Brasil: As Novas Táticas da Repressão Política

Por Lúcia Rodrigues

Caros Amigos

Além de utilizar a polícia para perseguir os lutadores sociais, agora, além da violência direta, os poderes do Estado movem processos jurídicos para intimidar os ativistas.

A ditadura militar acabou, mas alguns resquícios desse passado sombrio nunca foram enterrados e teimam em se perpetuar como verdadeiros fantasmas que pairam sobre as cabeças daqueles que resistem e não se curvam diante das imposições dos donos do poder.

A perseguição aos que ousam se levantar contra as injustiças sociais neste país continua regra. E a criminalização da luta dos ativistas do campo e da cidade, uma constante. Apesar das torturas e dos assassinatos não terem deixado de ocorrer, principalmente nos rincões mais afastados deste país e nas periferias das grandes cidades, a repressão inovou em seu modo de agir. Sofisticou o discurso, para transmitir um ar de legalidade às ações.

Se durante os anos de chumbo, o Estado prendia, torturava e assassinava, pura e simplesmente, sem se preocupar com as consequências de seus atos, na democracia formal lança mão de recursos mais refinados para alcançar seus objetivos. Agora, lideranças populares do campo e da cidade são obrigadas a conviver também com o medo da punição legal.

Uma avalanche de processos é impetrada todos os dias contra ativistas populares de norte a sul do país. Em muitos casos, o aparato processual resulta na prisão dessas lideranças. Esse foi o verniz encontrado para revestir e encobrir as verdadeiras intenções da criminalização dos movimentos sociais.

A aversão a qualquer forma de mudança, que faça pender a balança para o lado dos mais pobres, é vista como uma ameaça real e movimenta a força motriz dessa engrenagem que envolve os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, a mídia, o aparato militar e as forças policiais a serviço do poder econômico.

Via A Voz do Porto

***(*) ******(*)

Anúncios

4 Respostas to “Brasil: As Novas Táticas da Repressão Política”

  1. Alexandre SPFC Amaral Says:

    Cantor internacional, Colin Hay, ex-vocalista do Men at Work é TRIcolor:

    http://www.colinhay.com.br/site/?page_id=1371


    http://www.rafaelpompeu.com.br/?page_id=15 (aqui em 2007 ele c/ a Camisa Soberana entre meus amigos Tamara e Pompeu)

    ps1: em 2007 qndo ele veio fazer um show no antigo Tom Brasil (atual HSBC Hall) e o batizei sãopaulino c/ uma camisa grafada c/ o nome dele – p minha alegria agora nessa turnê q ele ta fazendo pelo país no show da última sexta na RED em Jaguariúna ele ñ apenas s lembrou ao ver a bandeira do SPFC como tb sua esposa me disse q ele guardou a camisa! (mandarei uma foto pro Lina dele segurando o manto sagrado)

    Lina: Show de bola Amaral ! Valew !

  2. GUINA SP10 Says:

    O Brasil consegue reediitar os momentos mais sombrios da nossa sofrida história. A repressão e perseguição política é de dar nojo!

    Bom post. Vlew!

  3. Hannibal Says:

    Quem não deve não teme!

    Veja no caso da Copa 2014, nenhum jornalista dá a cara pra bater na Rede Globo, medo de perder o emprego, dizem que o mesmo acontece em outros meios, uma vergonha… é a Lei da Mordaça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: