Goiás 2×1 São Paulo

Salve Soberania !

Começou !

Está aberta a temporada de roubalheira no brasileirão 2010. Eu não vi o jogo, mas já me disseram que “meteram a mão” no São Paulo.

Em um toque do Richarlyson na bola, o larápio a marcou penalty, mas no lance do Rafael Tolói ele não marcou nada. Que beleza !

Em 2 jogos perdemos 5 pontos.

As galinhas estão recebendo toda a ajuda do mundo. JJ abre o olho e reclama ! Depois não adianta chorar o leite derramado.

***

A partida estava morna, e tudo indicava que o São Paulo, mesmo ‘remendado’, voltaria do Serra Dourada com um ponto na bagagem. Mas aos 45min, o volante Jonílson acertou um chute rasteiro de fora da área, virou o placar para 2 a 1 e garantiu a segunda vitória do Goiás no Campeonato Brasileiro.

Marcelinho Paraíba marcou aos 14min, em cobrança de falta, e Bernardo empatou, após pênalti infantil de Richarlyson, volante deslocado para a zaga por conta dos quatro desfalques no elenco tricolor. A escalação adotada por Ricardo Gomes esteve longe da qual ele considera ideal, já que Alex Silva, Miranda, Marlos e o reserva Renato Silva estão machucados.

Quase no último lance, Jonílson pegou uma sobra fora da área e mandou a bola no canto esquerdo de Rogério Ceni. “A gente sabia que o São Paulo toca bastante a bola e buscaria a vitória. Nosso time se reuniu no vestiário e no campo porque sabíamos que só nós, jogadores, poderíamos tirar o Goiás dessa situação”, destacou o herói da noite na região Centro-oeste do país.

Com o triunfo, o clube esmeraldino chega a sete pontos e deixa a zona de rebaixamento. Já o time paulista permanece com oito, na faixa intermediária da tabela.

“Fizemos o gol e recuamos. Eles vieram pra cima e nós ficamos atrás. No final, acabamos perdendo”, lamentou Hernanes, do outro lado.

O São Paulo começou o confronto melhor, com mais posse de bola. Fernandão, vaiado pelos torcedores goianos quando pegava na bola, explorou sua característica de sair da área para fazer o papel de pivô e abrir espaço para os companheiros que vinham de trás.

Foi dessa forma que surgiu a primeira chance de gol, logo aos 3min, quando ele rolou de primeira para Jean cruzar rasteiro. Quase na pequena área, Dagoberto e o próprio centroavante não conseguiram concluir.

E foi em uma falta sofrida por Fernandão, quando ele recebeu de costas para o gol e foi derrubado pelo zagueiro, que o time paulista inaugurou o placar. Marcelinho Paraíba bateu bem e balançou as redes após três meses e meio de jejum.

“Estou há muito tempo trabalhando sem ter uma oportunidade na equipe. Hoje entrei desde o começo e tive a felicidade de fazer o gol”, celebrou o camisa 11, na saída para o intervalo. Ele ganhou a vaga de Marlos, lesionado.

Os donos da casa passaram a ter o domínio do duelo a partir de então. Entretanto, não demonstraram qualidade para superar a retranca são-paulina.

Bernardo era quem mais finalizava e por três vezes assustou Rogério Ceni. Porém, o camisa 10 errou o alvo.

Aos 38min, Richarlyson, improvisado como zagueiro no 4-4-2, tentou dominar na área, depois de um cruzamento que veio pelo lado direito do ataque esmeraldino, e acabou tocando com a mão na bola. Pênalti, que Bernardo cobrou com categoria e fez 1 a 1.

“Eles têm um goleiro de muito respeito internacionalmente e é muito difícil passar por ele, mas conseguimos marcar o gol de empate e agora é manter o ritmo”, comentou Everton Santos.

Ricardo Gomes promoveu uma alteração no retorno ao segundo tempo: Fernandinho entrou no lugar de Dagoberto. “Ele pediu para eu aproveitar os espaços pelos lados, porque está difícil jogar pelo meio e o campo não está muito bom. Quando a bola estiver do outro lado com o Marcelinho, é para encostar no Fernandão”, revelou o atacante de 24 anos.

E o camisa 12 começou a dar trabalho para o sistema defensivo do Goiás. Prova disso é que Emerson Leão sacou Douglas, lateral com perfil mais ofensivo, e colocou Wendel, que marca mais.

Os dois times reclamaram de pênaltis, um para cada lado, mas o árbitro não assinalou a infração. As defesas levaram a melhor diante dos ataques, até que Jonílson resolveu decidir o confronto.

Saudações Tricolores

GOIÁS 2 X 1 SÃO PAULO

GOIÁS
Rodrigo Calaça; Douglas (Wendel), Rafael Toloi, Ernando e Wellington Saci; Amaral, Jonílson, Wellington Monteiro e Romerito (Johnathan); Everton Santos e Bernardo (Rafael Moura)
Técnico:
Emerson Leão

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Cicinho, Xandão, Richarlyson e Junior Cesar (Carlinhos Paraíba); Jean, Rodrigo Souto, Hernanes e Marcelinho Paraíba (Jorge Wagner); Dagoberto (Fernandinho) e Fernandão
Técnico:
Ricardo Gomes

Data: 2/6/2010, quarta-feira
Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Cartões amarelos: Rafael Toloi, Bernardo, Wendel (G); Rodrigo Souto, Fernandinho (SP)
Gols: Marcelinho Paraíba (SP), aos 14min, Bernardo (G), aos 39min do primeiro tempo; Jonílson (G), aos 45min do segundo tempo
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Erich Bandeira (PE-Fifa) e Fábio Pereira (TO)

UOL Esportes

Leitura relacionada: NÃO! NÃO! NÃO! NÃO!

***(*) ******(*)

Próximo Jogo: São Paulo x Grêmio, Brasileirão 2010, Domingo dia 06.06 às 16h00

Anúncios

5 Respostas to “Goiás 2×1 São Paulo”

  1. José Roberto Says:

    Não tem jeito, contra o São Paulo tudo é normal.
    Lembram que dois lances iguais de penalti a favor do Tricolor que não foi marcado um ano passado no final do brasileiro e outro no paulista desse ano, não me lembro os adversários, acho que o desse ano foi contra o Santos naquele jogo de Barueri na estréia do Robinho.
    Um ataque do São Paulo pela ponta o adversário dá um carrinho com o braço estendido e bate com a mão na bola, narração do Cleber Machado que pergunta não foi penalti Arnaldo? Não porque o braço é partedo prolongamento do corpo, na hora fiquei puto da vida e comentei aqui na minha sala com o pessoal, hoje não é , mas quando for contra o São Paulo será legítimo.
    Não errei ontem o Marsiglia disse que com o braço nessa altura não tem como marcar.
    O Rick está com o braço abaixo da altura do ombro então é penalti, a nosso favor mesmo com o braço do adversário estendido e com a mão espalmada não foi nada.
    Assím fica difícil mesmo.
    Não tem jeito ou o São Paulo acaba com o futebol profissional ou vai ser vítima sempre!

    Lina: E depois falam que a gente reclama por qualquer coisa. Puta juiz filho da puta dos infernos meu !

  2. Marcos Says:

    A própria bichola falou que cometeu o penalti .

    Lina: Então vão tomar no cú tu e ela.

  3. Tri-Mundial Says:

    Esse jogo foi um lixo.

    Lina: Eu não vi, não posso te confirmar.

  4. Guedes Says:

    Pois é Lina, meteram a mão no Tricolor.
    O Goiás votou com o Kléber Leito no C13 ?
    Precisa ver isso, porque o juiz é um pilantra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: