A Idiotização do Futebol Brasileiro

Guilherme Amaral

Foi iniciada nos últimos dias mais uma nova etapa do “Plano Nacional de Idiotização do Futebol Brasileiro”. O João Sorrisão surgiu como personificação do torcedor de futebol brasileiro, pelo menos para quem controla o futebol nesse país.

Idealizado pela TV Globo, através dos ministros da pornochanchada esportiva Tadeu Schmidt e Tiago Leifert, a maneira de se cobrir o futebol no Brasil vem se transformando em comédia barata, que abandona os princípios básicos do bom Jornalismo e passa a tratar o torcedor (e o público em geral) como o próprio “João Sorrisão”, que ri estupidamente de tudo. A manipulação do maior veículo de comunicação do país é tão grande, que a cultura nacional que envolve o futebol já começa a ser modificada por essa maneira de tratar o esporte como um circo, onde o palhaço está sentado na arquibancada e no sofá.

E antes que alguém diga “troque de canal”, uso essa tuitada do mestre Xico Sá para defender o direito de dar meu pitaco. E claro que não posso generalizar e dizer que todos os veículos de comunicação tratam o torcedor como babaca. A ESPN Brasil (canal fechado de TV) faz um trabalho primoroso, com jornalismo esportivo de altíssima qualidade que trata seu público com respeito. Mas a “massa” vê futebol na telinha do plim plim, por isso o efeito é devastador.

Vivemos atualmente, talvez o período mais sujo da história do futebol. Estamos diante de uma série de escândalos gigantescos na FIFA, que envolvem até o pescoço o dono do futebol brasileiro Ricardo Teixeira, presidente da CBF (parceira comercial da TV Globo). A maior emissora do país esquece do seu compromisso com o jornalismo e não divulga absolutamente nada sobre os sérios problemas da FIFA, de Ricardo Teixeira e o caos generalizado que é a organização da Copa do Mundo de 2014, financiada quase inteiramente com dinheiro do povo.

No lugar do Jornalismo, que deveria cobrir o esporte como cobre a política e a economia, (até por ser um dos assuntos de maior interesse da população brasileira), temos a desmoralização desse tipo de cobertura dando lugar ao humor idiota feito para idiotas. O novo modelo é amplamente promovido pela emissora, que detém os direitos de transmissão (entenda “o poder supremo”), de quase tudo relacionado ao futebol nesse país. Tratar o futebol como comédia pastelão, de deixar constrangido Carlos Alberto de Nóbrega, é regra e padrão editorial na emissora que controlar tudo que o público vê.

Há o empobrecimento da cobertura simples do futebol no seu dia-a-dia. Quer um exemplo? Dias atrás, na edição mineira do Globo Esporte, foi feita uma entrevista com o zagueiro uruguaio Victorino, do Cruzeiro. Qual foi o assunto em pauta com o defensor? Pasmem! Foi a maneira peculiar com que ele corre até a bola em uma cobrança de pênalti. Isso mesmo, o único jogador do futebol mineiro convocado para a Copa América é convidado a falar sobre sua “corridinha” e não sobre a maior competição de seleções do continente. Era exatamente sobre isso que o João Sorrisão, queria saber, não é mesmo?

É aí que o tal João Sorrisão entra. Ele é a exata personificação do que a turma do novo jornalismo esportivo acha ser o torcedor brasileiro. Um babaca sem pés e mãos, que balança de um lado para o outro de acordo com a pancada que recebe na cara, que tem a boca não para falar, mas apenas para sorrir e babar. Jogadores, na maioria das vezes sem formação educacional nem estrutura familiar para emitir opinião sobre o próprio ofício, também possuem personalidade de João Sorrisão. Caem como patinhos na nova onda de promover personagem tão simbólico.

Mas a minha revolta é inútil. A idiotização do futebol brasileiro não vai acabar. Sabe por que? Porque há quem goste disso. De João Sorrisão esse país tá cheio.

Volta Léo Batista!!!

Via Futebol de Minas

***(*) ******(*)

Anúncios

17 Respostas to “A Idiotização do Futebol Brasileiro”

  1. elton Says:

    o leifert só está lá por causa do papai ,por isso até parei de assistir ao globo esporte , só assisto aos programas da espn que ao meu ver são muito mais “taticos” do que essas merdas da tv aberta

    Lina: ESPN é a melhor. Mas no lugar do tal de Trajano como chefão, bem que poderia ser um Wanderley Nogueira, um PVC ou mesmo um JK.

  2. Radar Soberano Says:

    Qual é a realidade?

    Amigos do blog, obviamente não podemos estar satisfeitos com a atual situação do São Paulo, depois de duas derrotas consecutivas e a perda da liderança do Campeonato Brasileiro.

    Dito isso, acho que o momento é de tentarmos entender o que efetivamente está acontecendo.

    Alguns fatos são evidentes:

    1º – Perdemos nosso mais talentoso jovem, o meia-atacante Lucas.

    2º – Perdemos dois zagueiros de primeira linha, Miranda e Alex Silva, e ainda temos Rhodolfo contundido. Não contratamos ninguém para a posição. Para completar Bruno Uvni irá para a seleção sub-20, ficando apenas Xandão e Luis Eduardo para a zaga, o que não é suficiente.

    3º – Nos dois últimos jogos não conseguimos repetir nosso meio-campo titular, com Rodrigo Souto, Wellington, Casemiro, que se não é o ideal ao menos tem demonstrado força.

    4º – Ainda não tivemos a estreia de Luis Fabiano, que obviamente dará mais força ao nosso ataque.

    5º – Alguns jogadores, como Fernandinho, Juan e Ilsinho não conseguem apresentar um futebol sequer aceitável, o que enfraquesse demais nosso elenco.

    6º – Ontem, não tivemos nem Dagoberto, que se não é o jogador ideal ao menos traz preocupação para os adversários.

    7° – Nosso Reffis não está recuperando mais ninguém, o que é muito estranho.

    Enfim, como todos podem perceber os problemas são inúmeros e alguns praticamente sem solução, portanto continuo com a minha teoria que devemos apostar nos meninos da base, aceitando que a temporada será bastante complicada, com muitas oscilações.

    Ontem, Carpegiani deveria ter mantido Rodrigo Caio no time e deixado Jean pela lateral-direita mesmo, deveria ter acreditado no caminho que tem seguido.

    Não acho Carpegiani o treinador ideal, mas nesse momento ele está longe de ser o maior culpado, afinal o elenco está reduzido pela própria postura da diretoria, que não soube analisar o elenco de forma adequada.

    Para o próximo jogo, caso consigamos a liberação dos meninos da sub-20, escalaria o time assim: Rogério Ceni, Xandão, Luis Eduardo e Juan, Rodrigo Souto, Wellington, Casemiro e Carlinhos Paraíba, Dagoberto e Marlos.

    É o que temos nesse momento, temos que entender isso, pois caso contrário ficaremos dando murro em ponta de faca.

    Blog do São Paulino, Jovem Pan

  3. Radar Soberano Says:

    Diretor diz que São Paulo não tem condições de trazer Cañete

    O São Paulo do meia argentino Marcelo Cañete, que joga pelo Universidad Catolica, do Chile. No entanto, o vice-presidente de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes, disse que não há planos de trazê-lo para o clube, apesar de se tratar de um bom jogador.

    “Por mais que a gente o admire, não estamos negociando com ele”, declarou Lopes à rádio Jovem Pan. O dirigente também afirmou que os clubes brasileiros não têm condições de trazer grandes nomes do futebol sul-americano para o país.

    Terra

  4. Radar Soberano Says:

    São Paulo está perto de anunciar a contratação do meia Cícero, ex-Flu

    Jogador estava no Wolfsburg (ALE) e deverá chegar sem custos ao time do Morumbi. Com a chegada de novo meia, Rivaldo perde mais espaço

    Preocupada com a queda de rendimento do São Paulo no Campeonato Brasileiro e com o alto número de desfalques que dificulta o trabalho do técnico Paulo César Carpegiani a cada rodada, a diretoria tricolor resolveu sair às compras. E deve anunciar nos próximos dias o primeiro reforço para a sequência do nacional e para a Copa Sul-Americana, que começará em agosto: o meia Cícero, de 26 anos, que teve boa passagem pelo Fluminense entre 2007 e 2008 e que atualmente está sem clube após ser dispensado pelo Wolfsburg (ALE).

    O jogador começou no futebol na equipe mineira do Tombense. Depois, foi para o Bahia, onde ganhou projeção. Contratado pelo Fluminense, fez parte do time vice-campeão da Taça Libertadores da América de 2008, perdendo a decisão para a LDU (EQU). O meio-campista, inclusive, fez um dos gols da vitória de 3 a 1 sobre o São Paulo, no Maracanã, resultado que tirou o Tricolor da competição sul-americana daquele ano. Do Fluminense, foi para o Hertha Berlim (ALE) e na sequência para o Wolfsburg, onde disputou o último Campeonato Alemão.

    O que facilita a chegada de Cícero é justamente o fato de o jogador estar sem clube. O São Paulo tem, por costume, ir atrás de atletas que não estejam vinculados a outros times – assim, possa contratá-los sem a necessidade de pagar pelos direitos federativos. O empresário de Cícero é Eduardo Uram, o mesmo que levou Juan para o Morumbi no início do ano.

    Em conversa com a reportagem do Globoesporte.com, o empresário não quis dar maiores detalhes sobre a negociação.

    – Quem tem de falar sobre esse assunto é o clube. Ainda não está numa situação encaminhada para que eu possa falar – desconversou.

    O São Paulo, por sua vez, segue a linha de não confirmar nenhuma negociação.

    – Eu não posso falar sobre nenhum jogador. Só vou falar quando o atleta estiver com o contrato assinado. Prefiro fazer isso do que falar mentira – afirmou o diretor de futebol, Adalberto Baptista.

    Situação ainda mais difícil para Rivaldo

    A chegada de Cícero tornará as coisas ainda mais difíceis para Rivaldo. Depois de ter entrado em rota de colisão com Carpegiani após a eliminação da equipe na Copa do Brasil, o meia praticamente não foi utilizado, apesar do alto número de desfalques em alguns jogos. Na derrota para o Botafogo por 2 a 0, na última quarta, no Morumbi, o camisa 10 teve 38 minutos para mostrar seu futebol, mas pouco pode fazer, já que entrou em campo quando a equipe já estava em desvantagem.

    O São Paulo negocia ainda com outro meia: o argentino Marcelo Cañete, que pertence ao Boca Juniors e está emprestado ao Universidad Católica.

  5. Marcelo Abdul Says:

    Texto sensacional !Resumiu tudo.

    Quando eu vejo um Globo Esporte hoje parece que tô vendo um monte de playboys que acabaram de sair da balada pra fazer um programa. Foi uma fórmula até divertida no começo, mas foi feita para agradar os mais jovens.

    Jornalismo. Mesmo sendo esportivo não pode deixar de falar de coisas sérias. Mas a Globo omite tudo porque é parceira da CBF. Parece até que estamos no país das maravilhas ou mesmo numa balada da Vila Olímpia. Enquanto isso a Copa do Brasil vai ter o custo total dos três mundiais anteriores. Mas a Globo não solta uma linha.

    Lina: A curintianização do futebol, querem que o povo do país seja igual a torcidinha alienada, que não se importa com o destino do dinheiro público e que acha graça destes programinhas… É a cara delas.

  6. Guilherme Amaral Says:

    Muito obrigado por divulgar o texto!

    Abraço a todos que torcem pelo futebol levado a sério.

    Lina: Valew Guilherme, abraços !

  7. Travecus Tristes Says:

    Sinto tanta vergonha de ser curicano

    Lina: E não é pra menos. KKKKKKKKKK

  8. Radar Soberano Says:

    Boca Juniors confirma proposta do São Paulo por Cañete

    Vice-presidente da equipe argentina avisa que agora tenta negociar
    com a Universidade Católica (CHI)

    O interesse do São Paulo pelo meia Marcelo Cañete segue vivo. Em contato com a reportagem do LANCENET!, Juan Carlos Crespi, vice-presidente do Boca Juniors, clube dono dos direitos econômicos do jogador, confirmou a proposta do Tricolor pelo argentino.

    Apesar de não querer revelar detalhes, o cartola se mostrou satisfeito com o montante oferecido pelo São Paulo para contar com o atleta.

    – Existe a proposta sim, mas prefiro não citar os valores. Posso dizer que é um valor importante para o Boca Juniors. Agora estamos tentando negociar com a Universidade Católica (CHI) – disse o dirigente.

    O que vem travando a negociação até então tem sido a equipe chilena, onde o jogador tem contrato de empréstimo até dezembro deste ano. Como tem a prioridade de compra de Cañete com um valor fixo de US$ 2 milhões (R$ 3,1 milhões), a Universidade Católica exige uma compensação financeira para liberar o jogador imediatamente.

    De acordo com o que o LANCENET! havia informado, a quantia oferecida pelo Tricolor ao Boca gira em torno de US$ 3 milhões (R$ 4,7 milhões) e os chilenos estariam exigindo US$ 1 milhão (R$ 1,6 milhão) para liberar o atleta. Por sua vez, o clube argentino não concorda em ceder o valor proposto e segue tentando um acordo com a equipe chilena.

    Por outro lado, o São Paulo nega qualquer contato com o Boca Juniors. A cúpula são-paulina prefere não expôr possíveis nomes para contratações. O argumento usado é de que quando algum jogador é citado, além de gerar expectativas nos torcedores, outros clubes passam a se interessar pelo atleta, causando dificuldades no negócio.

  9. Radar Soberano Says:

    Diretoria se mexe e adianta negociações. Cícero, ex-Flu, deve chegar hoje

    As duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro fizeram, enfim, a diretoria são-paulina ligar o sinal de alerta no Morumbi. Com um elenco recheado de desfalques, especialmente, no mês de julho, quando o técnico Paulo César Carpegiani não poderá contar com seis jogadores — Luis Fabiano, contundido, Lucas, Copa América, Bruno Uvini, Casemiro, Willian José e Henrique, Mundial Sub-20 —, os cartolas se mexem e, nos próximos dias, devem apresentar um pacotão de reforços para a sequência da temporada.

    O nome mais próximo no momento é o do meia Cícero, ex-Fluminense, que estava no último ano no Wolfsburg-ALE. O jogador, de 26 anos, está sem clube e as negociações com o Tricolor estão bastante adiantadas. Inclusive, a reportagem do MARCA BRASIL apurou que existem boas chances de Cícero ser apresentado hoje mesmo no CT da Barra Funda.

    Mesmo com a chegada do meio-campista, a diretoria segue tentando outro nome para o setor. O argentino Marcelo Cañete, de 21 anos, do Boca Juniors-ARG, e que está emprestado até o final do ano para o Universidad Católica-CHI, foi sondado e, por mais que a diretoria tenha negado, Carpegiani confirmou as negociações. “Eu fui questionado pela diretoria sobre o Cañete e outros três nomes. Mas deixa eu ir embora que já falei demais”, revelou.

    Com o meio de campo prestes a ser reforçado, a próxima preocupação é a defesa. Além de estar em vias de fechar com o uruguaio Sebástian Coates, do Uruguai, o Tricolor foi atrás de Rafael Tolói, do Goiás. Contudo, os goianos se mostraram reticentes num primeiro momento e o clube do Morumbi precisará ofertar mais. Por fim, os cartolas tentam repatriar o volante Denílson, que saiu do Arsenal e está sem clube.

  10. Radar Soberano Says:

    Painel FC: Multa rescisória prende Carpegiani no São Paulo

    Cartolas são-paulinos afirmam que o principal motivo para o técnico Paulo César Carpegiani não ter sido demitido ainda é uma multa rescisória em seu contrato. Dizem que, caso o São Paulo decida se desfazer do treinador, terá de pagar cerca de R$ 700 mil a Carpegiani. A inclusão desse item no contrato é criticada dentro do Morumbi, já que, historicamente, o clube não aceita multa para rescisão contratual de técnicos.

    A informação está na coluna Painel FC, assinada por Bernardo Itri e Eduardo Ohata, publicada nesta sextta-feira pela Folha. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

    “Vocês da imprensa que estão falando que ele [Carpegiani] pode sair, mas não tem nada disso”, afirma Adalberto Baptista, diretor de futebol do São Paulo, que negou que a multa seja de R$ 700 mil.

  11. Radar Soberano Says:

    São Paulo se aproxima de ex-meia do Flu e tenta Tolói e Denílson

    Com duas derrotas consecutivas e uma série de desfalques no elenco pela frente (neste mês de julho, seis jogadores não estarão à disposição), o São Paulo prepara um “pacotão” de reforços anti-crise. O jornal Marca Brasil aponta que o meia Cícero, que se destacou pelo Fluminense e defendeu o Wolfsburg, da Alemanha, na última temporada, é o nome mais próximo do clube, podendo inclusive ser apresentado nesta sexta-feira.

    O diário, porém, lista outros jogadores que estão nos planos da diretoria tricolor. Para o meio-campo, o clube também se interessa pelo argentino Marcelo Cañete, que pertence ao Boca Juniors, embora a diretoria tenha descartado a aquisição. Para a zaga, o São Paulo está perto de anunciar o uruguaio Sebastián Coates e foi atrás de Rafael Tolói. O Goiás, porém, não teria gostado da oferta. Por fim, outro desejo dos tricolores seria repatriar o volante Denílson, que recentemente deixou o Arsenal.

  12. Radar Soberano Says:

    São Paulo repensa política por jovens e vai atrás de reforços

    Após sofrer duas derrotas seguidas, o São Paulo já admite que o pequeno e jovem elenco atual é insuficiente para a disputa do Brasileiro.
    A diretoria decidiu intensificar a busca por reforços e tem como plano anunciar, até o início da próxima semana, a chegada de dois atletas.

    A primeira contratação deve ser o meia Cícero, ex-Fluminense, que está livre desde que deixou o Wolfsburg, rebaixado na Alemanha.

    A outra opção para o setor de criação é o argentino Marcelo Cañete, que tem contrato com o Boca Juniors e está emprestado até o fim do ano à Universidad Católica.

    A cartolagem são-paulina tentou esconder a possibilidade da contratação, que acabou sendo exposta por Paulo César Carpegiani.

    O treinador declarou, após a derrota por 2 a 0 para o Botafogo, anteontem, que foi questionado pela diretoria a respeito do argentino e de outros três jogadores. E cobrou a chegada de reforços.

    “Precisamos muito de contratações. Se não, vai ficar difícil”, afirmou o técnico, que sobrevive à crise amparado pela vice-liderança e por cumprir a determinação de apostar na juventude.

    Com a ida de Lucas para a Copa América e as incorporações de Bruno Uvini, Casemiro, Henrique e Willian José à seleção sub-20, o São Paulo entra no mês de julho com 22 jogadores à disposição, sendo quatro goleiros e oito atletas com idade de júnior.

    Se Rhodolfo não se recuperar a tempo de enfrentar o Flamengo, na quarta, o time não deve ter nenhum zagueiro para deixar no banco em sua próxima apresentação.

    As conversas com o Nacional-URU a respeito do defensor Sebastián Coates não têm evoluído, o que faz com que os uruguaios nem mais acreditem na transferência.

    “É mais provável que ele vá para a Europa. Ainda mais com a exposição que terá na Copa América. O São Paulo anda meio quieto”, declarou Javier Gomensoro, diretor do clube de Montevidéu.

    O São Paulo sofre com um elenco enxuto devido à saída em massa de jogadores. Fernandão, Cléber Santana, Junior César, Miranda, Alex Silva e Bosco deixaram o time tricolor nos últimos meses.

    A diretoria de futebol optou por repor as perdas com jovens das categorias de base, o que desagrada vários conselheiros e até mesmo alguns membros da direção.

    Para eles, houve uma empolgação excessiva com os garotos, e é necessária uma mescla para evitar novos desastres, como a goleada por 5 a 0 sofrida contra o Corinthians, no fim de semana.

  13. Felipe 6-3-3 Says:

    Gente sem condições de mandar na cozinha das suas próprias casas, mandam no futebol, no noticiário e não formam opinião mas manipulam a massa.
    Se é concessão pública, deve ser repensado, vigiado e principalmente cobrado.
    Senão vai continuar sendo a porcaria de alienação em massa que é.

    Lina: Desligue a TV Lixo da sua vida.

  14. GUINA SP10 Says:

    Eu sou um pobre coitado, mas posso te dizer que conheço programação de qualidade de longe. E ela passa longe da nova “CARA” do esporte GLOBAL.
    Mas é a cara da massa!

    Lina: Tá longe mesmo. E ninguém é pobre coitado. Pobre coitado é quem pensa que é livre e na verdade é manipulado.

  15. Reginaldo Alves Says:

    Ótimo texto… gostaria de aproveitar para acrescentar o seguinte:

    Outra coisa que também está enchendo o saco é esse Inacreditável F.C. do “Globo Esporte”. O cara perde um gol feito, é zoado, tudo bem… mas implorar pro cara vestir aquela camisa deles já é demais!

    Tava assistindo ontem o GE, e aí passou aquela Cristiane Dias (gostosinha mas desmiolada) indo entregar essa tal camisa do IFC para um jogador do Cruzeiro (esqueci o nome agora). Detalhe: ela foi até o ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO PROCURAR O CARA NO BANCO DE RESERVAS, DURANTE O JOGO VASCO X CRUZEIRO!

    Pô, se fosse até no treino do time, ainda vai… mas naquela hora o cara tá lá concentrado, no banco, podendo ser chamado a qualquer instante pra entrar no jogo, e essa RETARDADA fica o tempo inteiro enchendo a paciência do cara com essa p*rra dessa camisa! Até que no final do jogo, visivelmente sem graça, ele decidiu vesti-la rapidinho (provavelmente pra se livrar dessa mala sem alça). Chega a ser constrangedor, poucas vezes senti tanta vergonha alheia como hoje…

    A Rede Bobo perdeu a mão com esse “jornalismo” suuuuuuper-engraçadinho dela…

    Curtindo o blog…
    Abraços

    Lina: Valew Reginaldo, obrigado pela visita ! Abraços !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: