria muito sangramento. Mas como faz tempo que ele operou (dia 20 de maio), mais comum tratar-se de um processo de infecção.

    Neste caso, o que deve fazer, basicamente, é uma limpeza cirúrgica, dependendo do corte. O cirurgião plástico pode fechar de duas formas para acelerar o processo de cicatrização: uma é fazer um enxerto, pegar um retalho de pelo de outro local e colocar na ferida, processo externo. A outra é uma costura para aproximar os locais, onde ainda não foi cicatrizado. Neste caso, não pode ser feito com a ferida infeccionada.”

  2. Finorio Says:

    Só golaço !
    Homenagem para o Mestre.

  3. Radar Soberano Says:

    Lucas comemora gol, agradece oferta, mas nega saída: ‘Não estou pronto’

    Um golaço por cobertura e duas assistências. É dessa maneira que pode ser analisada a atuação do meia Lucas na vitória do São Paulo por 4 a 3 sobre o Coritiba, no estádio Couto Pereira. O garoto, que voltou a marcar um gol após 39 dias (o último havia sido no dia 19 de julho contra o Ceará) disputou neste meio de semana a sua segunda partida desde que retornou da Seleção Brasileira que disputou a Copa América. Sobre o gol, ressaltou que foi um dos mais bonitos de sua carreira.

    – Quando dominei a bola, já vi o goleiro adiantado e fui rápido no chute. Fui feliz e pude ajudar o São Paulo a conquistar uma importante vitória – afirmou a joia tricolor.

    Lucas foi destaque na imprensa nesta quarta-feira por causa do anúncio feito por seu empresário, Wagner Ribeiro, de que o São Paulo recusou uma proposta de € 27 milhões (R$ 60 milhões) da Internazionale (ITA). O camisa 7 agradeceu o interesse, mas deixou claro: ainda não está pronto para jogar na Europa.

    – É sempre bom quando você escuta que grandes clubes da Europa estão interessados no seu futebol. Mostra que o meu trabalho está sendo bem feito. Mas sou muito novo, tenho 18 anos e antes de pensar em sair para a Europa, preciso consolidar minha carreira no São Paulo. Quero títulos, quero fazer história e sei que uma hora estarei pronto para sair. Hoje não estou – ressaltou o meio-campista.

    O garoto não mostrou papas na língua quando questionado se o seu empresário poderia forçar uma saída do São Paulo.

    – Não existe a menor chance disso acontecer. A palavra final é minha. Ele me pergunta e eu e meu pai decidimos. Se eu falar que não quero sair, não tem como ele forçar a minha saída – lembrou.

    Para fechar, Lucas deixou claro que o assédio da Europa não vai mudar em nada o seu desempenho dentro dos gramados.

    – Isso não me preocupa. Tenho a cabeça boa, pais maravilhosos que sempre me orientam e me ajudam a ter a postura correta. Não tenho ambição de sair agora, gosto dos meus amigos e do meu país. Ainda não está na hora – concluiu o jogador, convocado para Mano Menezes para o amistoso do próximo dia 10 de agosto, contra a Alemanha. Por causa disso, ele desfalcará o Tricolor nos jogos contra o Avaí, no dia 7, pelo Campeonato Brasileiro e Ceará, no dia 10, pela Copa Sul-Americana.

  4. Jorge Tri-Hexa Says:

    Do meio pra frente, as coisas estão rolando, já na defesa, só uma luz divina pra ajudar o Juvenal encontrar um zagueiro.
    E tome sufoco !

  5. Cebolinha Says:

    É Elano que se aplende.

  6. SOBERANIA Says:

    Chupa Rafinha !
    Esse babaca nunca jogou porra nenhuma no tricolor e ontem quis mostrar serviço.
    Se fudeu

  7. Alemão Says:

    Lina, não te parece que tem alguma coisa errada no elenco ?
    Como pode o São Paulo ganhar do Cruzeiro e do Inter e bem com o Milton Cruz e depois apresentar tantas falhas com o Adilson Batista ?
    Tem coisa errada ai.

  8. GUINA SP10 Says:

    Grande jogo. Quase que entregamos a rapadura. hahaha. Lina não gostei muito dos dois últimos jogos do M1TO Ceni. Será que ele não tá bem fisicamente?
    Deixem o Adilson “Voadora” Batista trabalhar gente! É só começo de trabalho, vamo dá um voto de confiança, pô!

  9. Goiano Tri-Hexa Says:

    Se eu fosse o Adilson, escalava este time contra o Vasco.

    ___________________RC__________________________
    ____Piris___Rhodolfo____Luis Eduardo____H.Miranda___
    _________________Wellington_______________________
    __________Jean________Carlinhos Paraiba____________
    _________________Rivaldo_________________________
    __________Lucas_____Dagoberto____________________

  10. WELLINGTON Says:

    Mais um tabú para casa do caralho.Vinhamos de 8 vitorias e 5 empates e 0 derrotas, desde a final com gol de cabeça de Sorato e SPFC não perdia para a portuguesa do rio de janeiro (Vasquinho),Valeu bloco do fracasso, presidencia mediocre, técnico mediocre, jogadores mediocres, futebol mediocre e torcida submissa!!
    Bom e barato nos tornou um clube igual ou pior que os outros, puta vergonha, quando será que JJ e seus fracassados irão vestir a camisa do clube que torcem??Porque a DO SPFC DEFINITIVAMENTE NUNCA VESTIRAM.

    VERGONHA!

    #FORAJJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: