São Paulo 1×0 Mirassol

Salve Soberania !

Não foi nem pela raça e nem pela tática que vencemos o jogo, mas pelo talento de Lucas em uma jogada maravilhosa, fazendo fila na zaga do time interiorano.

O Tricolor estava até bem armado.

A defesa fechadinha com 3 zagueiros: Xandão, Alex Silva e Miranda. Na frente fazendo a proteção e cobertura das laterais estavam Casemiro e Carlinhos Paraiba.

No meio, o Carpa liberou o Juan para armar as jogadas de ataque e encostar na frente com o Lucas.

Aberto pela esquerda ficou o Fernandinho, que fez algumas boas jogadas, e pela direita tinhamos as descidas de Jean, que hoje jogou na lateral devido a ausência do Rhodolfo.

No comando do ataque, Willian José.

Este era o desenho do time taticamente. O problema é que o Mirassol é uma boa equipe, que toca bem a bola, marca forte e tem um meia armador que poderia ser procurado pelo São Paulo, cairia bem neste meio de campo sem criatividade.

Na minha opinião, o Carpegiani deve trocar o Juan pelo Júnior César logo. O JC jogou um partidão contra os travecos e desde então já deveria assumir a posição como titular.

Fizemos o mínimo pra vencer e somar mais 3 pontos, o que nos mantém a apenas um pontinho das porcas.

Agora é focar na copa do Brasil e enfiar uma goleada no desleal time de Pernambuco.

Vai meu Tricolor !

***

Lucas conseguiu a proeza de transformar um jogo gelado e desinteressante na Arena Barueri em uma partida que será lembrada devido a uma obra de arte. O camisa 7 fez fila na defesa do Mirassol na jogada que resultou no golaço aos 27 min da 1ª etapa, determinando a vitória do São Paulo por 1 a 0, neste domingo, pelo Paulistão.

Segundo atleta mais valioso do país, Lucas arrancou em velocidade, superou dois defensores (Dézinho e Magal) e mais o goleiro Fernando Silva antes de tocar para o gol.

“Nada mais emocionante do que marcar um gol. Ainda mais do jeito que foi. Estou muito feliz. Faz tempo que estou buscando esse gol”, celebrou Lucas.

A classificação à próxima fase do Estadual já estava assegurada ao São Paulo. O duelo em Barueri ocorreu sob chuva e frio. O resultado disso foi o pouco interesse da torcida e do próprio São Paulo neste domingo.
Com o triunfo, a equipe do Morumbi garantiu posição entre os quatro melhores para a fase de mata-mata da competição, chegando a 37 pontos.

O bom resultado serviu indiretamente para aumentar a auto-estima para o jogo decisivo contra o Santa Cruz, quarta, em Barueri, pela Copa do Brasil. Empate contra o clube pernambucano elimina o São Paulo.

Sem Dagoberto e Rhodolfo, suspensos, e com Rivaldo na reserva, o São Paulo começou a partida no mesmo ritmo do Mirassol: quase parando. O primeiro lance que mereceu destaque no jogo ocorreu somente aos 19 min, quando Jean avançou pela direita, chutando diretamente para a meta. O goleiro Fernando Silva evitou o gol.

Lucas esquentou o jogo até então gelado em Barueri. O camisa 7, à sua maneira, marcou um golaço aos 27 min da 1ª etapa.

“Na seleção sub-20 eu dei várias arrancadas, mas não fiz. Estou feliz”, disse Lucas.

À frente no marcador, o São Paulo administrava a vantagem. O Mirassol pouco ameaçava, tendo em Wellington Amorim a melhor figura em campo pelo time interiorano.

Fernandinho tentava criar as principais jogadas ofensivas da partida. Jean e Casemiro desperdiçaram passes de Fernandinho no segundo tempo, errando as finalizações.

O São Paulo, embora melhor em campo e com 1 a 0 no marcador, não se sentia confortável durante o segundo tempo.

A torcida tricolor pedia para o time definir logo a partida e cobrou a entrada de Rivaldo. Carpegiani atendeu rapidamente o público, colocando o camisa 10 em campo na vaga do apagado Willian José.

Casemiro, em boa jogada com Lucas, quase amplia nos minutos finais. No desespero, o Mirassol partiu para cima na tentativa do empate. Luiz Henrique cabeceou com perigo, sendo interceptado por Rogério Ceni, aos 41 min.

Via UOL Esportes

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 MIRASSOL

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 3 de abril de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alex Alexandrino
Assistentes adicionais: Paulo Roberto de Sousa Junior e Camilo Morais Zarpelão
Cartões amarelos: Jairo (Mirassol). Lucas e Carlinhos Paraíba (São Paulo)
Público: 5.912 pagantes
Renda: R$ 122.941,00
GOLS: SÃO PAULO: Lucas, aos 27 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão, Alex Silva, Miranda e Juan; Jean, Casemiro, Carlinhos Paraíba e Lucas; Fernandinho (Henrique) e Willian José (Rivaldo)
Técnico: Paulo César Carpegiani

MIRASSOL: Fernando Silva; Samuel (Fabinho Capixaba), Luiz Henrique, Dézinho e Renato Peixe (Marcelinho); Magal, Jairo, Otácilio (Reinaldo Alagoano) e Xuxa; Diego e Wellington Amorim
Técnico: Ivan Baitello

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

São Paulo usa dificuldade ante Mirassol para projetar ‘decisão’ da Copa BR

Gol de ‘gênio’ rende elogios a Lucas

Carpegiani vê São paulo ‘ansioso’ para a decisão

Lucas comenta golaço em Barueri: ‘fazia tempo que estava buscando esse gol’

Chamado de ‘mala’ por Milton Neves, Rogério Ceni corneta apresentador

De olho no Santa, Carpegiani cobra melhora nas finalizações

Lucas leva o terceiro cartão amarelo e descansa no Paulistão

Papa-Lucas decide! Meia faz golaço e brilha em Barueri

Vídeo – Rogério Ceni cutuca Milton Neves

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Santa Cruz, Copa do Brasil 2011, Arena Barueri, Barueri, quarta-feira, dia 06.04 às 21h50.

Anúncios

12 Respostas to “São Paulo 1×0 Mirassol”

  1. Radar Soberano Says:

    Cleber Cotovelinho de ouro ataca outra vez.

    http://esporte.uol.com.br/album/110403rodada17_album.jhtm?abrefoto=4

  2. Radar Soberano Says:

    Quem é esse zagueirinho zé ninguém ?

  3. Radar Soberano Says:

    Olha o Milton Neves espinafrando o Rogério.

  4. Felipe 6-3-3 Says:

    O Dagoberto fez falta.
    O Fernandinho precisa ir treinar finalização em Cotia.
    Miranda jogou demais.
    Xandão deixou passar um chute em direção ao gol no meio das pernas.
    Juan tem que ir para o banco já.

    • Renato Soares Says:

      O Dagoberto fez falta.
      Há alguns meses atrás, queriam mandá-lo embora.
      Um jogador, que é estrela do time, chegou a dizer que ele é um merda.
      O mundo gira.

  5. Radar Soberano Says:

    Sinto o cheiro de marmelada !

    São Paulo ainda não identificou infratores e pode se complicar no TJD
    Clube será julgado por conta de arremessos de objetos no gramado e pode perder mando

    O São Paulo, até então, só foi multado por atrasos no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD/SP), e não teve um jogador suspenso por mais de um jogo. Agora, nesta segunda-feira, dia 4 de abril, o clube pode pegar uma multa pesada e ainda perder mandos de campo em função de fatos ocorridos no clássico contra o Corinthians. Além disso, o atacante Dagoberto pode ser punido e desfalcar a equipe. A sessão tem início às 18h.

    Acompanhe o site Justicadesportiva.com.br também pelo Twitter

    O árbitro Guilherme Ceretta, que apitou a partida vencida pelo São Paulo por 2 a 1, na Arena Barueri, relatou na súmula diversos objetos arremessados ao gramado pela torcida do Tricolor, e que agora podem render um enorme prejuízo ao clube.

    “Na entrada da equipe do Corinthians, às 15h51, foi atirado um copo com líquido na direção dos jogadores da equipe mencionada, quando adentravam para o campo de jogo pelo túnel central. Copo este atirado pela torcida do São Paulo. Aos 49 minutos paralisei a partida em razão de pedras de gelo que foram arremessadas pela torcida do São Paulo na direção do goleiro do Corinthians, porém nenhuma o acertou efetivamente”.

    Aos 73 minutos de partida, após a expulsão do jogador do Corinthians, Dentinho, “foram arremessados pela torcida do São Paulo, no campo de jogo, copos com líquido, pedras de gelo e um par de tênis. Em seguida, um explosivo foi detonado ao lado da meta defendida pelo goleiro do Corinthians”.

    O São Paulo responderá a denúncia de infração ao artigo 213 III (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Mas como foi enquadrado no § 1º, que diz que “quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas.

    Roberto Armelin, advogado do São Paulo, disse ao site Justicadesportiva.com.br não saber até então se o clube conseguiu identificar os autores dos arremessos dos objetos. “Ainda não tenho ciência se foi identificado os infratores, mas vamos defender o clube da melhor forma possível. Durante a defesa vamos ressaltar que não houve prejuízo para nenhum jogador e nem para o bom andamento da partida, e assim tentaremos livrar o São Paulo das acusações”.

    O defensor ainda precisará defender o atacante Dagoberto. De acordo com o relatório do árbitro, o atacante atingiu a perna do volante corintiano Ralf, na disputa de bola, e levou o segundo cartão amarelo. Antes, Dagoberto já havia sido advertido por “trancar” um adversário. O jogador responderá a denúncia no artigo 254 (praticar jogada violenta) do CBJD, com pena que varia de uma a seis partidas de suspensão

    Denúncias por atrasos dos dois clubes:

    Diante do Paulista, no dia 23, o São Paulo subiu ao gramado às 21h45 para o início do jogo, com três minutos de atraso. Ele responderá ao artigo 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “dar causa ao atraso do início da realização de partida […] ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida”, combinado com o artigo 30, § 2°, do Regulamento Geral das Competições, onde cita que os clubes devem entrar com no mínimo oito minutos de antecedência do horário marcado para o início do jogo, e retornar a campo no máximo dois minutos antes do horário de reinício. A multa é de R$ 1 mil por cada minuto atrasado.

    “Não me foi passado se ocorreu algo que justifique a entrada da equipe fora do horário”, explicou Armelin.

    http://justicadesportiva.uol.com.br/28544-SAO-PAULO-AINDA-NAO-IDENTIFICOU-INFRATORES-E-PODE-SE-COMPLICAR-NO-TJD.html

    • Radar Soberano Says:

      Olha a marmelada ai !

      São Paulo perde dois mandos de campo e recebe R$ 10 mil de multa
      Clube fica sem poder mandar dois jogos na capital paulista no Estadual após punição no TJD/SP

      O São Paulo terá que arrumar um novo lugar para jogar, distante da capital paulista pelo menos 100 quilômetros. E não pode nem reclamar de algum adversário, já que acabou punido com a perda de dois mandos de campo nesta segunda-feira, dia 4 de abril, por conta de atitude de sua própria torcida no clássico com o Corinthians. Em decisão por maioria de votos, a Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD/SP) ainda multou o Tricolor em R$ 10 mil pelo mesmo fato, e mais R$ 1.500 por um atraso contabilizado em outro jogo.

      O atacante Dagoberto, expulso no clássico, terminou suspenso por apenas uma partida e está livre para seguir em campo por vontade do técnico Paulo César Carpegiani. A decisão da mesma comissão foi unânime no caso do atleta.

      No caso da perda de mando de campo do clube, o clube ainda deve recorrer da decisão e até tentar um efeito suspensivo, para que possa seguir jogando em casa até que aconteça um novo julgamento. Caso não obtenha este efeito e tenha que cumprir a pena, o São Paulo já não manda em casa a partida contra o Oeste, no dia 17, pela última rodada da fase de classificação. Além disso, terá que jogar as quartas de final, quando for o mandante, longe da capital paulista.

      “Não tivemos como identificar as pessoas. Ficou destacado que nenhum dos objetos atacados atingiu alguém e nem causou prejuízo ao andamento da partida. Além do mais, quem tem de impedir a entrada de rojão no estádio não é o clube, mas sim a Polícia Militar. O São Paulo tomou todas as providências necessárias, a revista faz parte das ações do policiamento”, disse o advogado do São Paulo, Roberto Armelin.

      Entenda o caso:

      O árbitro Guilherme Ceretta, que apitou a partida vencida pelo São Paulo por 2 a 1, na Arena Barueri, relatou na súmula diversos objetos arremessados ao gramado pela torcida do Tricolor. “Na entrada da equipe do Corinthians, às 15h51, foi atirado um copo com líquido na direção dos jogadores da equipe mencionada, quando adentravam para o campo de jogo pelo túnel central. Copo este atirado pela torcida do São Paulo. Aos 49 minutos paralisei a partida em razão de pedras de gelo que foram arremessadas pela torcida do São Paulo na direção do goleiro do Corinthians, porém nenhuma o acertou efetivamente”.

      Aos 73 minutos de partida, após a expulsão do jogador Dentinho, do Corinthians, “foram arremessados pela torcida do São Paulo, no campo de jogo, copos com líquido, pedras de gelo e um par de tênis. Em seguida, um explosivo foi detonado ao lado da meta defendida pelo goleiro do Corinthians”.

      O São Paulo foi enquadrado no artigo 213 III (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, e ainda no § 1º, que diz que “quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas”.

      Ainda de acordo com o relatório do árbitro, o atacante Dagoberto atingiu a perna do volante corintiano Ralf, na disputa de bola, e levou o segundo cartão amarelo. Antes, Dagoberto já havia sido advertido por “trancar” um adversário. O jogador foi acusado de praticar jogada violenta, conforme o artigo 254 do CBJD.

      Atraso também na pauta

      Diante do Paulista, no dia 23, o São Paulo subiu ao gramado às 21h45 para o início do jogo, com três minutos de atraso. Assim, acabou punido no artigo 206 do CBJD, por “dar causa ao atraso do início da realização de partida […] ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida”, combinado com o artigo 30, § 2°, do Regulamento Geral das Competições, onde cita que os clubes devem entrar com no mínimo oito minutos de antecedência do horário marcado para o início do jogo, e retornar a campo no máximo dois minutos antes do horário de reinício.

      http://justicadesportiva.uol.com.br/28588-SAO-PAULO-PERDE-DOIS-MANDOS-DE-CAMPO-E-RECEBE-R$-10-MIL-DE-MULTA.html

  6. Radar Soberano Says:

    CPI DA CBF JÁ !

    Governo federal deve ser avalista do Itaquerão
    O BNDES teria recusado as garantias financeiras apresentadas pela construtora responsável pela obra

    SÃO PAULO – A cada dia o envolvimento do poder público com a construção do estádio do Corinthians, em Itaquera, fica mais evidente. O risco agora é que o governo federal entre como avalista do empréstimo de R$ 400 milhões necessário para a obra, uma vez que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teria recusado as garantias financeiras apresentadas pela construtora Odebrecht, responsável pela obra. A informação é do site Portal 2014.

    DivulgaçãoO estádio do Corinthians é o apontado para receber a abertura da Copa
    De acordo com a reportagem, pessoas ligadas ao clube garantem que o aval da União não afetará o cronograma da obra. Está mantida a programação, que prevê início das obras para a segunda quinzena deste mês. A assessoria de imprensa do BNDES declarou que o banco não pode se manifestar a respeito de negociações que envolvam entes privados, como é o caso do Corinthians e da Odebrecht. Mas revelou que até o final da semana passada o banco não havia recebido formalmente o projeto e o pedido de empréstimo, passo fundamental para o início das negociações.

    Bronca. O Itaquerão é o estádio de São Paulo apontado pela Fifa para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014. Os atrasos no início da construção motivaram puxões de orelha do presidente da entidade, Joseph Blatter, que na semana passada reclamou da demora na definição do projeto. Das 12 arenas da Copa, apenas o Estádio das Dunas, em Natal, apresenta o mesmo nível de atraso do estádio corintiano. “Temos a Copa das Confederações em 2013 e ainda não sabemos se o estádio de São Paulo e do Rio estará em condições para receber esse evento”, disse Blatter, sem esconder o descontentamento com o andamento das obras. “A Copa do Mundo vai começar amanhã e os brasileiros acham que só vai começar depois de amanhã.”

    http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,governo-federal-deve-ser-avalista-do-itaquerao,701836,0.htm

  7. Renato Soares Says:

    Lina, só o Lucas jogou no domingo.
    Esse elenco não é o ideal.
    Nós não podemos perder 2 ou 3 peças que o time cai muito de produção.
    Não me iludo com o atual São Paulo.

  8. william Says:

    LUCAS O NOVO DENILSON ! VERSÃO HUMILDE .

    Lina: E por isso mesmo, muito melhor !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: