Archive for março \31\UTC 2011

Santa Cruz 1×0 São Paulo

31/03/2011

O Santa Cruz acabou com a festa que tomou conta do São Paulo nesta semana. Em partida realizada no estádio Arruda, na noite desta quarta-feira, o time pernambucano foi embalado pelo apoio de sua torcida para vencer a equipe de Paulo César Carpegiani por 1 a 0, pela segunda fase da Copa do Brasil.  

O resultado foi garantido com um gol contra de Rodrigo Souto e, com isso, o Tricolor paulista será obrigado a fazer o segundo jogo contra o adversário. Mesmo com um jogador a mais nos minutos finais (Leandro Souza foi expulso), o São Paulo não criou tantas oportunidades para ganhar o jogo.

Escalado como titular diante do time que o formou para o futebol, Rivaldo teve atuação apagada durante a maior parte do tempo e acabou substituído por Ilsinho na etapa final. Portanto, o resultado pôs fim ao clima festivo que vinha empolgando o São Paulo, principalmente pelo centésimo gol de Rogério Ceni e pela apresentação de Luís Fabiano.

Desta forma, São Paulo e Santa Cruz voltam a se enfrentar no dia 6 de abril, na Arena Barueri, já que o Morumbi será alugado para o show da banda U2. O time de Carpegiani precisa da vitória por dois gols de diferença para avançar na competição.

Antes do reencontro, o Tricolor paulista tem compromisso no domingo, diante do Mirassol, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. No mesmo dia, o Santa vai à Ilha do Retiro para encarar o rival Sport.

O jogo: Se na noite de terça-feira a torcida do São Paulo encheu o Morumbi para a apresentação de Luís Fabiano, os fãs do Santa Cruz não decepcionaram nesta quarta e ocuparam grande parte das arquibancadas do Arruda. Empurrado pela torcida, o time pernambucano apostou na velocidade de Renatinho para colocar a zaga do São Paulo em apuros, mas sem conseguir levar perigo à meta de Rogério Ceni no início do confronto.

A primeira boa jogada partiu do Tricolor paulista, com a ajuda de um jogador bem conhecido pelos donos da casa. Rivaldo fez ótimo passe para Dagoberto, que foi travado na hora do chute. Mas, no rebote, o pentacampeão emendou uma bela batida de primeira, exigindo defesa de Tiago Cardoso.

O problema para os são-paulinos foi o bom posicionamento do sistema defensivo adversário, que diminuiu os sustos na sequência. Porém, as respostas do Santa também não se mostraram tão eficientes. Com isso, o jogo perdeu emoção e ficou mais preso nos marcadores dos dois lados.

Dagoberto ainda tentou uma jogada individual e perdeu a bola, ignorando o pedido de passe de Rivaldo. Pouco depois, o atacante até chutou de fora da área, mas sem dar muito trabalho ao goleiro. E o jogo esquentou, com Lucas irritado por ter levado na cabeça uma joelhada de Weslley.

Aos 34 minutos, depois de muito tempo sem finalizar, o Santa Cruz abriu o placar. Gilberto fez jogada pela esquerda, se livrou da marcação e cruzou para a pequena área. Mesmo sozinho, Rodrigo Souto errou e chutou contra as redes, marcando um gol contra. Antes do apito para o intervalo, Dagoberto recebeu cruzamento de Rhodolfo e cabeceou para as redes, mas o árbitro Marielson Alves Silva assinalou impedimento do atacante.

No intervalo, Paulo César Carpegiani tirou Juan para a entrada de Carlinhos Paraíba. E o São Paulo voltou mesmo melhor. Logo aos dois minutos, Fernandinho cruzou da esquerda, Rivaldo ajeitou e Dagoberto arrematou fraco, nas mãos do goleiro. Na jogada seguinte, Dagoberto pegou bola rebatida pela zaga e finalizou bem, obrigando Tiago Cardoso a defender.

Enquanto os donos da casa tentavam segurar atrás, Lucas fez fila na marcação pela direita e rolou na pequena área, mas Dagoberto furou. Fernandinho chegou na sequência e concluiu sem direção. Na resposta, Natan invadiu a área e só parou ao trombar com Rhodolfo. O Santa equilibrou as forças, e Carpegiani sacou Rivaldo para a entrada de Ilsinho.

Mas o time pernambucano sofreu uma baixa aos 26 minutos, quando Leandro Souza foi expulso por conta de falta sobre Fernandinho. Para reorganizar seu time, Zé Teodoro substituiu Natan e Landú por André Oliveira e Marcus Vinícius.

Com um a mais, o São Paulo se lançou ao ataque, mas o clube pernambucano formou um ferrolho defensivo para segurar o placar positivo.

Via Gazeta Esportiva

FICHA TÉCNICA
SANTA CRUZ 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Arruda, no Recife (PE)
Data: 30 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Raimundo Carneiro de Oliveira e José Dias da Hora (ambos da BA)
Cartão amarelo: Rogério Ceni (São Paulo)
Cartão vermelho: Leandro Souza (Santa Cruz)
GOL: SANTA CRUZ: Rodrigo Souto (contra), aos 34 minutos do primeiro tempo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Leandro Souza, Thiago Matias e Everton Sena; Cléber Goiano, Jeovânio, Weslley, Natan (André Oliveira) e Renatinho; Gilberto (Laécio) e Landú (Marcus Vinícius)
Técnico: Zé Teodoro

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Rhodolfo, Alex Silva, Miranda e Juan (Carlinhos Paraíba); Jean, Rodrigo Souto (Marlos), Rivaldo (Ilsinho) e Lucas; Fernandinho e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

Via Gazeta Esportiva

Melhores Momentos

Relacionados

Ônibus do São Paulo é alvo de pedradas antes do jogo no Recife

São Paulo vive ressaca de festas e perde para o Santa Cruz

Lucas diz que se surpreendeu com derrota do São Paulo

São Paulo se deixou levar pelo nervosismo, diz Carpegiani

Carpegiani pede para o São Paulo colocar os “nervos no lugar”

São Paulo vive dias de fúria contra a arbitragem

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Mirassol, Paulista 2011, Arena Barueri, Barueri, domingo, dia 03.04 às 16h00.

Anúncios

Balada no Morumbi !

30/03/2011

Salve Soberania !

Depois do que todos viram ontem, da força e da grandeza da torcida do maior time do pais, aquela gente estúpida que dirige aquela TV de merda, gente que é ligada ao que há de pior no cenário esportivo deve estar pensando:

“Acho que a gente errou ao reduzir o número de jogos do time do Morumbi na TV aberta…”

Sinto informar, vocês que entraram nessa, agora segurem a onda.

Coros de: “Ei TV Lixo, vai se fuder, o São Paulo não precisa de você !”. Isso mostra que além de gigantes, somos conscientes.

Não vou e não quero ditar comportamento, mas ser bonzinho e burro não adianta nada.

O torcedor é cidadão e quer fazer valer seus direitos.

Sabe que uma TV é uma concessão do governo, portanto pertence ao povo. Não me refiro ao espaço físico das organizações mas o canal em que sua programação é transmitida.

Grande parte do povo, 18 milhões, não merece ser mal tratado por uma TV que quer fazer política no esporte, até porque este não é o seu papel.

Mas falando do assunto principal, uma noite mágica ontem no Morumbi. Shows, fogos de artifício, discursos inflamados, promessas de títulos e gols, um presente do JJ ao capitão que eu gostaria de ter: uma Gibson SG, a mesma guitarra usada pelo Angus Young do AC/DC.

Muita alegria, desde o anúncio da compra do Luis Fabiano culminando com uma apresentação digna de um clube gigante, do tamanho do maior clube das Américas.

A terceira maior apresentação de um jogador de futebol na história do futebol.

Logo mais a noite Santa Cruz e São Paulo de olho na Libertadores 2012 e no projeto do tetra campeonato das américas e claro o mundial.

Vai São Paulo !

Vídeo via VídeosSPFC, Universo Tricolor

Video via VipComm

***(*) ******(*)

Pela Contra-Mão

29/03/2011

Chupa, galinhada!

O Andrés Semchances, presidente do Galinheiro, vive a dizer que o clube que ele “dirige” será maior que o Barcelona . . . Diz um amigo: é melhor ouvir isso do que ser surdo!

Será maior que o Barça!?  Será!? O único que poderá conseguir esse feito, além de preto e branco, tem vermelho nas suas cores. É tricolor! É do Morumbi!

Como não tem títulos internacionais e só é conhecido no exterior por causa do Gornaldo, ontem, 27 de março do ano da graça de 2011, ficou, sim,  muito conhecido em outras terras.

O mundo inteiro viu que o timinho da av. Marginal, s/nº apareceu nos noticiários de jornais, internet e TVs por ter sido vítima, a 100ª, do rosário de cem contas a que o M1TO subjugou arqueiros adversários a partir de 1997.

Como estão no ano do centenário, de 2010 a 2011, almejavam a comemoração com o Brasileirão/2010. Não deu! Com a Libertadores/2011. Não passaram da fase classificatória, eliminados que foram! O Paulistão? Talvez . . .

Mas já passaram para a história e o mundo todo viu: tomaram o centésimo gol do M1TO! Podem comemorar!

A av. Paulista, a mais paulista das avenidas, estava vazia ontem à noite. Pensei cá com os meus botões: poderão aproveitar a oportunidade que o Maior do Mundo lhes ofereceu de serem conhecidos internacionalmente . . . Nada mais justo!

Mas recolheram-se à sua pequenez . . .

Chora, Andrés! Chora, Elias! Chora, Chora, Gornaldo! Chora, Dentinho! Chora, Crístian (onde você estiver . . .)! Chora, Chico Lang!

Vocês já são conhecidos no mundo todo . . . pela-contra-mão!

Por Claudelino Priviero Brito

Via SPFC.net

***(*) ******(*) 

Na Minha Caixa de Spam Dias Antes do Jogo…

28/03/2011

Chupa essa manga Travesti !

HAUSHAUSHUAHSAUSHUASHUAHSUAHSUAHSUHAS

***(*) ******(*)

São Paulo 2×1 Travestis

28/03/2011

Salve Soberania !

Desta vez não deu para o timinho que não tem estádio, não tem libertadores, não paga conta de luz e de água. Timinho da máfia e da mídia.

E olha que o juizão bem que tentou dar aquela mãozinha de sempre. Expulsou o Dagoberto injustamente, e o tal de Leandro Castan que desceu a porrada a vontade não tomou nem amarelo. Além disso, deu 2 minutos de acréscimo no primeiro tempo e mais 6 no segundo.

Uma vergonha.

45 + 6 = 51. Seria alguma mensagem subliminar querendo dizer que o Imperador da Cachaça vem por ai ?

Bem provável.

Mas problemas alheios a parte, vamos ao jogo.

O São Paulo estava tenso. Não conseguia ligar o meio de campo ao ataque. Estava sem saída de bola já que o Carpegiani tirou Casemiro para a entrada de Rodrigo Souto, além da ausência de Lucas que está a serviço da seleção ( mais uma da CBF pra nos prejudicar ), em seu lugar jogou o Ilsinho.

O Tricolor alternava bons e maus momentos no primeiro tempo da partida com alguns lances de perigo de ambos os lados. Em um momento o time tocava bem a bola e no outro se perdia com ela.

O São Paulo tentava com chutes de fora da área com Ilsinho e Dagoberto, os travecos também tentavam de fora, o que levou o capitão a fazer algumas boas defesas.

Mas era tarde do São Paulo e o DaGODberto fez o seu. A jogada começa com ele, o M1TO fazendo um lançamento direto ao ataque, a zaga traveca rebate mas a bola sobra pra Ilsinho que vê o Dagol livre pela meia esquerda, ele recebe e mete um petardo com efeito tirando do alcance do goleirinho da marginal. 39:40 do primeiro tempo. 1×0 Tricolor.

Antes do fim da primeira etapa, o São Paulo ainda teve duas boas chances em contra-ataques com Júnior César e Dagoberto – Júnior César perdeu a bola – e outro em uma assistência maravilhosa de Dagoberto pro Fernandinho que cortou pra dentro mas finalizou mal. Nota-se claramente neste lance, que finalização não é o forte do esforçado atacante sãopaulino.

No início do segundo-tempo, uma jogada do timinho que obriga o M1TO fazer um milagre.

Daí pra frente virou correria porque as frangas tinham que virar e claro abriam espaço para os contra-ataques do São Paulo, o time aproveitava e ia tocando a bola com categoria.

Até quem em uma destas troca de passes, o Fernandinho sofre falta perto da grande área. A torcida já pedia o capitão e ele foi pra fazer história.

Gol histórico, sem chances para o tal de Júlio César, o centésimo, logo em cima delas que estão descontroladas nos fóruns e no twitter e também no estádio, já que jogavam objetos para dentro de campo. 2×0

O São Paulo aumentava ainda mais seu volume de jogo e continuava a trocar passes, até que em um ataque do São Paulo com Dagoberto, pela esquerda, o Alessandro deu uma voadora no jogador e recebeu vermelho direto. Tentativa de agressão de um time que não tem o menor espírito esportivo.

Aos 22, Rodrigo Souto fez uma falta no Dentinho. Os travecos cobraram com rapidez, a defesa Tricolor bobeou e sai o gol de honra das meninas. 2×1.

Aos 23, sei lá o que aconteceu com o juiz, ele viu falta do Dagoberto pra cartão amarelo. Reparem no lance, o jogador do São Paulo está de costas nem tocou no gambá, e ele inventou essa expulsão.

Então o Carpa teve que mexer, e trocou Ilsinho pelo Marlos.

A travecada perdeu o controle, o monstrengo Dentinho perdeu a cabeça e chutou no chão o Rodrigo Souto. Vermelho pra ele aos 30.

A esta altura o São Paulo jogava com duas linhas de quatro, o que dificultava a vida do timinho. O jogo esfriava já que o Marlos tentava prender a bola no ataque.

O Carpegiani então decide trocar Fernandinho pelo Rivaldo e depois Rodrigo Souto pelo Casemiro na esperança de ter o toque mágico em um contra-ataque, já que as frangas estavam alucinadas e se lançavam a frente no tudo ou nada.

Não arrumaram nada, lógico.

Aos 40, um lance mágico de Jean que vai driblando a zaga do adversário e chuta com força para uma bela defesa do goleiro Júlio César.

Aos 47, um outro contra-ataque com Marlos e mais uma vez um passe torto que o Rivaldo não alcançou. Segundo lance do Marlos que podia ter matado o jogo.

Final de jogo e de tabu.

CHUPA. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Imagens: VipComm

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 CORINTHIANS

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 27 de março de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Carlos Alberto Funari
Assistentes adicionais: Luiz Flávio de Oliveira e Antônio Rogério Batista do Prado
Cartões amarelos: Dagoberto, Rogério Ceni, Junior Cesar, Ilsinho e Rhodolfo (São Paulo); Jorge Henrique (Corinthians)

Cartões vermelhos: Alessandro e Dentinho (Corinthians); Dagoberto (São Paulo)

GOLS: SÃO PAULO: Dagoberto, aos 39 minutos do primeiro tempo, e Rogério Ceni, aos oito minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Dentinho, aos 22 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto (Casemiro), Jean, Carlinhos Paraíba, e Ilsinho (Marlos); Fernandinho (Rivaldo) e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Danilo); Ralf, Paulinho, Morais (Cachito Ramírez) e Jorge Henrique (Willian); Dentinho e Liedson
Técnico: Tite

 Ficha técnica: Gazeta Esportiva

Jogo completo

Parte 2 – http://www.youtube.com/watch?v=1uHeRsc6nxk

Parte 3 – http://www.youtube.com/watch?v=3rsxo6Tyl3c

Parte 4 – http://www.youtube.com/watch?v=YNP7pHNx9n4

Parte 5 – http://www.youtube.com/watch?v=UxE3JFOto8I

Parte 6 – http://www.youtube.com/watch?v=es-iE06H5ao

Parte 7 – http://www.youtube.com/watch?v=Zz8ZRifAJpc

Parte 8 – http://www.youtube.com/watch?v=eWBHtvIKa4A

Parte 9 – http://www.youtube.com/watch?v=WRhKhCgeqq0

***(*) ******(*)

 Próxima Partida: Santa Cruz x São Paulo, Copa do Brasil 2011, Arruda, Recife, quarta-feira, dia 30.03 às 21h50.

Rogério Ceni. Um Goleiro, Um M1T0 Centenário

27/03/2011

Salve Soberania !

Um domingo histórico, um dia único, inesquecível.

Não apenas pelo gol e pela vitória, mas pela certeza que os que andam nos caminhos corretos da vida, os que escolhem o caminho mais difícil – que é o caminho da dignidade e da honra, como disse o Soberania esta semana neste blog – hão de colher os frutos da felicidade e da glória na hora certa.

100 gols de um M1T0, uma vitória merecida e uma lição que não se deve desprezar jamais: “Não dormem os deuses do futebol.”

Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida. E este dia eu contarei aos meus entes queridos nos anos que virão.

Obrigado Rogério Ceni, por fazer minha vida mais feliz.

Homenagens em vídeo

Relacionados

Marco Aurélio Cunha: ‘Rogério construiu a maior história de um jogador no São Paulo

Rogério pedia para que eu também batesse faltas’, conta Zetti, primeiro alvo de Ceni

Fico feliz por ter feito parte dessa história’, diz Adinam, 1ª vítima de Ceni

Friedenreich, Canhoteiro e Careca já veem Ceni no retrovisor em lista de artilheiros

Após 14 anos, Rogério Ceni chega ao 100º gol e segue fazendo história

Ceni “ignora” Corinthians e vibra com gol 100: foi como eu queria

Único a vetar, Mário Sérgio assume erro: “bateria até escanteio”

Por influência de Ceni, São Paulo forma dinastia de goleiros batedores de falta

Maiores vítimas, Fábio se diz “triste” e Marcos reverencia Ceni

Rogério Ceni é o primeiro goleiro “centenário” da história

Após atingir marca histórica, Rogério Ceni alfineta Globo e CBF

Especialista em bola parada por acaso, Rogério Ceni exalta conselho de Telê

Eufórico e emocionado, Rogério celebra 100º gol

Fim de tabu e 100º de Ceni! São Paulo sofre, mas vence

A emoção do gol 100 de Rogério Ceni

Diploma Do Sofredor

A carreira de Rogério Ceni em 100 fotos

Exaltado até pela Fifa, centésimo gol de Ceni repercute pelo mundo

São Paulo turbina apresentação de Luís Fabiano com homenagem a Ceni e lança kit comemorativo

Cem vezes obrigado, M1TO!

Cem vezes Rogério Ceni no histórico clássico do fim do tabu

Ceni 100

FIFA.com – O dia é dele

***(*) ******(*)

Nota: O post do jogo vem logo mais, até porque ganhar ou perder de clube sujo pouco me incomoda. Vamos comemorar o centésimo do M1T0.

1942-2011. Eu Conheço Esta História…

27/03/2011
1942 - Lêonidas chega a São Paulo e é carregado pela torcida

1942 - Lêonidas chega a São Paulo e é carregado pela torcida

2011 - Fabuloso chega a São Paulo e é carregado pela torcida

2011 - Fabuloso chega a São Paulo e é carregado pela torcida

***(*) ******(*)

Rapidinhas do Lina

25/03/2011

Leitura obrigatória – Dois textos sensacionais dos amigos Michel Toniato e Marcelo Abdul – sobre essa confusão toda que envolve o São Paulo e o futebol brasileiro. Todo sãopaulino deve ler. Aqui e aqui.

A Inveja é Uma Merda – O time dos travecos diz que vai apresentar o Imperador da Cachaça no mesmo dia que o São Paulo vai apresentar o Fabuloso. Alguém pode me dizer qual a razão que leva um clube querer tanto ser o outro ? Se isso não for inveja é o quê ? O problema é que o Tricolor vai apresentar o Fabuloso na nossa casa, no Morumbi. Onde será que o cara de areia mijada vai apresentar o Cachaça ? No Trianon ?

Pay-per-view – Tiraram 50% das partidas em TV aberta do São Paulo no brasileirão 2011 em comparação com 2010. Uma das razões por trás dessa decisão é que essa organização conhece o poder aquisitivo da torcida do São Paulo e sabe da força que o clube tem na internet. Não assine o pay-per-view, porque isso significa pagar para ser sacaneado, mude seus hábitos, vá ao estádio com sua família. A maior forma de protesto, caro torcedor Tricolor é daqui pra frente nós esquecermos o controle remoto e seguirmos o time. Acorda nação Tricolor ! 

Links – Tirei todos os links que direcionavam ao portal da TV Lixo do meu blog. Todos. Infelizmente alguns blogueiros são até gente boa, mas é parte do meu protesto. Não acesso mais nada e não assisto mais nada dessa organização.

Retaliação – E não é apenas o São Paulo que sofre com a retaliação da vênus enferrujada. Outro clubes aliados ao C13 também. Galo Mineiro, Atlético Paranaense e Internacional estão na lista negra da TV Lixo. Ano passado juntos, estes clubes tiveram 23 partidas transmitidas na TV aberta, este ano terão apenas 13.

Briga sem fim – Interessante o texto do blog do Perrone na UOL, a respeito da briga que pode acontecer por causa dos direitos de transmissão do brasileiro em 2012. Realmente isso vai dar o que falar… Aqui.

Imbecil – Profundamente lamentável o texto de um blogueiro que se diz sãopaulino, jornalista da TV Lixo, defendendo a emissora contra os clubes aliados ao C13. Chegou a dizer que o Morumbi recebeu dinheiro do governo para a construção do seu estádio. O link que levava ao seu site foi retirado do meu blogroll. E já que o momento é de posicionamento e tomada de decisão, sugiro que os que sabem de quem eu estou falando parem de acessar o espaço deste mané que não conhece a história do clube que diz torcer. Ao que parece o dinheiro comprou mais um vendilhão. E de jornalismo vendido este país já está de saco cheio.

Sábado 21h00 – Este será o horário de alguns jogos do campeonato brasileiro. Parece sem noção não é mesmo ? Ou não ? Segundo o jornal Diário de São Paulo, o C13, na pessoa de Athaíde Gil Guerreiro é o criador da idéia. Aposto que a idéia ficou boa de repente. KKKKKK

Quero voltar pra casa – Outro dia um amigo me disse que o São Paulo paga para os seus ex-atletas dizerem aos jornais que querem voltar ao São Paulo. Júlio Batista, Breno, Kaká, Luis Fabiano, Lugano, Grafite e até o Miranda que nem foi já fala em voltar. Já pensou, pagar pra todos esses caras falarem bem do clube na mídia, que fortuna seria ? Ou será que eles falam naturalmente porque foram bem tratados e receberam em dia ?

Quero voltar pra casa 2 – Júlio Batista fica livre no meio do ano e Breno quer sair, será que pintarão no Tricolor em breve ? Tomara.

#CPIdaCBF – 34 deputados federais recuaram e retiraram oficialmente seus nomes da lista que fazia parte dos que eram favoráveis a CPI da CBF. Conheça aqui a lista. Sãopaulino e torcedor de outros clubes. Isto é sério. Se você não concorda com a bandalheira que domina o esporte que nós tanto amamos, gaste 5 minutos do seu precioso tempo e mande um email para esses caras. Pressione essa corja. Faça a sua parte.

#CPIdaCBF 2 – Romário, ex-aliado do imperador da CBF, está na lista dos que apoiam a CPI. A coisa é tão suja que quem conviveu com a corja sabe que o mal cheiro é muito forte, portanto não me surpreende tal adesão.

JJ Pressionado – Conselheiros e diretores do São Paulo pressionam o presidente para que este recue do seu posicionamento frente aos desmandos de TV Lixo, federação e confederação segundo leio no blog do Birner. O jornalista aliás defende a posição do clube. O Birner é o cara. Recuar jamais. Está escrito que quem sabe o que é certo e não o faz, peca. Portanto o São Paulo deve seguir em frente, custe o que custar. Seja qual for o preço. Até porque não há outro clube capaz de seguir peitando essa gente… Isto é briga pra gigante.

Franga assada – Domingo é dia de gol 100 do capitão, e o fim dessa conversinha de não sei quanto tempo sem vencer esse time de merda. Vai São Paulo ! Depena elas !

***(*) ******(*)

Paulista 3×2 São Paulo

24/03/2011

São Paulo perde para o Paulista e vê fim da sequência de vitórias

O São Paulo perdeu por 3 a 2 para o Paulista na noite desta quarta-feira, em Jundiaí, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Paulista. O resultado põe fim à série de quatro vitórias que a equipe do Morumbi obteve nas últimas quatro rodadas diante de Grêmio Prudente, Santo André, Ituano e São Caetano. O Paulista, por sua vez, reencontra a vitória, após ter perdido para o Botafogo, fora de casa.

No próximo jogo o São Paulo, que agora ocupa a terceira colocação, pega o líder Corinthians, que vem de duas vitórias seguidas. Em jogo, um incômodo tabu de quatro anos sem vencer o time do Parque São Jorge.

Logo no primeiro minuto de jogo o São Paulo já foi surpreendido pelo Paulista. Weldinho fez grande jogada pela direita, trouxe para o meio e chutou no canto esquerdo de Rogério Ceni, que não segurou e viu Fabiano, de cabeça, completar para o gol.

Após o susto, o São Paulo tentou reagir e teve mais domínio de bola que o time da casa, que recuou e esperou pelos contra-ataques. Fernandinho teve grande chance aos 10 minutos, mas chutou para fora. O Tricolor crescia, tinha maior volume de jogo, mas não conseguia transformar o domínio em gols.

Aos 34 minutos, um lance duvidoso: Fernandinho recebeu na área passou Henrique e Eli Sabiá e caiu. O árbitro não viu pênalti e mandou o lance seguir.

Se, no futebol, quem não faz, leva, o São Paulo não chegou ao gol. O castigo veio aos 36, após Weldinho receber bom passe de Marquinhos próximo ao bico da área, fintou Juan, e chutou no canto oposto de Rogério Ceni. Depois do gol, o que se viu ainda foi algum domínio tricolor, mas foi só.

No segundo tempo, o jogo começou muito aberto. Logo aos seis minutos, Eli Sabiá fez falta em Ilsinho dentro da área. Rogério Ceni converteu com categoria. Ao diminuir, o São Paulo pressionou o Paulista, mas recebeu um balde de água fria aos 10 minutos. Vanderlei recebeu bom passe no meio da zaga são-paulina e chutou, no meio das pernas de Rogério Ceni, para aumentar o placar para o time da casa.

Aos 25 minutos, após uma pressão crescente do São Paulo, Fernandinho acertou bom cruzamento da esquerda, a bola passou por Felipe Alves e encontrou Dagoberto livre, em baixo da trave, para diminuir para o Tricolor.

Após o gol, o que se viu no Jayme Cintra foi uma pressão total são-paulina. As chances pipocavam para o lado visitante, enquanto o Galo da Japi, como fez o jogo inteiro quando esteve em vantagem, se postava e esperava por um contra-ataque decisivo. A equipe de Jundiaí foi eficiente e suportou a pressão do São Paulo até o fim do jogo.

Centésimo no clássico?

Com o gol de pênalti Rogério Ceni sobre o Paulista, o goleiro chega a marca de 99 gols, segundo sua própria contagem e a do São Paulo. Com isso, o capitão são-paulino pode chegar ao 100º no jogo contra o arquirrival Corinthians, no próximo domingo, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA:
PAULISTA 3 X 2 SÃO PAULO

Estádio: Jayme Cintra, em Jundiaí (SP)
Data/hora: 23/3/2011 – 21h50
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Alberto Poletto Masseira
Renda/público: Não divulgado.
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Eli Sabiá, Marquinhos, Rodrigo Sabiá (PTA); Juan, Jean, Xandão (SPO)
Cartões vermelhos: Nenhum.
GOLS: Fabiano, 1’/1ºT (1-0); Weldinho, 37’/1ºT (2-0); Rogério Ceni, 6’/2ºT (2-1); Vanderlei, 10’/ 2ºT (3-1); Dagoberto, 25′ / 2ºT (3-2)

PAULISTA: Felipe Alves; Weldinho, Eli Sabiá, Henrique e Marquinhos; Rodrigo Sabiá, Fábio Gomes, Samuel Xavier (Baiano, 30’/2ºT) e Diego Barboza; Vanderlei e Fabiano. Técnico: Wagner Lopes

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão, Alex Silva, Miranda (Júnior César, 43’/2ºT) e Juan (Henrique, 13’/2ºT); Jean, Casemiro (Ilsinho, 34’/1ºT), Carlinhos Paraíba e Marlos; Dagoberto e Fernandinho. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Via Lance!

Jogo Completo

Relacionados

Leco: ‘O São Paulo sempre teme a arbitragem’

Chateado, Ceni minimiza gol marcado: “Não fui tão bem”

São Paulo sente ausências de Lucas e Rhodolfo, perde em Jundiaí e deixa o topo

Rogério Ceni faz gol, mas falha e vê São Paulo perder para Paulista

Sem Lucas, São Paulo volta a tropeçar e perde a liderança do Paulista

Rogério Ceni ‘esquece’ centésimo gol e só fala em derrubar tabu contra o Corinthians

São Paulo volta a ter pênaltis polêmicos não marcados a seu favor

Ceni minimiza chance de gol 100 diante do Corinthians e prioriza vitória

Rogério lamenta erros, mas mostra otimismo para 100º gol no clássico

Sem Lucas e Rhodolfo, São Paulo quebra sequência de invencibilidade

Leco reclama da arbitragem e manifesta temor constante

Carpegiani aponta falta de competência do São Paulo na frente

Rogério pode marcar 100º gol diante do Corinthians

Não tivemos competência, diz Carpegiani após derrota

Capitão assume os erros e exige vitória no clássico

Carpegiani reclama de gols perdidos e diz que derrota serve de alerta antes do clássico

Para Carpa, São Paulo perdeu pela incompetência nos arremates

 MARCA : Vilão, goleiro reconhece seus erros

Perto do centésimo, Rogério lamenta derrota

Paulista 3×2 SPFC – Post na correria, assim como foi o jogo

***(*) ******(*)

Próxima Partida: São Paulo x Travestis, Paulista 2011, Arena Barueri, Barueri, domingo, dia 27.03 às 16h00.

Documentário: Muito Além do Cidadão Kane

23/03/2011

Beyond Citizen Kane (no Brasil, Muito Além do Cidadão Kane) é um documentário televisivo britânico de Simon Hartog produzido em 1993 para o Canal 4 do Reino Unido. A obra detalha a posição dominante da Rede Globo na sociedade brasileira, debatendo a influência do grupo, poder e suas relações políticas. O ex-presidente e fundador da Globo Roberto Marinho foi o principal alvo das críticas do documentário, sendo comparado a Charles Foster Kane, personagem criada em 1941 por Orson Welles para Cidadão Kane, um drama de ficção baseado na trajetória de William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos Estados Unidos. Segundo o documentário, a Globo emprega a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como o fez Kane.

O documentário acompanha o envolvimento e o apoio da Globo à ditadura militar, sua parceria ilegal com o grupo americano Time Warner (naquela época, Time-Life), a política de manipulação de Marinho (que incluíam o auxílio dado à tentativa de fraude nas eleições fluminenses de 1982 para impedir a vitória de Leonel Brizola, a cobertura tendenciosa sobre o movimento das Diretas-Já, em 1984, quando a emissora noticiou um importante comício do movimento como um evento do aniversário de São Paulo e a edição, para o Jornal Nacional, do debate do segundo turno das eleições presidenciais brasileiras de 1989, de modo a favorecer o candidato Fernando Collor de Mello frente a Luis Inácio Lula da Silva), além de uma controvérsia negociação envolvendo acções da NEC Corporation e contratos governamentais.

O documentário apresenta entrevistas com destacadas personalidades brasileiras, como o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda, os políticos Leonel Brizola e Antônio Carlos Magalhães, o publicitário Washington Olivetto, os jornalistas Walter Clark, Armando Nogueira, Gabriel Priolli e o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

O filme seria exibido pela primeira vez no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro do Rio de Janeiro, em março de 1994. Um dia antes da estréia, a polícia militar recebeu uma ordem judicial para apreender cartazes e a cópia do filme, ameaçando em caso de desobediência multar a administração do MAM-RJ e também intimidando o secretário de cultura, que acabou sendo despedido três dias depois.

Durante os anos noventa, o filme foi mostrado ilegalmente em universidades e eventos sem anúncio público de partidos políticos. Em 1995, a Globo tentou caçar as cópias disponíveis nos arquivos da Universidade de São Paulo através da Justiça Brasileira, mas o pedido lhe foi negado.

O filme teve acesso restrito a essas pessoas e só se tornou amplamente vistos a partir da década de 2000, graças à popularização da internet.

A Rede Globo tentou comprar os direitos para o programa no Brasil, provavelmente para impedir sua exibição. No entanto, antes de morrer, Hartog tinha acordado com várias organizações brasileiras que os direitos de televisão não deveriam ser dados à Globo, a fim de que o programa pudesse ser amplamente conhecido tanto por organizações políticas e quanto culturais. A Globo perdeu o interesse em comprar o programa quando os advogados da emissora descobriram isso, mas o filme permanece proibido de ser transmitido no Brasil.

Entretanto, muitas cópias em VHS e DVD vem circulando no país desde então. O documentário está disponível na Internet, por meio de redes P2P e de sítios de partilha de vídeos como o YouTube e o Google Video (onde se assistiu quase 600 mil vezes).

Contrariando a crença popular, o filme está disponível no Brasil, embora em sua maioria em bibliotecas e coleções particulares.

***(*) ******(*)

Livro: A História Secreta da Rede Globo ( Download )

23/03/2011

A História Secreta da Rede Globo – Daniel Herz

A história secreta da Rede Globo é um livro escrito por Daniel Herz e publicado originalmente pela editora Tchê em 1987. O livro fala sobre as relações que Roberto Marinho, dono da Rede Globo, mantinha com a ditadura militar, além dos procedimentos ilegais que levaram à estruturação da emissora. Este livro foi uma das fontes de inspiração para o documentário britânico Muito Além do Cidadão Kane.

Download do livro: Clique aqui!

***(*) ******(*)