Ceará 0x2 São Paulo

O Bonde dos Moleques Zicas emperrou a Carroça Desembestada. Na onda dos bondes no futebol brasileiro, o São Paulo venceu o Ceará por 2 a 0 no estádio  Presidente Vargas, em Fortaleza, e manteve a liderança e a campanha 100% no  Campeonato Brasileiro.

Marlos, no primeiro tempo, e Lucas, na segunda etapa, marcaram na vitória do Tricolor. Mas antes, Rogério Ceni defendeu pênalti de Osvaldo logo a 20 minutos de partida, garantindo o bom resultado da equipe paulista.

O São Paulo também quebrou um recorde neste domingo: desde que o Brasileirão começou a ser disputado em pontos corridos, nunca uma equipe havia emplacado cinco vitórias nas cinco primeiras rodadas.

ROGÉRIO E MARLOS PARAM A CARROÇA!

O Ceará começou o jogo no ritmo da Carroça Desembestada, sufocando o Bonde dos Moleques Zicas, que não encontrava espaços para tocar a bola. Aos 8 minutos da primeira etapa, Vicente arriscou de fora da área e assustou o São Paulo.

Um minuto depois, Marlos foi acionado na direita, cruzou com perigo, a bola desviou e Henrique por pouco não alcançou.

O Vozão respondeu após falha da dupla Luiz Eduardo e Xandão. O rápido Osvaldo aproveitou a bobeada, disparou pela direita e soltou a bomba, mas Rogério espalmou, aos 12 minutos.

Seis minutos mais tarde, a chance de ouro do Tricolor paulista: Jean cruzou, Casemiro se antecipou à zaga e cabeceou à queima roupa, mas Fernando Henrique  defendeu ao melhor estilo Gordon Banks.

Na sequência, o Ceará teve pênalti a favor. Xandão e Osvaldo disputaram corrida dentro da área e o zagueiro tricolor chegou depois, derrubando o 9 cearense. Na cobrança, o próprio Osvaldo foi para a bola e Rogério Ceni se esticou para defender!

Depois de perder o pênalti e frustrar a torcida no Presidente Vargas, a Carroça Desembestada emperrou, o Vozão se intimidou e pouco agrediu o São Paulo. Melhor para o time paulista, que aproveitou para marcar o seu: aos 35, Marlos dividiu com Heleno, invadiu a área e chutou cruzado, para definir o 1 a 0. Na comemoração, o Bonde dos Moleques Zicas foi puxado!

Antes de acabar a primeira etapa, ainda sobrou tempo para Lucas cobrar falta com perigo e Fernando Henrique espalmar, aos 46.

LUCAS COMPLETA O SHOW

No segundo tempo, o Ceará voltou melhor: aos 3 minutos, Diego Macedo entrou livre na área, tocou para Iarley, mas o experiente atacante viu Jean salvar em cima da linha. Na sobra, Thiago Humberto dividiu com a zaga e perdeu outra chance, e no mesmo lance.

E o Vozão não parava: aos 9, Iarley recebeu de Osvaldo e rolou para Thiago Humberto encher o pé. A bola saiu à direita do gol de Rogério.

O Tricolor respondeu com Casemiro, que descolou grande lançamento para Henrique. O atacante achou espaço e bateu rasteiro, mas Fernando Henrique tirou com a ponta dos dedos.

O ritmo era mesmo frenético no estádio Presidente Vargas. Osvaldo recebeu de Iarley, aos 11, fez um carnaval na defesa são-paulina e exigiu boa defesa de Rogério. Em seguida, a defesa do São Paulo vacilou. Xandão tentou sair jogando e perdeu para Osvaldo, que chutou por cima. Rogério mandou para escanteio.

Como o Ceará assustava, o Tricolor soube que era a hora de matar o jogo. Aos 21 minutos, Juan lançou na área, Henrique dividiu com a marcador e a bola sobrou livre para Lucas. Apagado na partida até então, o craque são-paulino deu show: invadiu a pequena área, driblou Fernando Henrique e deu números finais à partida com um golaço!

Tranquilo, o São Paulo administrou o resultado, mas sem deixar de atacar, para prevenir a pressão adversária. Jean, em cobrança de falta ensaiada, explodiu a trave do Vozão.

E o dia era mesmo de Rogério. Depois de defender um pênalti, o ídolo são-paulino se esticou para evitar bola de Diguinho, aos 28, que tinha direção certa. Seis minutos depois, Ceni teve estrela, mais uma vez, e com um “golpe de vista” viu a bola de Washington explodir na trave direita.

Quando o resultado já parecia definido, a torcida do Ceará fez feio: uma latinha de refrigerante foi atirada em campo e o atacante Henrique entregou o objeto ao árbitro. O clube cearense pode ser punido com a perda de mando de campo.

Mas o placar não se alterou e permaneceu 2 a 0. Assim, o Tricolor entra na história como único clube a vencer as cinco primeiras partidas na era dos pontos corridos.

Na próxima rodada, o Ceará permanece em Fortaleza para receber o Palmeiras, no domingo, mesmo dia em que o São Paulo tem o clássico contra o Corinthians pela frente, no Pacaembu. O Tricolor não terá Rodrigo Souto e Juan, suspensos.

FICHA TÉCNICA:
CEARÁ 0X2 SÃO PAULO

Estádio: Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
Data/hora: 19/6/2011 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Auxiliares: Roberto Braatz e Marcia B. Lopes Caetano (PR)

Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: João Marcos (CEA); Juan, Rodrigo Souto, Bruno Uvini (SPO)
Cartões vermelhos:

GOLS: Marlos, 35′/1ºT (0-1); Lucas, 21′/2ºT (0-2)

CEARÁ: Fernando Henrique; Diego Macedo (Sinho, 37′/2ºT), Diego Sacoman, Erivelton, Vicente; Heleno, João Marcos, Eusébio (Washington,  14′/2ºT), Thiago Humberto; Iarley (Diguinho, 20′/2ºT) e Osvaldo. Técnico: Vágner Mancini.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Luiz Eduardo e Juan; Rodrigo Souto, Wellington, Casemiro (Carlinhos Paraíba, 36′/2ºT) e Marlos (Bruno Uvini, 5′/2ºT); Lucas e Henrique (Rivaldo, 40′/2ºT). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Via Lance

Melhores Momentos

***(*) ******(*)

Próxima Partida: Travestis x São Paulo, Brasileirão 2011, Estádio Municipal – Pacaembú, São Paulo, domingo, dia 26.06 às 16h00.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: